Busca:

Lygia Santos

Lygia de Oliveira dos Santos
1/1/1934 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Dedicada, há cinquenta anos, à pesquisa de cultura brasileira, especialmente no campo da música popular ligada ao samba, publicou em 1980 com Marília T. Barbosa da Silva, o livro "Paulo da Portela - Traço de União entre duas Culturas", pela Editora MEC/FUNARTE, pioneiro estudo sobre o compositor Paulo da Portela, fundador da Escola de Samba Portela no Rio de Janeiro. É Consultora de revistas e jornais nacionais e estrangeiros, além de estudantes e pesquisadores na área de música popular brasileira. Coordenou o Projeto Concertos de Choro, do Departamento Geral de Cultura do Município do Rio de Janeiro - Gestão Marcos Tamoyo, que lançou nova geração de chorões, como o inesquecível violonista Raphael Rabelo, sua irmã, a cavaquinista Luciana Rabelo, a bandolinista Nilze Carvalho, além do excepcional conjunto Galo Preto, dentre outros . Foi Diretora Geral de Difusão Cultural da Secretaria Municipal de Educação e Cultura do Município do Rio de Janeiro, e Diretora do Departamento de Dinamização de Museus da Fundação de Artes do Estado do Rio de Janeiro - FUNARJ. Autora da tese "Villa-Lobos e o Choros". Comentarista de Carnaval TV - Manchete e TV Educativa. Integrante permanente do júri do "Estandarte de Ouro" premiação promovida pelo jornal O Globo para os melhores do carnaval. Em 2002, prestou depoimento para o documentário "O seu nome não caiu no esquecimento", de Dermeval Netto sobre Paulo da Portela. Em 2003, prestou depoimento e foi homenageada no Espaço Cultural Pedra do Sal, na zona portuária do Rio de Janeiro, onde, nas primeiras décadas do século XX, reuniam-se nomes como Pixinguinha, Donga, João da Bahiana e Sinhô. Em 2004, participou do simpósio sobre carnaval realizado na Escola Caloustre Goubenkian, promovido pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura. É professora das Universidades Carioca - Unicarioca e Estácio de Sá, nesta última, participando do grupo pioneiro na implantação do Instituto do Carnaval. Em 2005, participou do documentário "Da terra", de Janaína Diniz Guerra. É pioneira também na implantação de programas públicos de atenção ao idoso. É presidente de honra do Clube da Maior Idade, instituição que há 20 anos trabalha em defesa dos interesses do cidadão maior de 50 anos, criado pelo Senador Sérgio Cabral Filho, a quem presta assessoria desde o primeiro mandato, em 1990. Outorgada com a Medalha Pedro Ernesto, da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, por relevantes serviços prestados à cultura da cidade.

Mais visitados
da semana

1 Kátia Di Tróia
2 Gonzaguinha
3 Noel Rosa
4 Paulo Soledade
5 Creone e Barrerito
6 Caetano Veloso
7 Irmãs Galvão
8 Psirico
9 Tiee
10 Trio Parada Dura