Busca:

Mário Álvares

Mário Álvares Conceição
1861 Rio de Janeiro, RJ
1905 Rio de Janeiro, RJ

Não deixe de ver:

Dados Artísticos

Deu aulas de cavaquinho para o futuro maestro Pixinguinha. Em 1927, o cantor Patrício Teixeira gravou o maxixe "Na aldeia", com música de Mário Álvares e letra de Catulo da Paixão Cearense, pela Odeon. Em 1950, Jacob do Bandolim gravou na RCA Victor o choro "Teu beijo". Fez mais de quatro dezenas de composições, entre as quais a valsa "Eulália", com versos de Catulo da Paixão Cearense, a valsa "Entre asas", com letra de Hermes Fontes, o choro "Quando o amor chora", o schottich "Soledade", com letra de Heitor Catumbi, e, também conhecida como "N'Aldeia" e o choro "Quando o amor chora". Segundo o pesquisador Nirez suas composições inéditas, perderam-se ao ir parar em uma venda, sendo utilizadas como papel de embrulho. Quando recebeu os versos de Catulo da Paixão Cearense, a valsa "Eulália" passou a chamar-se "Alva e morena". Outras de suas composições trocaram de nome, como foi o caso do choro "Segura a mão", que passou a chamar-se "Roceira", e o schottich "Hilda", que, a partir da letra de Gutemberg Cruz, passou a chamar-se "O teu beijo". Compôs valsas, schottichs e choros.

Mais visitados
da semana

1 Luiz Gonzaga
2 Assis Valente
3 Nelson Gonçalves
4 Nelson Cavaquinho
5 Caetano Veloso
6 Chico Buarque
7 Dorival Caymmi
8 Tom Jobim
9 Noel Rosa
10 Música Sertaneja