Busca:

Mauro Quintaes

Mauro Quintaes
1958 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Em 1984, por indicação de seu pai, amigo do carnavalesco Max Lopes, começou no carnaval carioca como desenhista de figurinos e na produção de carros alegóricos no Grêmio Recreativo e Escola de Samba Vila Isabel, onde permaneceu até 1987, na equipe de Roberto Szaniecki, pintor de arte da agremiação comandada por Max Lopes.
No ano de 1990, com a transferência de Max Lopes para a Imperatriz Leopoldinense, passou a ser o autor dos enredos nesta agremiação do subúrbio carioca de Ramos.
Entre 1988 e 1993 trabalhou como assistente de Max Lopes, e em 1994 como assistente de Joãosinho Trinta no enredo "Tereza de Benguela".
Atuou em várias agremiações carnavalescas, destacando-se União da Ilha, Imperatriz Leopoldinense e Viradouro.
No ano de 1995 assumiu como carnavalesco principal a Porto da Pedra, onde criou o enredo "Campo Cidade em busca da Felicidade", com o qual a escola sagrou-se campeã do Grupo de Acesso A. Neste mesmo ano atuou como carnavalesco da Caprichosos de Pilares, para a qual criou o enredo "Da terra brotei, negro sou e ouro virei", classificando a escola em 10º lugar no desfile do Grupo Especial.
Em 1996 criou para a Porto da Pedra, escola da cidade de Niterói, o enredo  "A folia no mundo - Um carnaval dos carnavais" (9º lugar do Grupo Especial). Também atuou, neste mesmo ano, para o Grêmio Recreativo e Escola de Samba Sossego, de Niterói, para a qual foi o autor do enredo "E o cinema virou samba, tem pipoca no ar", tornando-a vice-campeã do Grupo D. No ano seguinte, em 1997, para a mesma agremiação, a Porto da Pedra, criou "No reino da folia, cada louco com sua mania", com a qual a escola obtve o 5º lugar no Grupo Especial, ganhando o prêmio "Estandarte de Ouro", na categoria "Melhor Enredo". Também em 1997 atuou no Grêmio Recreativo e Escola de Samba Sossego, sendo o autor do enredo "Olha o passarinho", com o qual sagrou-se campeã do Grupo D.
Em 1998, ainda na Porto da Pedra, classificou a escola em 13º lugar do Grupo Especial com o enredo "Samba No Pé e Mãos ao Alto isto é um Assalto". Nesta escola ganhou vários prêmios, tais como o "Estandarte de Ouro", na categoria "Carnavalesco Revelação".
No ano de 1999, como carnavalesco da Escola de Samba Salgueiro, obteve o 5º lugar no desfile do Grupo Especial como autor do enredo "Salgueiro é Sol, É Sal Nos 400 Anos de Natal".
No ano 2000, em parceria com o carnavalesco Eduardo Minuci, criou o enredo "Bahia em 4 tempos - de Caymmi ao axé, música baiana leva fé", com o qual a Escola de Samba Sossego classificou-se em 9º lugar do Grupo B. Ainda neste ano, como carnavalesco do Salgueiro, classificou a escola em 6º lugar do Grupo Especial com o enredo "Sou Rei, Sou Salgueiro, Meu reinado é Brasileiro". No ano seguinte, em 2001, também para o Salgueiro, desenvolveu o enredo "Salgueiro No Mar de Xarayés, É Pantanal É Carnaval", com o qual agremiação classificou-se em 4º lugar no desfile do Grupo Especial do carnaval carioca. Neste mesmo ano atuou como carnavalesco para o Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos do Valéria, escola da cidade de São Gonçalo, região metropolitana de Niterói, Estado do Rio de Janeiro, criando o enredo "Valéria canta e samba o sucesso de Bonsucesso", classificando-a em 10º lugar no desfile do Grupo D. No ano posterior, em 2002, o Salgueiro desfilou com o enredo "Asas de Um Sonho, Viajando com o Salgueiro o Orgulho de Ser Brasileiro", criado e desenvolvido por ele, com o qual a escola do bairro da Tijuca, Zona Norte do Rio de Janeiro, classificou-se em 6º lugar do desfile do Grupo Especial do carnaval carioca.
Transferiu-se para a Viradouro em 2003 onde foi o autor do enredo "A Viradouro Canta e Conta Bibi, Uma Homenagem ao Teatro Brasileiro", que classificou a agremiação em 5º lugar no Grupo Especial. No ano seguinte atuou como carnavalesco da Escola de Samba Leão de Nova Iguaçu, para a qual criou o enredo "Insano Planeta Insone", que classificou a agremiação em 11º lugar no Grupo de Acesso A. Ainda em 2004, como carnavalesco do Salgueiro, classificou a escola em 4º lugar no Grupo Especial do carnaval carioca com o enredo "Pedi Pra Parar Parou, Com a Viradouro eu Vou pro Círio de Nazaré".
No ano de 2005 concomitamente ao trabalho na Viradouro, atuou como carnavalesco em outra grande escola do Grupo Especial, a Mocidade Independente de Padre Miguel, para a qual criou o enredo "A Vida que Pedi a Deus", que classificou a escola em 10º lugar no desfile deste grupo. A Viradouro, deste mesmo grupo, foi classificada em 8º lugar desevolvendo o enredo, também de sua autoria, "A Viradouro é Sorriso".
Em 2006 a Mocidade Independente de Padre Miguel teve como enredo "A Vida que Pedi a Deus", de sua autoria, com o qual classificou-se em 10º lugar no desfile do Grupo Especial do carnaval carioca. Também atuou como carnavalesco no Grêmio Recreativo Cultural Beneficente Escola de Samba Samuca, escola de samba da cidade de São Paulo, para a qual criou e desenvolveu o enredo "O Reino Encantado de Daniel", que sagrou a escola campeã do Grupo 1 do carnaval paulista. No ano seguinte, em 2007, criou o enredo "Gigante Mundo dos Pequenos" para o Grêmio Recreativo Escola de Samba Acadêmicos da Rocinha, classificando a escola em 8º lugar no desfile do Grupo de Acesso A. Neste mesmo ano sagrou-se campeão do carnaval paulista com o enredo "Do Pó da Terra Fui Criado e com o Barro Criarei", criado para a Escola de Samba Samuca.
No ano de 2008 atuou em três escolas, sendo uma do Rio de Janeiro e as outras duas da capital paulista; São Clemente com o enredo "O Clemente João VI no Rio: A redescoberta do Brasil...", classificada em 12º lugar no Grupo Especial no desfile do Rio de Janeiro; Gaviões da Fiel com o enredo "Nas asas dos Gaviões, rumo ao portal dos Sertões - Santana de Parnaíba, berço de Bandeirantes", classificada em 10º lugar no Grupo Especial do carnaval paulista e Escola de Samba Samuca, campeão do Grupo de Acesso 1 no carnaval de São Paulo.
No ano de 2009 a São Clemente desfilou com o enredo "O Beijo Muleque da São Clemente" alcançando o 4º lugar no desfile do Grupo de Acesso A. A Escola de Samba Samuca sagrou-se campeã do Grupo de Acesso 1, também com enredo de sua autoria.
Em 2010, ainda pelas duas escolas, Samuca e São Clemente, classificou-se em 4º lugar no carnaval paulista (Grupo de Acesso 1) com o enredo "Balança, Balança Deixa Marejar a Onda Agora é Samuquear..." para a Samuca e sagrou-se campeão no carnaval carioca, no desfile do Grupo de Acesso A com a São Clemente, que desfilou com seu enredo "Choque de Ordem na Folia".
Em 2011 atuou na Mangueira com o enredo "O filho fiel sempre Mangueira" (3º lugar no Grupo Especial), em homenagem ao centenário de Nelson Cavaquinho. No ano seguinte, em 2012, como carnavalesco do Império Serrano, criou e desenvolveu o enredo "Dona Ivone Lara - O enredo do meu samba", classificada em 3º lugar no desfile do Grupo de Acesso A do carnaval carioca. Em São Paulo foi o autor do enredo "Um show de mistério", que sagrou a Samuca campeão do Grupo de Acesso 1.
Em 2013 a Império Serrano desfilou com o enredo "Caxambu - O milagre das águas na fonte do samba", de sua autoria.

Mais visitados
da semana

1 Elis Regina
2 Ronaldo Bôscoli
3 Noel Rosa
4 Irmãs Galvão
5 Isolda
6 Caetano Veloso
7 César Camargo Mariano
8 Chitãozinho e Xororó
9 Tom Jobim
10 José Camillo