Busca:

Oscar Gonçalves

Oscar Gonçalves
Circa 1905 Porto Alegre, RS

Dados Artísticos

Atuou nas décadas de 1920 e 1930 gravando alguns discos na Odeon. Contratado em fins da década de 1920 pela gravadora Odeon, estreou em discos em 1929, gravando, com acompanhamento da Orquestra da Rádio Central, o tango-canção "Granaldina", de Barrera Y Calleja, e a canção "Amapola", de J. Lacalle e Poppy. No mesmo ano, gravou, também com acompanhamento da Orquestra da Rádio Central, a romanza "Maria", de Araújo Viana e João Barreto, a valsa-canção "O amor assim começa", de Pedro de Sá Pereira, o motivo popular italiano "Baci e campani", de Orfeo Rossi, além da valsa "Foi um sonho", de José Fonseca Costa, o Costinha. Em 1929, gravou com acompanhamento da Orquestra da Rádio Central, as canções "O pinhal", de Armando Percival, "Quando bate Ave-Maria", de Augusto Vasseur, "Mi viejo amor", de A. Esparra, e "Canção do berço", de Beauvais. Com acompanhamento da Orquestra Rio Artists, a valsa "Hula", de Joubert de Carvalho e Olegário Mariano, e a valsa "Coração", de Augusto Vasseur; e com acompanhamento da Orquestra Pan American o fox-trot "Loiras e morenas", de Joubert de Carvalho e Olegário Mariano, e a serenata "Como gosto de você", de Richard Drigo. Ainda nesse ano, gravou com acompanhamento da Orquestra da Rádio Central "Dolce malia d'amore", da Opereta Paganini,  e "Serenata", da opereta "Mazurca Azul", ambas de Franz Lehar. Em 1930, gravou com acompanhamento da Orquestra Guanabara, as canções "Rosas de abril", de Caetano Lama e Giacomo Pesce, e "Por que me odeias", de Peri Pirajá e Catulo da Paixão Cearense. Ainda nesse ano, gravou, pela Brunswick, com acompanhamento da Orquestra Brunswick, a canção "Minha vida", de Henrique Vogeler e Iveta Ribeiro, e a seresta "Tentação", de Henrique Vogeler e Domingos Magarinos. Gravou um total de onze discos com 22 músicas pela Odeon e mais um disco pela Brunswick. Depois de um período atuando no Rio de Janeiro, retornou para Porto Alegre onde passou a atuar a partir de 1930 como cantor e pandeirista da Royal Jazz Band. Esta foi uma das mais atuantes e famosas daquela cidade e na qual ele atuou pelo menos até o final da década de 1930, inclusive quando a orquestra passou a se chamar Orquestra Rojabá. Em 1948, participou como cantor na Orquestra Ernani Oliveira apresentando-se na Rádio Difusora de Porto Alegre.

Mais visitados
da semana

1 Creone e Barrerito
2 Trio Parada Dura
3 Tiee
4 Bruno e Marrone
5 Noel Rosa
6 Caetano Veloso
7 As Marcianas
8 O Trio do Brasil
9 Samara
10 Zé Paulo