Busca:

Letícia Novaes

Letícia Pinheiro de Novaes
5/1/1982 Rio de Janeiro, RJ

Não deixe de ver:

Dados Artísticos

Na adolescência teve uma banda de rock chamado Letícios. Mais tarde, uma banda de música eletrônica chamada Menage à trois. Em 2008 fundou ao lado de seu namorado, o músico Lucas Vasconcellos, a banda Letuce, lançando no ano seguinte o CD “Plano de fuga pra cima dos outros e de mim”. O disco incluiu 12 faixas, dentre as quais músicas de sua autoria em parceria com Lucas como “De mão dada”, “Horizontalizar” e “Seresta quentinha”. Foi responsável pela criação e realização do “Churraquinho Letuce Sunset”, evento semanal durante o período do verão carioca, realizado no terraço do Espaço Acústica, com participações de músicos a cada edição como Nina Becker, Marcelo Callado, Benjão, Carlinhos Conceição, João Brasil, entre outros. Em 2011 recebeu o prêmio de “Melhor Trilha Sonora Original”, com o filme “Riscado” (2010), de Gustavo Pizzi, no “Festival de Cinema de Gramado”. Longa no qual participa como cantora. Apresentou-se com o Letuce no “Som Brasil – Marina Lima”, realizado pela Rede Globo. Comandou, ao lado de Lucas Vasconcellos e Quinho, o “Bloco dos Clementianos”, criado em 2011 como extensão da única escola de samba da Zona sul do Rio de Janeiro, a São Clemente. Os ensaios do bloco eram realizados semanalmente na quadra da escola e shows eram realizados em diversos pontos da cidade. Contracenou com Cléo Pires e Malvino Salvador no filme “Qualquer gato vira-lata” (2011), com direção de Tomás Portella. Atuou na série “Ed Mort”, de Luis Fernando Veríssimo, estrelada por Fernando Caruso no canal Multishow. Em 2012 lançou, com o Letuce, o CD “Manja Perene”, com músicas de sua autoria como “Freud sits here”, “Sutiã” (c/ Lucas Vasconcellos), “Fio solto” (c/ Thomas Harres e Lucas Vasconcellos), entre outras. O show de lançamento do disco foi apresentado na casa Oi Futuro Ipanema, no Rio de Janeiro. Em 2013 fez uma participação, com seu parceiro Lucas Vasconcellos, no show “Maneira de Ser”, da cantora Marina Lima, interpretando música “Acontecimentos” (Marina Lima e Antônio Cícero). O show foi realizado no Imperator- Centro Cultural João Nogueira, no Rio de Janeiro. Nesse mesmo ano viajou com o Letuce em turnê por Portugal. Participou, ao lado de Lucas Vasconcellos, do disco “Agenor – Canções de Cazuza” (2013), na faixa “Não amo ninguém” (Frejat, Ezequiel Neves e Cazuza). O projeto disco foi idealizado pelo DJ Zé Pedro para sua gravadora Joia Moderna. Apresentou stand-up comedies no Rio de Janeiro. Em 2014 participou da série “Cantoras do Brasil – terceira temporada” exibida pelo Canal Brasil, na qual interpretou músicas do repertório de Linda Batista. Em 2015 estreiou como escritora com o livro “Zaralha”, uma autobiografia de infância e adolescência lançada pela editora Guarda-Chuva. Nesse mesmo ano lançou, com o Letuce, o CD “Estilhaça”, produzido por João Brasil. O lançamento do disco foi apresentado no palco do Circo Voador, no Rio de Janeiro, com as participações da cantora Céu e do músico Lucas Santtana. Em 2017 lançou o CD solo e autoral “Letrux - Em noite de climão”, com a participação de Marina Lima em “Puro disfarce” (Marina Lima e Letícia Novaes) e das cantoras Ana Cláudia Lomelino, Duda Beat e Martha V em “Que estrago” (Letícia Novaes e Bruna Beber). O show de lançamento do disco foi apresentado no CMRMC (Centro Municipal de Referência da Música Carioca Artur da Távola), no Rio de Janeiro. Neste ano seu nome artístico foi alterado para Letrux, reconhecido por ela mesma em seus canais de mídia e pela imprensa. 

Mais visitados
da semana

1 Creone e Barrerito
2 Trio Parada Dura
3 Noel Rosa
4 Tiee
5 Bruno e Marrone
6 Cacaso
7 Caetano Veloso
8 Gonzaguinha
9 Paulinho da Viola
10 Samara