Busca:

Juçara Freire

Juçara Freire de Araújo
7/10/1970 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Nos anos de 2003 e 2004 foi destaque no festival "Som da Praça", no bairro de Rocha Miranda, no Rio de Janeiro. Em 2005 participou do programa de calouros "Quem sabe canta, quem não sabe", de Raul Gil. Neste mesmo ano, participou do "Festival do Clube dos Compositores". No ano de 2008 lançou o primeiro CD intitulado "Seduzir", no qual interpretou as composições autorais "Ficar comigo", "Porta aberta", "Sentidos", "Sem compromisso", "Tão bem", "Teus olhos", "Tua paz", "Bis", "Desejos", "Cansei", "Te quero", "Ilusão" e a faixa-título "Seduzir". O disco contou com produção musical, violões, teclados, programação de bateria e arranjos de Silvestre Alcântara; Rogério Loppez (guitarra) e vocais de Simone Tertuliano e Cíntia Possidonio em todas as faixas. No ano posterior, em 2009, fez show de lançamento do disco no Espaço Bistrô Conexão Brasil, na cidade de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, acompanhada por uma banda integrada por Evando de Jesus (bateria e percussão), Ricardo Peccinni (guitarra), Cris Bas (contrabaixo) e a Juçara Freire ao violão e voz. Em 2010 classificou-se em 3º lugar no "FEMI". Neste mesmo ano, participou da coletânea musical "Versos & Acordes". No ano seguinte, em 2011, apresentou-se no "Favela Festival", no Rio de Janeiro. No ano de 2013 participou do "Festival CEPE Fundão", realizado no Teatro Rival, no Rio de Janeiro, conquistando o 3º lugar na categoria "Composição e Letra". No ano de 2017 interpretou sua composição "Canção pra te esquecer" na coletânea "SOPA", faixa produzida por Daniel Lemos (vocais, looping e violão de aço), Dudu Salinas (violão de nylon), Jean Campelo (baixo) e Miguel de La Torre (bateria). O disco foi lançado em show na boite Bottles, Beco das Garrafas, em Copacabana, Zona Sul do Rio de Janeiro, com a participação de vários artistas. Em 2018 lançou "Bem mais", em CD e nas plataformas digitais com as faixas "Tudo certo", "Saudade", "Valeu a pena", "Enquanto eu olhava o mar" e a faixa-título "Bem mais", todas de sua autoria, e ainda, "Não faz sentido" e "Pouco importa", ambas em parceria com Simone Tertuliano. O disco contou com faixas produzidas por Deusdethi Maranhão (teclado e arranjo), Chiquinho Brazão (bateria e arranjo), André Loures (violão, guitarra, teclado e arranjo), além de Carlos Lazaroni (bateria, metais e arranjo), e ainda, o músico Cláudio Gurgel ao violão e guitarra. No ano de 2019 apresentou-se, como convidada, no Teatro Rival Br; a convite de Luiza Ratare no evento "Tributo ao Clube da Esquina); no evento "Encontro da Nova MPB", como convidada do cantor e compositor Douglas Malharo, e no "Festival CEPE-FUNDÃO Petrobras", executando duas composições de sua autoria classificadas no certame. Ainda em 2019 fez shows autorais em diversos lugares, destacando-se Centro Cultural dos Correios, Bar do Museu Clube da Esquina (em Belo Horizonte), Lona Jacob do Bandolim de Jacarepaguá, Cidade das Artes, Centro Cultural Artur da Távola, Beco das Garrafas, Retiro dos Artistas e Parque das Ruínas, em Santa Tereza, centro do Rio de Janeiro.

Mais visitados
da semana

1 Demônios da Garoa
2 Sivuca
3 Tom Jobim
4 Noel Rosa
5 Franco Scornavacca
6 Milton Nascimento
7 Tiee
8 Vinicius de Moraes
9 Luiz Gonzaga
10 Gonzaguinha