Busca:

Matogrosso e Mathias



Não deixe de ver:

Dados Artísticos

  Cantores. Dupla sertaneja.  João Batista Bernardo, o Matogrosso - Alegre do Alto, SP - 1940 Anísio Roberto de Carvalho, o Mathias - Uberlândia, MG Dirigindo-se a São Paulo para trabalhar e gostando muito de música, começaram a freqüentar locais onde se reuniam pessoas para cantar e tocar. Mathias foi pedreiro e Matogrosso trabalhou em uma loja de tecidos. Conheceram-se no Largo do Paissandu, no centro de São Paulo, no início dos anos 1970, e começaram a ensaiar músicas de Belmonte e Amaraí. Passaram a fazer apresentações em churrascarias e casas noturnas. Em 1976, gravaram seu primeiro disco pela Continental/Chantecler, no qual destacava-se a composição "O Matuto". Em 1985, a composição "De igual para igual", gravada por eles, tornou-se uma das primeiras músicas do repertório sertanejo a conseguir espaço em rádios FM, inicialmente no Nordeste, espalhando-se, posteriormente, para a região Sudeste. Em seus discos foram gradualmente deixando de lado o sertanejo mais tradicional, de raiz, com viola e sanfona, pelo gênero mais romântico, com acompanhamento de guitarra e bateria. O LP gravado em 1985, foi o mais vendido da dupla. Seus maiores sucessos foram, entre outros, "Pedaço de minha vida", "Na hora do adeus", "24 Horas de amor", "Sábado", "Idas e voltas" e "Frente a frente". Em 1990 fizeram sucesso com as músicas "Eu te preciso", de Mário Maranhão, Tivas e Matogrosso. Até essa ocasião, haviam gravado 13 Lps pela Continental com 2 milhões de discos vendidos. Em 1991, a dupla separou-se, voltando a se reunir novamente em 1994, quando gravaram novo LP, com composições de Carlos Randall, Carreirito, Joel Marques e Cesar Augusto. Fizeram, também, uma homenagem ao violeiro Tião Carreiro, que participou de uma das faixas. No mesmo ano, tornaram a separar-se, com Mathias cantando durante um ano com Milionário, da dupla Milionário e José Rico, com quem gravou um CD, antes de afastar-se totalmente da vida artística, indo morar em Bauru, no interior de São Paulo. Matogrosso por sua vez, seguiu carreira solo e gravou três discos pela EMI. O retorno da dupla ocorreu em 1998, sem que os dois planejassem tal volta. O prefeito da cidade mineira de Rio Novo queria um show da dupla de qualquer maneira e eles não se opuseram à idéia. Os anúncios e faixas da apresentação atraíram a atenção da Prefeitura de Andrelândia, na mesma região. Como era época de campanha política, foram contratados por um candidato para realizar 30 apresentações. A dupla estava de volta. Em 1999, gravaram novo CD, com repertório variado, incluindo dois pagodes sertanejos, ao estilo de Tião Carreiro, composições de Elias Muniz e de Fernando Mendes, além de um pagode-romântico, intitulado "Te quero mais". A dupla gravou ao longo da carreira 17 discos pela gravadora Continental. Em 2003, fizeram sucesso com a música "Tentei Te Esquecer", que fez parte da trilha sonora da novela "Celebridade", da TV Globo. No mesmo ano, tiveram participação especial na música "Versos aos pés do homem", de Geraldinho e Tião Carreiro, no álbum "Meu Reino encantado II", de Daniel, do selo Warner Music Brasil, produzido por Daniel e Manoel Nenzino Pinto.Em 2004, entre outros eventos, a dupla esteve no programa "Viola, minha viola" apresentado por Inezita Barroso n a TV Cultura de São Paulo; na 14ª Julifest, na cidade de Itabirito, MG; na 18ª Feste de peão boiadeiro de Americana, SP e, na festa de natal na cidade de Campo Bom, RS. Em 2005, tiveram participação especial no álbum "O melhor de E&H", na faixa "24 horas de amor", de Carlos Cezar e José Fortuna. O álbum foi lançado pela Deckdisc. Ao todo, gravaram 29 discos. Em 2011, o sobrinho de Matogrosso, Rafael Belchior, que cresceu ouvindo as músicas do tio, passou a substituir Mathias na dupla. Já com essa nova formatação, apresentaram-se, no mesmo ano, entre outros eventos importantes, na Semana Nenete de Música Caipira, realizada anualmente na cidade de Pirassununga (SP). O evento contou também com artistas como Cézar & Paulinho, Irmãs Barbosa, Belmonte & Amaraí e Felipe & Falcão. Ainda em 2011, lançaram o CD "Duas Gerações", um álbum duplo, em que um disco trouxe regravações de grandes sucessos da dupla, como "Pedaço de Minha Vida", "Triste Aniversário", "Espinhos da Vida", "Cachoeira de Pranto", "Falso Juramento" e "Noites de Devaneios". O segundo disco, celebrando a união entre as duas gerações da dupla, trouxe apenas músicas inéditas, em um formato mais moderno. O cantou Eduardo Costas teve participação especial na faixa "Dia dos Namorados". A partir de 2013, o cantor Rafael Belchior substituiu Isaac Júnior, que substituíra Mathias, assumindo a primeira voz. Foi a terceira formatação diferente da dupla, que, nessa época, já tinha mais de 35 anos de carreira.  A primeira gravação da nova formação foi “Se nos amamos”. Em 2015, lançaram o DVD “Duas gerações”, de produção independente e  direção musical de Marco Gatto, em que procuraram unir a tradição e a modernidade da música sertaneja em único show. No disco, revisitaram grandes sucessos, como “De igual pra igual”, de Matogrosso e Roberta Miranda, “Frente a frente”, de Chico Roque e Carlos Colla, e “24 horas de amor”, de Carlos Colla e José Fortuna, e receberam  articipações especiais de Agnaldo Timóteo, Péricles, João Carreiro e Capataz, Maria Cecília e Rodolfo, Léu, e Bruno e Barreto. Em 2015, lançaram o DVD "40 anos - Ao vivo em Brasília". O disco celebrou o aniversário de 40 anos da primeira gravação da dupla, e trouxe no repertório, com participações especiais de Gusttavo Lima, Bruno e Marrone, e Zé Henrique e Gabriel, grandes sucessos que permearam toda a sua trajetória.
Em 2017, apresentaram-se como uma das principais atrações da Festa de peão de Barretos.  No mesmo ano, realizaram participação especial no DVD “Minha história", de Juliano Cezar, na música"Sonhando Com Você".  

Mais visitados
da semana

1 Creone e Barrerito
2 Trio Nagô
3 Tiee
4 Evaldo Gouveia
5 Aldir Blanc
6 Mayck e Lyan
7 Hermeto Pascoal
8 Trio Parada Dura
9 Noel Rosa
10 Teresa Cristina