Busca:

Memeco

Jorge Américo
circa 1940 Rio de Janeiro
1988 Rio de Janeiro

Dados Artísticos

Teve suas primeiras gravações em 1982, quando o jogador Júnior, então lateral esquerdo do time do Flamengo do Rio de Janeiro, gravou o LP "Júnior", pela RCA Victor, registrando os sambas "Tenha dó", com Betinho e Nando, e "Ser Mangueira (É ser feliz)", com Nonô. No mesmo ano, conheceu aquele que seria seu maior sucesso, o samba "Povo feliz (Vôa canarinho)", com Nonô da Mangueira. Segundo informações do livro "No compasso da bola", do pesquisador Paulo Luna, "Com vinte dias de lançamento, esse compacto vendeu cerca de 620 mil cópias, consagrando-se como sucesso popular,  tendo recebido disco de ouro, sendo cantado em toda e qualquer reportagem sobre a seleção brasileira". Em 1986, o samba "Povo feliz" voltou a ser gravado, pelo mesmo jogador Júnior, para o LP "Mexicoração", da Som Livre, que reuniu composições relacionadas à seleção brasileira, dessa vez envolvida na disputa da Copa do Mundo no México. No mesmo ano, Júnior gravou em compacto simples, o samba "Vibrar de novo", com Tuninho Branco. Em 1987, teve o samba "Ser Mangueira", com Nonô, gravado pelo artista japonês Takeru Morimoto, no LP "As sombras do samba - Takeru Morimoto e amigos", pelo selo Saúde Discos. Em 1990, o samba "Vibrar de novo", com Tuninho Branco, na voz de Júnior, foi incluído na coletânea "As 17 melhores músicas para a seleção na Copa de 90", da Som Livre. Embora tenha tido poucas composições gravadas, seu nome ficou marcado na história da música popular brasileira com o samba "Povo feliz", que misturou-se à história do futebol brasileiro e, em especial, da seleção canarinho.

Mais visitados
da semana

1 Luiz Gonzaga
2 Eumir Deodato
3 Chico Buarque
4 Assis Valente
5 Noel Rosa
6 Dorival Caymmi
7 Tom Jobim
8 Lupicínio Rodrigues
9 Caetano Veloso
10 Romildo