Busca:

Laila Garin

Laila Miranda Garin
17/2/1978 Salvador, Bahia

Dados Artísticos

Em 1996, aos 18 anos, estreou em Salvador, na peça “A casa de Eros!”, ao lado de Wagner Moura e Vladimir Brichta.  No mesmo ano, atuou na peça “Don Juan”, de Brecht, com direção de Carmen Paternostro. Em 2002, já com muitos espetáculos na bagagem e um estágio de seis meses no Théâtre Du Soleil, desembarcou em São Paulo para participar da montagem de “Grease”. Atuou em “Portinari”, em 2004, quando teve a oportunidade de trabalhar com Luis Carlos Vasconcelos.  Em 2007, trabalhou com o ator e diretor Cacá Carvalho, numa montagem de “O homem provisório”.  Três anos depois, em 2010, integrou o elenco do espetáculo “Eu te amo mesmo assim”, dirigido por João Sanches e com supervisão de João Falcão. A experiência rendeu um novo trabalho. Em 2011, estreou o espetáculo “Gonzagão”, dirigido por João Falcão. Ainda em 2011, como integrante do projeto Ipanema Lab, lançou o disco  French Kiss Bossa, marcando definitivamente o seu caminho como atriz e cantora. Ao lado dos músicos Alexandre Dias (violinista), Reginaldo Vargas (percurssionista), Guta Menezes (trompetista) e Ney Conceição (baixista), deu voz à dez músicas compostas por Alexandre.  Foi chamada para um teste para espetáculo “ Elis, a musical” e encantou a todos os presentes. O espetáculo estreou em 2013 e foi sucesso de crítica e público, alçando-a definitivamente ao estrelato. Em 2015 estreou o show “Rabisco” no Beco das Garrafas, no Rio de Janeiro, acompanhada do trio de músicos A Roda, integrado por Marcelo Müller (baixo), Rick de La Torre (bateria) e Ricco Viana (guitarra e violão). O repertório do show foi lançado em EP, no ano seguinte. Em 2016 estrelou no papel de Joana, personagem principal do espetáculo “Gota d’água à seco”, uma adaptação de Rafael Gomes para a peça de Paulo Pontes e Chico Buarque, que teve estreia no Theatro Net Rio, no Rio de Janeiro. Realizou o show “Laila Garin e A Roda cantam Elis”, na 17ª edição do “Troféu Beco das Garrafas”. Nesse mesmo ano entrou para o elenco da novela “Rock Story”, da Rede Globo, na qual interpretou o papel de uma cantora também chamada Laila. Em 2017 participou do “28º Prêmio da Música Brasileira” interpretando “Bomba H” (Itamar Assumpção e Alzira Espíndola) em dueto com a cantora Alice Caymmi. Lançou, pelos selos MP,B Discos/ Som Livre, o CD “Laila Garin e a Roda”, em que interpretou oito músicas, acompanhada dos músicos da banda A Roda, formada por Marcelo Müller (baixo), Ricco Vianna (guitarra e violão) e Rick De La Torre (bateria). O disco incluiu as faixas “Não me deixe” (Juliano Holanda) e “Sonhos pintados de azul” (Dani Black), que estiveram na trilha sonora da minissérie “Amorteamo” e da novela “Rock Story”, da TV Globo. O show de lançamento do disco foi apresentado no Teatro Net Rio, no Rio de Janeiro, sob a direção de Ney Matogrosso. Em 2019 lançou o DVD “Laila Garin e a Roda ao vivo”, registro de show que apresentou sob a direção de Ney Matogrosso, acompanhada pelos músicos da banda A Roda.

Mais visitados
da semana

1 Pixinguinha
2 Ricardo Cravo Albin
3 Luiz Vieira
4 Geraldo Pereira
5 Tom Jobim
6 Chico Buarque
7 Nelson Cavaquinho
8 Hermeto Pascoal
9 Caetano Veloso
10 Raul Seixas