Busca:

Léo Albano

Albano Piccinini
27/9/1913 São Paulo, SP

Dados Artísticos

Em 1935 iniciou a carreira artística atuando na Rádio Cultura de São Paulo. No ano seguinte, passou a atuar na Rádio Educadora Paulista, indo depois para a Bandeirantes. Em 1938, atuou como crooner e apresentador da orquestra Gaó, na Rádio Cruzeiro do Sul. No mesmo ano gravou na Columbia seu primeiro disco interpretando de Manoel Dias o samba "Três coisas eu deixei" e de Ari Machado a marcha "Boa noite, colombina". Em 1939, mudou-se para o Rio de Janeiro, onde passou a se apresentar nas rádios Ipanema, Transmissora e Nacional.

Em 1940 passou a atuar como cantor e diretor-artístico do Cassino da Urca. Em 1941 passou agravar na Victor onde estreou com o samba "Nunca mais direi adeus", de Clóvis Mamede e Valdemar Costa e a marcha "Tarantela", de Clóvis Mamede e P. Molina, com acompanhamento do maestro Gaó e Orquestra do Cassino da Urca. Em 1942 atuou no filme "Samba em Berlim", com direção de Luís de Barros. No mesmo ano gravou o fox "Tudo é Brasil", de Vicente Paiva e Sá Róris e o samba "Minha jangada", de Vicente Paiva e Chiquinho Sales. Em 1945 gravou na Continental a valsa "Ao cair de uma estrela" e o samba "Cabrochinha", ambas de Laurindo de Almeida e Edgard de Almeida. No mesmo ano, gravou na Odeon a marcha "Americano", de Paulo Barbosa e Osvaldo Santiago e o samba "Voltar", de Saint Clair Sena e Osvaldo Santiago, com acompanhamento de Abel Ferreira e sua orquestra. Atuou também ao lado de Marlene no filme "Pif-paf", com direção de Ademar Gonzaga e Luís de Barros. Em 1946, transferiu-se para o Cassino Atlântico, onde permaneceu por apenas seis meses. Em 1949, gravou "Dona Dora", samba de Sílvio Mazzuca e Teófilo de Barros Filho e "Foi você", samba-canção de Sílvio Mazzuca, com acompanhamento de Sílvio Mazzuca e sua orquestra. Trabalhou no teatro de revista tendo sido galã-cantor na opereta "O Cantor da Cidade", da Companhia Iglésias-Freire Júnior. Atuou em produções de Walter Pinto, junto com Alda Garrido, Eva Tudor e Oscarito. Foi diretor artístico da Rádio Excelsior, SP e trabalhou ainda na TV Paulista. Seu repertório passava por diversos gêneros, como a valsa, o samba,o fox e a marcha. Ficou conhecido no Rio de Janeiro como "O cantor da cidade". Em fins dos anos 1950 afastou-se da carreira artística.

Mais visitados
da semana

1 Jorge Portugal
2 Renato Barros
3 Mayck e Lyan
4 Festival MPB 80 (Rede Globo)
5 Leo Canhoto e Robertinho
6 Noel Rosa
7 Tiee
8 Sivuca
9 Elizeth Cardoso
10 Renato e Seus Blue Caps