Busca:

Música Junina



Dados Artísticos

Sua origem remonta às escolas jesuíticas para índios, que a introduziram no Brasil ainda no século XVI, tendo a mesma espalhado-se para todo o Brasil. Já em 1603 Frei Vicente de Salvador registrava em sua obra "História do Brasil" que os índios eram "muito amigos das novidades, como do dia de São João Batista por causa das fogueiras e capelas". Das diversas festas populares, foi a primeira a criar um repertório musical próprio. Já em 1837, o padre Lopes Gama registrou em seu jornalzinho "O capuzeiro" cantigas juninas como "Acordai, acordai/Acordai João/Ela está dormindo./Não acorda não". Com a crescente urbanização do país, desenvolvida nas primeiras décadas do século, as festas juninas ou joaninas adquiriram um caráter de evocação de um passado rural, quando, ao redor de fogueiras buscava-se rememorar o modo de vida caipira através de caracterizações no vestuário, linguajar e comida, além da música, através de uma dança coletiva, a quadrilha. A partir de 1930, os primeiros compositores e cantores de música popular vão lançar mão desse filão, através da estilização de um determinado tipo de música, conhecida como música de São João, assim como se dava em época de carnaval com os sambas e as marchinhas. Uma das primeiras dessas composições foi a marchinha "Cai cai balão", do compositor Assis Valente, gravada em 1933 por Francisco Alves e Aurora Miranda na Odeon. No mesmo ano, o Bando dos Tangarás gravou as cenas regionais "Festa de São João I e II", de João de Barro, também na Odeon e Carmen Miranda e Mário Reis gravaram na Victor a marcha "Chegou a hora da fogueira", de Lamartine Babo. Durante os anos 30 dezenas de músicas destinadas às festas juninas seriam lançadas por grandes compositores como Lamartine Babo, Braguinha, Ari Barroso e muitos outros, num processo que continuou até os anos 50, quando as transformações no mercado musical acabaram por relegar esse tipo de música a uma posição secundária. Em 1939 Dalva de Oliveira gravou na Colúmbia a marcha "Noite de junho", de João de Barro e Alberto Ribeiro. Outro artista que compôs e gravou diversas músicas voltadas para as festas juninas foi Luiz Gonzaga, que, entre outras, gravou "Olha pro céu", parceria com José Fernandes, "Meu Araripe", com João Silva, e "Noites brasileiras" com Zé Dantas.

Mais visitados
da semana

1 Luiz Gonzaga
2 Festivais de Música Popular
3 Chico Buarque
4 Caetano Veloso
5 Dorival Caymmi
6 Música Sertaneja
7 Gonzaguinha
8 Hermeto Pascoal
9 Música Junina
10 Noel Rosa