Busca:

Patrícia Hora

Patrícia Alcantara da Hora
30/10 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Em 1985 iniciou suas atividades artísticas participando do coro infantil no disco de Dona Ivone Lara, na faixa "Menino brasileiro" (Rildo Hora e Dona Ivone Lara). Três anos após, ao lado do irmão Misael da Hora ao piano, apresentou a música "Sinhá tô" (Rildo Hora). Ao final, foi convidada por Martinho da Vila para participar de seu novo disco. No ano seguinte, fez coro em todas as faixas do disco "Canto das lavadeiras", de Martinho da Vila. No ano seguinte, em 1989, participou como corista do disco "Carente de afeto",  de Neguinho da Beija-Flor. No ano de 1990 particpou do coro do CD "Felicidade" e em 1991 do disco "Poetas da calçada", ambos de Neguinho da Beija-Flor. Em 1993 atuou como corista no projeto de 10 CDs produzido por Rildo Hora, com sambas-enredos das principais escolas: Mangueira, Beija-Flor, Salgueiro, Imperatriz, Portela, Estácio, Vila Isabel, União da Ilha, Mocidade e Império. No ano posterior, em 1994, participou do disco "Ao Rio de Janeiro", de Martinho da Vila. No ano seguinte, em 1995, atuou no disco infantil "Você não me pega", de Martinho da Vila e Rildo Hora, pela RGE. Dois anos depois, em 1997, trabalhou nos discos de Zeca Pagodinho (CD 'Deixa clarear'), Martinho da Vila (CD 'Tá delícia, tá gostoso'), Dona Ivone Lara (CD 'Bodas de ouro') e "Casa de samba" (vários volumes, projeto de Rildo Hora). Neste mesmo ano de 1997 participou dos discos "Manda me chamar" (Simone Moreno), "Coisas de Deus" (Martinho da Vila), "Livre pra sonhar" (Fundo de Quintal), "Hoje é dia de festa" (Zeca Pagodinho), "Casa de samba 2" e da faixa "Vide Gal" do disco "Feijão com arroz", de Daniela Mercury. No ano seguinte, em 1998, participou da gravação de "Balé da bola", de Gilberto Gil e também do disco de Zeca Pagodinho, fazendo vocalise na faixa "Seu balancê". Ainda em 1998 fez coro nos discos "Fundo de Quintal e convidados", "Pra ser feliz", da dupla Arlindo Cruz e Sombrinha, integrando também o coro no show de lançamento realizado no Teatro Rival, Rio de Janeiro, e em nove faixas no CD do Grupo Malícia. No ano de 1999 fez coro nos CDs "Chega pra sambar" (Fundo de Quintal), "Pai da Alegria" (Martinho da Vila), "Zeca Pagodinho ao vivo", grupo Os Moreno, e no primeiro disco de Dudu Nobre "Chega mais". No ano seguinte, trabalhou com Zeca Pagodinho (CD 'Água da minha sede'), Martinho da Vila, no projeto-disco "Lusofonia", gravado em Portugal e no Brasil. Por essa época, passou a fazer shows com Martinho da Vila no Brasil e no exterior, destacando-se Portugal, Uruguai e Vila Moura. Neste mesmo ano, atuou no CD "Casa de samba 4" e no primeiro disco do compositor Toninho Gerais. No ano de 2001 trabalhou no CD "Moleque Dudu", de Dudu Nobre, e participou como corista da faixa "Emoldurada" (Ivan Lins e Celso Viáfora) no disco "A cor do pôr-do-sol", de Ivan Lins. Neste mesmo ano, terminou o curso técnico de piano. Em 2004 participou como solista do show "Conexões", de Martinho da Vila, na França, no Teatro Olympia, de Paris. Em 2010 participou do "Poeta da Cidade", de Martinho da Vila, CD em homenagem à obra de Noel Rosa, no qual interpretou em dueto com o anfitrião a faixa "Três apitos". Logo depois, em 2011, como corista e back vocal, trabalhou no CD "Nosso samba tá na rua", de Beth Carvalho, produzido por Rildo Hora. No ano de 2015 dividiu com o pai, Rildo Hora, a interpretação das composições do CD "Eu e minha filha", disco no qual  contou com a participação especial da cantora Zélia Duncan na faixa "Gotas de sal" (Rildo Hora e Zélia Duncan). No CD foram incluídas diversas músicas inéditas do pai, em parceria com vários poetas e letristas, e ainda, regravações, tais como "Anda, sai dessa cama" (Rildo Hora e Martinho da Vila), "Visgo de Jaca" e "Os meninos da Mangueira", ambas parcerias de Rildo Hora com o escritor e letrista Sérgio Cabral. Também foram gravadas "Verdade" (Rildo Hora e Carlos Drummond de Andrade), "Belinha" (Rildo Hora e Humberto Teixeira), "Coração apaixonado" (Rildo Hora e Dona Yvonne Lara), "Canção de amor dos Beatles" (Rildo Hora e Ronaldo Bastos), "Perfume e flor" (Rildo Hora e Luciana Cardoso), "O beijo que te dei" (Rildo Hora e Lysias Ênio), "A mulher madura" (Rildo Hora e Afonso Romano de Sant'Anna), "Chorinho reluzente" (Rildo Hora e Luiz Carlos da Vila), "Quando" (Rildo Hora e Nelson Sargento), "Quem me ensinou" (Rildo Hora e Nei Lopes) e "Vida disparada", de Rildo Hora e o letrista Fausto Nilo. Entre os músicos participantes constam  Misael da Hora (piano, órgão, efeitos eletrônicos e teclados), Jorge Helder (baixo), Camilo Mariano (bateria), Zé Carlos (guitarra e violão de aço), Dirceu Leite (clarinete e sax), Pretinho da Serrinha (cuíca, pandeiro, caixinha e tamborim), Fernando Merlino (piano), Jamil Joanes (baixo), Nélson Oliveira (Trompete e flugel), Kiko Horta (sanfona), Henrique Cazes (cavaquinho), Carlinhos 7 Cordas (violão de sete cordas), além de Rildo Hora (arranjos, regência, violão de seis e realejo - gaita). O disco, com arte da capa de Luiz Claudio Milleco, estampando uma tela da artista plástica Lusinete da Hora, também trouxe um texto de apresentação do parceiro Martinho da Vila, do qual destacamos o seguinte trecho:   "O disco é do pai, mas quem brilha é a filha, a comovente Patrícia, adorável vocalista na adolescência e cantora admirável na maturidade. São dois artistas bons de palco. Ele já fez parte do meu show aqui e alhures, particularmente em Angola e Moçambique. Com ela cantei muito nos brasis e exteriores, com participações memoráveis nos Coliseus portugueses e no Olympia francês".   O show de lançamento aconteceu no Teatro Maison de France, no centro do Rio de Janeiro, contou com o acompanhamento de uma banda composta por Wilson Nunes (Piano e teclados), Jefferson Lescowich (Contrabaixo acústico); João Cortez (Bateria e percussão); Zé Carlos (Violão de aço, guitarra e cavaquinho) e Kiko Horta (Sanfona), além do próprio Rildo Hora (Arranjos, violão de naylon e gaita) e, ainda com apresentação do ator e escritor Haroldo Costa.

Mais visitados
da semana

1 Jerry Adriani
2 Pedro Bento e Zé da Estrada
3 Festivais de Música Popular
4 Ivan Cavalcante Proença
5 Noel Rosa
6 Hermeto Pascoal
7 Pixinguinha
8 Adriana
9 Caetano Veloso
10 Tom Jobim