Busca:

Max Barreto

Maximino Brandão Barreto
17/2/1960 Ubá, MG

Dados Artísticos

Em 1980, cursando Odontologia na UFRJ, durante um dos shows "Prata da Casa", realizado no Quinhentão, teve a oportunidade de cantar ao lado do médico e compositor Tuninho Ledo, com quem formou parceria, tornando-se intérprete de suas canções.

Em 1982 iniciou-se nos festivais, conquistando, com a música "Companheiro" (Tuninho Ledo), o segundo lugar do X FUMP ( Festival Ubaense da Música Popular), empatando com "Ói u trem", do cantor e compositor Beto Mi, que a gravou em LP lançado pela RCA Victor, no ano seguinte. Nesse festival, conquistou também os prêmios de Revelação Masculina, Melhor Arranjo (de Avelino Atalla) e Melhor Intérprete do júri oficial e popular. Com o resultado, gravou um compacto duplo promocional pela RCA Victor, contendo as quatro primeiras colocadas: "Ói u trem" (Beto Mi), "Companheiro" (Tuninho Ledo), "Saga" (Duardo Dusek) e "Flor Menina" (Quinzin Brasil).

Em 1984, venceu o XI FUMP, nos júris oficial e popular, com a música "Lucy" (Tuninho Ledo). Foi premiado também nas categorias Melhor Música, Melhor Intérprete e Revelação Masculina, além de ter obtido o segundo lugar no júri oficial, interpretando “Homem  e mulher” (Ilka Domingas), em dueto com  Isabela Bressan.

Com essa vitória, participou no ano seguinte do Melhor dos Festivais de Minas, organizado pela Turminas em Belo Horizonte. As dez primeiras colocadas, incluindo "Lucy", foram gravadas em LP que registrou o evento.

Em 1986, participou do VIII FECAMB em Barroso (MG), classificando-se em terceiro lugar com a canção "Questão" (Tuninho Ledo).

Em 1989, gravou um LP Independente, com 10 composições de Tuninho Ledo vencedoras de festivais, sendo arranjadas pelo maestro Roger Henri.

No ano seguinte, integrou o júri do festival de Ubá, propondo um modelo mais democrático de apuração, que foi aceito pela comissão organizadora e mantido nos próximos eventos.

Em 2004, regravou o LP "Companheiro" em CD, produção independente, contendo 11 canções com arranjos de Fernando Barreto. Nesse trabalho, cinco novas canções de Tuninho Ledo foram incluídas, que participou do disco também como intérprete. Fez show de lançamento do CD no Mistura Fina (RJ) e no Ubá Tênis Clube (MG), neste último com a participação especial do cantor, compositor e arranjador Avelino Atalla. O show do Mistura Fina teve sua renda revertida para a Associação Saúde Criança Recomeçar e o do Ubá Tênis Clube para o Patronato São José, que comemorava seus 60 anos de fundação. Prosseguindo com a idéia do parceiro de shows beneficentes, realizou em 2005 outro espetáculo, no ginásio do CAIC de Ubá, para a mesma entidade, com nova participação de Avelino Atalla.

A convite de Flávio Withlin, da ONG Vira Mundo, fez com o parceiro Tuninho, ao violão, diversas apresentações no bar Salsa e Cebolinha, na Lapa (RJ).

Entre 2006 e 2010, dedicou-se aos estudos ortodônticos e ao curso de produção musical no Rio de Janeiro com o professor Sérgio Izecksohn, no Home Sudio.

Em 2010, montou o home studio Cavern Records, onde produz projetos musicais próprios e de amigos, assim como videoclipes. Nesse mesmo ano, participou do “I Premio Ary Barroso de Música” realizado em Ubá, interpretando, ao lado de Germano Barreto, a canção “Bela adormecida”, parceria de seu filho Germano Barreto com Tuninho Ledo. A convite do empresário Pezão, voltou a se apresentar em palco, no espaço Pezão Grill, em Ubá, a convite do empresário Pezão, com o show "Tudo de mim”, acompanhado por um quinteto de músicos locais. O espetáculo contou com a participação especial de Nicácio Roberti.

Em 2011, integrou o corpo de jurados do “II Prêmio Ary Barroso de Música”, em Ubá.

Em 2012, voltou a se apresentar em Ubá, no mesmo espaço, agora ampliado e com o nome de Pezão Hall, com o show "A vida tem sons...", acompanhado por um sexteto de músicos de Visconde do Rio Branco, Ubá e do Rio de Janeiro. O espetáculo contou com a participação de Marum Alexander (violino) e Miúcha Girardi (voz), Romero Franco e Germano Barreto. Também nesse ano, classificou-se no “IV Festival ARPUB - da Associação das Rádios Públicas do Brasil”, interpretando a canção “Amor na lua cheia” (Tuninho Ledo). Ainda em 2012, iniciou a gravação de seu segundo CD, “Amor na lua cheia”, com 10 músicas de sua autoria.

Mais visitados
da semana

1 Mumuzinho
2 Dorival Caymmi
3 Gilberto Gil
4 Chico Buarque
5 Festivais de Música Popular
6 Assis Valente
7 Emílio Santiago
8 Adoniran Barbosa
9 Daniela Mercury
10 Clara Nunes