Busca:

Marcelo Salazar

Marcelo Salazar
31/12/1953 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Iniciou sua carreira profissional em 1972, atuando como percussionista na peça teatral "OOOpa", do Grupo Contadores de Estórias, encenada no Teatro Ipanema (RJ).

De 1973 a 1975, apresentou-se em casas noturnas cariocas, como o Number One e o Monsieur Pujol, entre outras.

Participou também do Grupo Experiência Brasileira, liderado por Otávio Terceiro, gravando trilhas musicais para a TV Globo com o Maestro Júlio Medaglia.

Em 1975, estudou com o percussionista Hermes Contesini, a quem dedicou dois de seus trabalhos.

No ano seguinte, integrou a banda de Ney Matogrosso, atuando em shows do cantor pelo Brasil e na gravação do LP "Bandido".

Gravou com os Maestros Eduardo Laje, Chiquinho, Waltel Branco, Dom Charles e com o grupo alemão Passport, entre outros.

Em 1977, foi convidado pelo pianista Marcos Resende e pelo saxofonista Oberdan Magalhães para integrar o grupo instrumental Index, com o qual gravou o LP "Festa para um novo rei", da série Música Popular Contemporânea Brasileira. Nesse mesmo ano, participou do LP do pianista e arranjador Nelson Ayres, da mesma série.

Em 1981, integrou a banda do acordeonista Sivuca, com o qual participou, no ano seguinte, do Latin-American Festival de Berlin (Alemanha). Ainda nesse ano, viajou para Nova York (EUA), onde foi convidado para atuar com o grupo norte-americano Odissey em uma turnê de 30 shows por diversas cidades da Inglaterra. Retornou, em seguida, a Nova York, onde gravou com o saxofonista Oliver Lake e com o baterista Pheoram Akllaf, além de ter acompanhado o pianista Onage Alan Gumbs e a cantora Kenia, entre outros artistas.

De volta ao Brasil, lançou o LP "União", em duo com o baixista Jorge Degas, que contou com a participação especial dos instrumentistas Paulo Moura, Jaques Morelenbaum e Rildo Hora, entre outros. O disco, que foi contemplado com o Troféu Chiquinha Gonzaga como um dos 12 melhores LPs instrumentais de 1985, registrou canções incluídas na trilha sonora da novela "Dona Beija" (TV Manchete).

Em 1986, participou, com Jorge Degas, de uma série de quatro shows realizados no Morro da Urca (RJ), ao lado do guitarrista norte-americano Al Di Meola.

No ano seguinte, gravou, também com Jorge Degas, o LP "Muxima", no então inédito sistema digital de gravação. O disco foi lançado em CD, dois anos depois, nos mercados europeu e norte-americano.

Em 1988, excursionou, com Jorge Degas, em turnê de shows pela Dinamarca, Alemanha e Suécia, participando também de festivais de música.

No ano seguinte, assinou a produção musical do CD da cantora dinamarquesa Vini, que contou com a participação especial de Paulo Moura, Nico Assumpção e Jurim Moreira, entre outros.

Em 1990, participou do Congresso de Musicoterapia do Rio de Janeiro, onde apresentou método próprio de ensino de percussão, aliando a técnica de tocar os instrumentos a exercícios de coordenação motora envolvendo todo o corpo.

Lançou, em seguida, o livro "Batucadas de samba" (escrito em 6 idiomas), publicado pela Lumiar Editora, de Almir Chediak, em que ensina como tocar instrumentos característicos do samba.

Em 1992, viajou para a Dinamarca, onde participou, como convidado especial, do Congresso de Arte-Terapia de Kopenhague. Morou durante dois anos nessa capital, onde lecionou na Den Rhytimiske Aften School, realizou várias apresentações solo (destacando-se o show realizado no Club Montmartre), tocou na banda do pianista norte-americano Butch Lacy (com o qual se apresentou para a Rainha Margareth, da Dinamarca), gravou com a cantora Hanne Boal, organizou e participou de dois festivais de percussão no Kopenhague Jazz Club e atuou como diretor artístico do projeto Dabra (intercâmbio cultural entre Brasil e Dinamarca), além de ter iniciado a gravação de algumas faixas de seu CD solo "Primitive Messenger".

De volta ao Brasil, finalizou o disco, que ficou entre os 3 finalistas do Prêmio Sharp de 1996.

No ano seguinte, lançou pela Editora Vitale "Samba for all", seu segundo método de percussão, que contou com a participação do cavaquinista Alceu Maia. Ainda em 1997, o grupo inglês Smoke City gravou sua composição "With you". Em seguida, a convite do produtor Arnaldo DeSouteiro, participou do CD do baterista Dom Um Romão "Rhythm traveller", na faixa de sua autoria "Jungle Carnival" (c/ Marcelinho Dalua).

Em 1999, foi convidado por David Buttle para realizar a produção musical das faixas interpretadas por Danilo Caymmi, Marcelinho Dalua e banda Clave de Soul para o CD "Street angels". Em seguida, foi convidado por Arnaldo DeSouteiro para co-produzir o novo CD de Dom Um Romão, que incluiu três composições de sua autoria e uma programação feita sob encomenda de Eumir Deodato para uma música de autoria desse instrumentista.

Em 2000, acompanhou Francis Hime em dois shows realizados em Cuba. Ainda nesse ano, finalizou seu CD solo "Tropical jungle", com destaque para uma parceria com Roberto Menescal interpretada por Ithamara Koorax, e o CD "Caniball beat", só de percussão.

Mais visitados
da semana

1 Luiz Gonzaga
2 Assis Valente
3 Nelson Gonçalves
4 Nelson Cavaquinho
5 Caetano Veloso
6 Chico Buarque
7 Dorival Caymmi
8 Tom Jobim
9 Noel Rosa
10 Música Sertaneja