Busca:

Lucas Vasconcellos

Lucas Werneck de Vasconcellos
18/5/1979 Petrópolis, RJ

Não deixe de ver:

Dados Artísticos

Foi um dos fundadores do coletivo Binário, projeto audiovisual que a partir de 2002 atuou na cena carioca com intervenções musicais em espaços públicos. Com o grupo, lançou os CDs “Nereida” (2006), que contou com músicas de sua autoria, “Binário” (2008) e “Noel Watson’s Mind Rattling Mix Tape” (2010). Foi responsável pela direção musical, composição e execução da trilha sonora do longa metragem “Pretérito Perfeito” (2006), do diretor Gustavo Pizzi; do espetáculo “Eletricidade” (2002), da bailarina Andrea Maciel; a série “Oncotô”, da TV Brasil; da “Peça do Gordinho” (2013), de Marino Rocha e direção de Rafaela Amado. Fez a trilha sonora da peça “Antônio e Cleópatra”, de Willian Shakespeare, dirigida por Paulo José, em cartaz nos anos de 2006 e 2007. Em 2008 fundou ao lado de sua namorada, a cantora Letícia Novaes, o projeto Letuce, lançando no ano seguinte o CD “Plano de fuga pra cima dos outros e de mim”. O disco incluiu 12 faixas, dentre as quais músicas de sua autoria em parceria com Letícia como “De mão dada”, “Horizontalizar” e “Seresta quentinha”. Em 2011 o Letuce recebeu o prêmio de “Melhor Trilha Sonora Original”, com o filme “Riscado” (2010), de Gustavo Pizzi, no “Festival de Cinema de Gramado”. Apresentou-se com o Letuce no “Som Brasil – Marina Lima”, realizado pela Rede Globo. Recebeu o prêmio de  “Melhor Trilha Sonora Original” na 39ª edição do “Festival de Gramado”, pelo trabalho que produziu para o filme “Riscado”, de Gustavo Pizzi Comandou, ao lado de Letícia Novaes e Quinho, o “Bloco dos Clementianos”, criado em 2011 como extensão da única escola de samba da Zona Sul do Rio de Janeiro, a São Clemente. Os ensaios do bloco eram realizados semanalmente na quadra da escola e shows eram realizados em diversos pontos da cidade. Atuou como tecladista da banda Seleção Natural, que acompanhava Lucas Santtana em suas apresentações, participando do disco “O Deus que devasta mas também cura” (2012) do cantor. Em 2012 lançou, com o Letuce, o CD “Manja Perene”, com músicas de sua autoria como “Sutiã” (c/ Letícia Novaes), “Fio solto” (c/ Thomas Harres e Letícia Novaes), entre outras. O show de lançamento do disco foi apresentado na casa Oi Futuro Ipanema, no Rio de Janeiro. Integrou a banda que acompanhou o músico Rodrigo Amarante nos shows de lançamento do disco “Cavalo”. Em 2013 fez uma participação, com sua parceira Letícia Novaes, no show “Maneira de Ser”, da cantora Marina Lima, interpretando música “Acontecimentos” (Marina Lima e Antônio Cícero). O show foi realizado no Imperator- Centro Cultural João Nogueira, no Rio de Janeiro. Nesse mesmo ano viajou com o Letuce em turnê por Portugal. Ainda em 2013 lançou-se em carreira solo com o CD “Falo de coração”. Participou, ao lado de Letícia Novaes, do disco “Agenor – Canções de Cazuza” (2013), na faixa “Não amo ninguém” (Frejat, Ezequiel Neves e Cazuza). O projeto disco foi idealizado pelo DJ Zé Pedro para sua gravadora Joia Moderna. Em 2014 lançou, pelo selo Bolacha Discos, seu primeiro CD solo “Falo de coração”, com músicas inéditas e autorais como “Amor uma frase por vez”, “E se a vida for” e “Flor de tudo”. Em 2015 lançou seu segundo CD solo “Adotar cachorros”, com oito faixas autorais. O show de lançamento foi apresentado no Oi Futuro Ipanema, no Rio de Janeiro, com participação da cantora Duda Brack na música “Peixes”. Nesse mesmo ano lançou, com o Letuce, o CD “Estilhaça”, produzido por João Brasil. O lançamento do disco foi apresentado no palco do Circo Voador, no Rio de Janeiro, com as participações da cantora Céu e do músico Lucas Santtana. Em 2017 apresentou, ao lado de Marcelo Jeneci, o show de abertura do festival “A.Nota”, no Teatro Ipanema, no Rio de Janeiro.

Mais visitados
da semana

1 Durval e Davi
2 Tiee
3 Vinicius de Moraes
4 Martha Rocha
5 Creone e Barrerito
6 Gilberto Monteiro
7 Festivais de Música Popular
8 Alceu Valença
9 Mayck e Lyan
10 Luiz Gonzaga