Busca:

Moisés Costa

Moisés Maximiano Costa
29/8/1957 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Começou a sua carreira na década de 1970, participando de vários grupos musicais e atuando em festivais universitários e regionais, como o "Festival de Águas Claras", em São Paulo. Por essa época, apresentou-se em teatros como João Caetano, Sala Funarte, Tereza Raquel, Carlos Gomes, dentre outros. Como músico, acompanhou, tocando vários instrumentos, Elymar Santos e Clarisse Grova. Participou, como corista, de gravações em discos de Fafá de Belém, Grupo Molejo, entre outros.

Em 1979, o grupo Copa Sete gravou a sua primeira música, "Aos trancos e barrancos", em parceria com Beto Soares, sendo regravada por Bebeto no ano seguinte. Ainda em 1979, ingressou no grupo de artistas Panela de Pressão, participando de vários shows e atuando como músico e ator em peças e musicais como "Bar Brasil", "Labirinto das Águas" e "Drummondiando", ao lado de Euclides Amaral, Sidney Cruz, Marko Andrade e Lúcio Celso Pinheiro, entre outros.

No ano de 1993, Israel do Carmo gravou "Gata magricela", parceria com o poeta Marcos Madeira. Neste mesmo ano, o grupo Molejo incluiu em seu primeiro disco a música "Vem mais" (c/ César Rodrigues e Ricardo Perez). Ainda neste ano, ingressou no grupo Tempero, de Santos, atuando como violonista e principal vocalista no segundo disco do grupo, premiado com o "Disco de Ouro" por 100.000 cópias vendidas. O disco incluiu de sua autoria a música "Matita poeira" (c/ César Rodrigues).

Em 1994, gravou com o grupo Tempero o CD "Suingue do meu samba". Produzido por Bira Havai para a Sony Music, o disco chegou a vender 100.000 cópias, sendo indicado para o "Prêmio Sharp" de "Melhor Grupo de Samba & Pagode", fato que garantiu a aparição em programas de televisão como "Domingão do Faustão", Raul Gil, "Vídeo Show", Ana Maria Braga, Sílvio Santos, Gugu Liberato e Globo Esporte, entre outros. No ano seguinte gravou pela Sony Music o disco "Grupo Tempero".

Em 1996, Rubens Cardoso incluiu em seu CD "Dança das cores", duas parcerias de ambos, "Meu sabiá" e "Coração de caqui". Ainda em 1996, Solange Pereira gravou "Faróis" (Moisés Costa e César Rodrigues), em seu CD de estréia produzido na Espanha.

No ano de 2000, a música "Santo maior" (c/ Euclides Amaral), interpretada por Solange Pereira e com arranjos de Rubens Cardoso, foi incluída na coletânea "Conexão carioca 2". O CD, produzido por Euclides Amaral para o selo Guitarra Brasileira contou com a apresentação do crítico Ricardo Cravo Albin.

Em 2002, sua composição "Coração de caqui" (c/ Rubens Cardoso) foi interpretada pelo parceiro no disco "Conexão carioca 3", produzido por Euclides Amaral e com apresentação do poeta e letrista Sergio Natureza.

No ano de 2003 sua composição "Você nunca mais vai me ver" (c/ Euclides Amaral), interpretada por Paulinho Miranda, foi incluída na coletânea "Quem são os novos da MPB?". O CD "Conexão carioca 3" ganhou quatro faixas-bônus e foi relançado pelo selo Peixe Vivo. Neste mesmo ano, ao lado de Jorjão Barreto, Lenilton, entre outros, passou a integrar a banda gospel Rota 33.

No ano de 2005, integrando o grupo gospel Rota 33, lançou o primeiro CD da banda.

Mais visitados
da semana

1 Creone e Barrerito
2 Trio Nagô
3 Evaldo Gouveia
4 Tiee
5 Mayck e Lyan
6 Trio Parada Dura
7 Aldir Blanc
8 Hermeto Pascoal
9 Noel Rosa
10 Luiz Gonzaga