Busca:

Nirez

Miguel Ângelo de Azevedo
15/5/1934 Fortaleza, CE

Dados Artísticos

Trabalhou como desenhista publicitário de l951 a l962,  passando a desenhista técnico ao ingressar em cargo público no Departamento Nacional de Obras Contra as Secas - DNOCS, de onde saiu, em 1991 como Técnico em Comunicação Social . Começou a colaborar em jornais de fortaleza em 1956, iniciando na "Tribuna do Ceará", passando depois para o jornal dos Diários  Associados "Correio do Ceará". Em 1978, passou a jornalista profissional, registrado e sindicalizado por lei federal, passando a  prestar serviços no jornal "O Povo" onde reorganizou o Departamento de Pesquisa (Banco de Dados). Em 1991, foi redistribuído do DNOCS para a Universidade Federal do Ceará - UFC, passando a ser jornalista na Rádio Universitária FM. Começou a colecionar discos de 78rpm em 1954 e também livros especializados sobre MPB, hoje possuindo uma das  discotecas especializadas do País. Em 1963, entrou no ar com o programa radiofônico "Arquivo de Ceará" que, após passar  por várias emissoras, hoje é apresentado na Rádio Universitária FM. Trata-se de um programa de pesquisa e não de saudade, como gosta de afirmar, rodando exclusivamente  gravações originais de cera (78rpm) juntamente com os informes sobre cada gravação. Participou da equipe que coordenou a elaboração da "Enciclopédia da Música Brasileira  - Erudita e Popular", da  Art.  Editora Ltda. De São Paulo - 1ª  edição. Juntamente com o pesquisador Jairo Severiano organizou e produziu os discos LPs "Revolução de 30", (1998), "Revolução de 32" (1982)  e "O Ciclo Vargas" (1983), editados pelo SESC e Fundação Roberto Marinho e o LP "Memória da Farmácia", nos 50 anos dos Laboratórios Roche, em 1981. Além dos trabalhos em conjunto com Jairo Severiano, produziu ainda, para a Editora Abril, o LP com amostras  de acontecimentos que foram cantados em discos, edição que acompanhou o 8º  fascículo da publicação "Nosso Século", para a qual contribuiu também com várias fotografias. Fez também, juntamente com Grácio Guerreiro Barbalho, Alcino de Oliveira Santos e Jairo Severiano, levantamento das gravações realizadas no Brasil, que foi publicado pela Funarte em 1982, obra premiada como a melhor publicação sobre música popular naquele ano, com o Prêmio Almirante. Em 1991, publicou, pela Secretaria de Cultura e Turismo e Desporto do Ceará, o livro "O Balanceio de Lauro Maia" , biografia do compositor cearense que alcançou projeção nacional. Vem participando de Encontros de Pesquisadores da Música Popular Brasileira, desde o primeiro realizado em Curitiba em 1975. Tem participado, com pequenas contribuições de vários livros e filmes documentários. Foi contemplado com a medalha do Mérito Cultural da Fundação Joaquim Nabuco em Recife PE. (1982). Recebeu o troféu e Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (1994). Colaborou gentilmente com o  presente Dicionário, através de vários verbetes e sugestões. Em 2001 participou no Rio de Janeiro do 7º encontro nacional de pesquisadores de Música Popular Brasilieira. Em 2002, seu arquivo foi contemplado no concurso da Petrobras, recebendo apoio para reformá-lo e digitalizá-lo. Em 2004, editou pelas Edições Demócrito Rocha, na coleção "Terra bárbara", o livro "Lauro Maia", uma biografia resumida sobre a vida e a obra do compositor cearense que ficou conhecido como "O bacharel da música".

Mais visitados
da semana

1 Festivais de Música Popular
2 Caetano Veloso
3 Chitãozinho e Xororó
4 Hermeto Pascoal
5 Tom Jobim
6 João Gilberto
7 Dorival Caymmi
8 Luiz Gonzaga
9 Noel Rosa
10 Chico Buarque