Busca:

Lauro Miranda

Lauro Osório Miranda
16/6/1917 Vitória, ES

Dados Artísticos

Iniciou sua carreira artística aos 18 anos como pianista profissional na Orquestra do Automóvel Clube, em Campos, cidade do Estado do Rio de Janeiro. Em 1934, sua composição "Tá bom, deixa", venceu o Concurso de Música para Carnaval da cidade de Campos. No ano de 1937, acompanhou Carmem e Aurora Miranda em show no teatro Trianon. Por essa época, foi chefe da Orquestra do Cassino de Campos, onde conheceu o bandoneonista uruguaio Miranda. Aos 21 anos, foi convidado a participar de orquestras no Rio de Janeiro. No ano de 1939, acompanhou o Trio Gentile-Damian-Miranda em temporada no Cassino Atlântico, no Rio de Janeiro. No ano seguinte, trabalhou no restaurante Lido, em Copacabana, na Rádio Tupi com o Trio Lalo Marenales e na Orquestra Fon-Fon. Em 1941, integrou a Orquestra Amazônia, fazendo temporada de seis meses em Buenos Aires, inaugurando o programa A Hora do Brasil, na rádio El Mundo. No ano seguinte, atuou como pianista na orquestra de Napoleão Tavares (Rádio Ipanema) e orquestra do Maestro Guilherme Pereira. No ano de 1943, participou da orquestra do Maestro Pompeu Nepomuceno e da orquestra do Maestro Claude Austin, da qual tornou-se chefe até 1946. Em 1947, com a orquestra do Maestro Fon-Fon, fez turnê pela Europa nas cidades de Paris, Milão, Barcelona, Madrid, Roma, Nápoles, Bagdad, Beirute e Knock, na Bélgica. Entre 1947 e 1956, integrou a Orquestra Copacabana, que trabalhava na boite Le Grillon, na cidade de Beiture. De volta ao Brasil em 1956, trabalhou como pianista na boite carioca Sacha' s até 1959, quando foi contratado pela TV Excelsior. Por essa época, integrou o conjunto Sete de Ouro, do Maestro Cipó. Com esse grupo, permaneceu até 1962. Neste mesmo ano, assumiu a direção artística do Hotel Nacional de Brasília. Ainda em 1962, foi convidado pelo cantor Ernani Filho para uma turnê na Europa, percorrendo países como Portugal, França, Itália, Suíça, Alemanha e Inglaterra. De volta ao Brasil, com o mesmo cantor, estreou na Boite Oásis, em São Paulo, onde o show ficou em cartaz por três meses. De 1966 a 1974, trabalhou como pianista na TV Tupi do Rio de Janeiro. No ano de 1969, atendendo a um convite de Ary Vasconcelos e de Ricardo Cravo Albin, participou dos arranjos e acompanhamentos do LP em homenagem a Ataulfo Alves, editado pelo MIS no qual cantavam Ellen de Lima e Adeilton Alves. Entre 1985 e 1994, foi o pianista do Restaurante Vice-Rei. Neste mesmo ano, trabalhou como pianista no Restaurante Palhota até 1995, ano em que se transferiu para o Piano Bar St. Moritz, da Casa da Suíça, na qual permaneceu até o ano 2000. Durante sua vida profissional, acompanhou artistas como Carmem Miranda, Francisco Alves, Orlando Silva, Helena de Lima, Elizeth Cardoso, Carlos Galhardo, Sílvio Caldas, Agnaldo Rayol, Lana Bittencourt, Francisco José, Carlos José, Aracy de Almeida, Ernani Filho, Lucienne Franco, Gilberto Alves e Ellen de Lima. Como compositor, tem mais de 150 músicas gravadas. Entre seus intérpretes estão: Orquestra do Maestro Cipó, Conjunto Sete de Ouro, Copinha, Geraldo Miranda e seu próprio conjunto.

Mais visitados
da semana

1 Hermeto Pascoal
2 Caetano Veloso
3 Noel Rosa
4 Dorival Caymmi
5 Tom Jobim
6 Luiz Gonzaga
7 João Gilberto
8 Festivais de Música Popular
9 Música Brega
10 Pixinguinha