Busca:

Luiz Brasil

Luiz Alberto Brasil de Carvalho
21/4/1954 Salvador, BA

Dados Artísticos

Entre 1970 e 1974, atuou no grupo Scorpius (mais tarde, Chiclete com Banana). Neste mesmo ano, ingressou no grupo Mar Revolto, no qual permaneceu até 1980.

De 1978 a 1980, acompanhou Zezé Motta. Logo depois, transferiu-se para São Paulo, onde fundou o grupo instrumental Sexo dos Anjos e, paralelamente, realizou trabalhos com o grupo Bendengó, Trio Elétrico Triolim, Carlos Pita, grupo Ovos do Brasil, entre outros, atuando em campanhas publicitárias, compondo e gravando jingles.

Em 1986, mudou-se para o Rio de Janeiro, atuando como músico e diretor musical de Moraes Moreira até 1990, com quem compôs o sucesso nacional "Por que parou, parou por quê?".

Durante os anos de 1991 e 1992, participou do programa "Domingão do Faustão".

Trabalhou como diretor musical e arranjador do programa "20 anos dos Trapalhões" e do programa "Calouros de ouro", todos da Rede Globo.

A partir de 1992, passou a integrar a banda de Caetano Veloso, para o qual fez diversos arranjos e direção musical de shows.

Entre os muitos artistas que acompanhou em shows e gravações estão Cássia Eller, Trio Elétrico Dodô e Osmar, A Cor do Som, Zizi Possi, Batatinha, Ricco Duarte, Jussara Silveira, Simone Guimarães, Renata Arruda, Fernanda Abreu, Leila Pinheiro, Maria Bethânia, Sarajane, Ivete Sangalo, Daniela Mercury, Adriana Calcanhoto, Gilberto Gil, Gal Costa, Luciano Pavaroti, Elba Ramalho e Gabriel, O Pensador.

Atuou como músico e arranjador em shows como "Omagio a Federico e Julieta", na cidade de Rimini, em homenagem a Felini, "Pavaroti and Friends", em Modena, ambos na Itália.

Outros shows importantes dos quais participou foram "Caetano e Marisa Monte" na Pedreira Paulo Leminski, em Porto Alegre; "Carre Blanche à Caetano", em Paris, no Cité de la Music, com Caetano, Lenine e Augusto de Campos; "40 anos de bossa nova" e "100 anos de MPB", ambos realizados pela Rede Globo.

Participou, fazendo arranjos e tocando diversos instrumentos, nas trilhas sonoras dos filme "O quatrilho", "Central do Brasil" e " Tieta".

Em 2002 fez diversos arranjos e atuou como violonista no disco "Do cóccix até o pescoço", de Elza Soares.

No ano de 2005 lançou o primeiro disco solo "Brasilêro", no qual contou com a participação especial do tecladista e compositor japonês Ryuichi Sakamoto, destacando-se as faixas "Cipó", "Querubim" e "Boc", todas de sua autoria.

Mais visitados
da semana

1 Hermeto Pascoal
2 Noel Rosa
3 Criolo
4 Tom Jobim
5 Festival da Música Popular Brasileira (TV Record)
6 Luiz Gonzaga
7 Marcio Proença
8 Caetano Veloso
9 Gilberto Gil
10 Festivais de Música Popular