Busca:

Messody Benoliel

Messody Ramiro Benoliel

Dados Artísticos

Iniciou a carreira artística com apenas quinze anos de idade, na década de 1950, cantando no programa Papel Carbono apresentado na Rádio Nacional pelo radialista Renato Murce, tendo tirado o primeiro lugar. Apresentou-se cantando músicas brasileiras, além de canções do repertório de cantoras como Doris Day, Dina Shore e Ella Fitzgerald. Na Rádio Nacional atuou com as orquestras dos maestros Chiquinho e Ferreira Filho, entre outros. Com 17 anos de idade foi contratada para ser crooner da orquestra de Maestro Chiquinho. Posteriormente cantou com as orquestras de Waldemar Szpilman, Ferreira Filho e com muitos outros conjuntos, tendo inclusive sido crooner da Boite Drink de propriedade de Djalma Ferreira, e na qual se apresentava o cantor Cauby Peixoto, que, segundo depoimento dela, sempre ao terminar o show, dizia: - “Messody, segura os gringos”. Ainda, em sua fase inicial, cantava acompanhadas por Johnny Alf (ambos com a mesma idade), integrantes que eram do Sinatra Farney Fan Club, dirigido artisticamente por Carlos Manga. Atuou com grandes nomes da música popular brasileira como Johnny Alf, Sacha, João Roberto Kelly e outros. Sua carreira sofreu uma interrupção, pois o pai não a queria atuando como cantora e por isso foi substituída como crooner da orquestra de Ferreira Filho pela então iniciante Dolores Duran.

Atuou ao lado do instrumentista Juarez na boate Drink. Ganhou diversos concursos de seresta nos bairros do Méier e de Vila Izabel. Na década de 1980, durante a apresentação em casa noturna no bairro do Leblon, recebeu do proprietário da boate, o cantor Ivon Curi, a alcunha de "A Edith Piaf brasileira". Na década de 1990, fez apresentações no Othon Palace Hotel com o Rio Jazz Quartet no show "Cantinho de Paris". Em companhia de Flavio Rubens Arantes Barroso, filho do compositor Ary Barroso, viajou por vários estados do Brasil cantando sambas e sambas-canções do criador de "Aquarela do Brasil". Em 1992, foi convidada pela Princesa Cristine de Lynne,esposa do Príncipe D. João de Orleans e Bragança, para cantar músicas francesas no Salão Nobre do Clube Militar, acompanhada pela Maestrina Elizinha Azevedo Nos anos de 2000, 2001, 2002 e 2003, fez apresentações na Europa inclusive nos Castelos do Norte de Portugal. com gravações desses shows em vídeo cassete. No dia 16 de abril de 2004, recebeu dos "Clubes em Revista" (civis e militares), através da Radio Bandeirantes, o Troféu "Destaques de 2003 - Cantora Internacional", em solenidade no Tijuca Tênis Clube, presidida pelo Radialista e Jornalista Sebastião Mendes. Em 2005, foi convidada para cantar para o Cônsul da França no Brasil, Richard Barbeyron, na Academia de Letras e Artes do Rio de Janeiro, quando de uma homenagem à Queda da Bastilha. No mesmo ano, foi eleita a "Rainha do Carnaval da Idade Feliz", em evento presidido pelo cantor e ativista cultural Almir Saint-Clair. Tem sido convidada como cantora de músicas francesas para shows no Iate Clube do Rio de Janeiro, e também para shows beneficentes em vários clubes do Rio de Janeiro entre os quais o Clube Israelita Brasileiro, e ainda apresentações em saraus na Grande Loja do Oriente, para maçons e convidados. Ao longo de sua carreira trabalhou com inúmeros músicos, entre os quais, Geraldo Hachia, Tony Botelho, Lula, Elizinha Azevedo, Moisés Pedrosa, Paulinho Miracema, Antenor Luz, Wanderley Silva, Ailton Vasconcellos, João Roberto Kelly, Le Petit Juarez, Iane Valum, e Zelito Medeiros. Canta em 5 idiomas. Atualmente se exibe em restaurantes e clubes da zona sul na cidade do Rio de Janeiro, sempre com bons músicos. Possui 5 CD´S gravados.

Mais visitados
da semana

1 Nelson Cavaquinho
2 Noel Rosa
3 Caetano Veloso
4 Hermeto Pascoal
5 Chico Buarque
6 Adoniran Barbosa
7 Chitãozinho e Xororó
8 Jota Raposo
9 Festival da Música Popular Brasileira (TV Record)
10 Luiz Melodia