Busca:

Miltinho Rodrigues

Hilton Rodrigues dos Santos
2/5/1941 Goiânia, GO

Não deixe de ver:

Dados Artísticos

Em 1958, assinou seu primeiro contrato, indo atuar na Rádio Nacional do Distrito Federal, para cantar canções românticas, inclusive em castelhano. Formou diversas duplas ao longo de sua carreira --- Miltinho Rodrigues e Zé do Prado, depois Ninico e Miltinho e posteriormente Palmito e Miltinho. Gravou também com Adolfinho das Velhas, todos os trabalhos realizados em sua cidade natal, Goiânia. Ainda em 1958, mudou-se para São Paulo, onde formaria dupla com Tibagi, renovando o estilo romântico-sertanejo. Em fins dos anos 1960, passou a cantar sozinho, lançando diversos discos. Em 1967, fez sucesso com as composições "Prisioneiro do amor" e "Você não apareceu", de sua autoria e "Ébrio do amor", de Palmeira e Romancito Gomes. Em 1968, gravou, entre outras, o grande sucesso de Jair Amorim e Evaldo Gouveia, "Quem será". Em princípios dos anos 1970, fez sucesso com as composições "Destino fere e às vezes mata", em parceria com Benedito Seviero e "Por que será", em parceria com Milton Yamada. Entre os anos de 1976 e 1978, afastou-se da vida artística, tendo trabalhado como publicitário em Goiânia. Em 1979, foi convidado para realizar apresentações com o Trio Parada Dura, em circos, feiras e teatros. Em 1989, a dupla Chitãozinho e Xororó gravou a sua composição "Faz um ano" no disco "Nossas canções preferidas". Em 1994, lançou pela gravadora Disco de Ouro, o LP "Coração do Brasil". Ficou conhecido como "O Trovador do Brasil".

Mais visitados
da semana

1 Música Sertaneja
2 Dorival Caymmi
3 Caetano Veloso
4 Tom Jobim
5 Daniela Mercury
6 Noel Rosa
7 Assis Valente
8 Hermeto Pascoal
9 Gilberto Gil
10 Lupicínio Rodrigues