Busca:

Orquestra Moderna de Sambas



Dados Artísticos

Criada por volta de 1962, pelo arranjador, maestro e instrumentista Marko Rupe (seguindo a tendência chamada de "sambalanço") para atuar na gravadora Pawal, de curta atuação, no começo da década de 1960. Em 1963, a orquestra lançou seu único registro fonográfico, o LP "Sambalanço - Orquestra Moderna de Sambas", no qual, com os arranjos do maestro Marko Rupe, foram interpretados os sambas "Era Bom", de Hianto de Almeida e Macedo Neto, "Devagar Com a Louça", de Haroldo Barbosa e Luis Reis, "Tão Bom", de Hercilio Silva e Edgardo Luis, "Luluzinha Bossa Nova", de Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli, "Sem Bossa", de Wenceslau Neto, "Se Você Gostou", de Carlos Imperial e Fernando César, "Caminhando", de Luiz Bandeira, "O Tempo Não Desfaz", de Newton Mendonça, "A Sandália Dela", de Luiz Cláudio, "Dói, Dói, Dói", de João Mello, e "O Maioral", de Silvio Viana. Neste LP nota-se a presença de importantes compositores do sub gênero "sambalanço", tais como Macedo Neto, Luis Reis, Roberto Menescal, Ronaldo Bôscoli, Carlos Imperial, Newton Mendonça e Luiz Bandeira. Ao que se sabe a orquestra, um fato muito comum naquela época, dissolveu-se pouco depois de lançar seu único LP.

Mais visitados
da semana

1 Caetano Veloso
2 Festivais de Música Popular
3 Hermeto Pascoal
4 Dorival Caymmi
5 Tom Jobim
6 Noel Rosa
7 João Gilberto
8 Luiz Gonzaga
9 Chico Buarque
10 Jane e Herondy