Busca:

Jorge Silva

Jorge Silva
Circa 1935 Rio de Janeiro

Dados Artísticos

De estilo romântico, apresentou-se em diferentes estações de Rádio. Contratado pela gravadora Todamérica lançou seu primeiro disco em 1959, interpretando o samba "Saudade de Maria" e a marcha "Ela não gosta", ambas da dupla Alfredo Monteiro e Volf. Em 1961, assinou contrato com a gravadora Columbia e lançou as marchas "Voltei", de Jorge Smera e Othon Russo, e "Nós dois sabemos", de Mário Cavagnaro e Othon Russo. Em 1962, sua gravação para o bolero "Quem eu quero não me quer", de Raul Sampaio, foi incluída na coletânea "As 14 mais - Vol. VII" da gravadora Columbia. No mesmo ano, o LP "As 14 Mais - VOL. IX" da CBS, sigla brasileira da gravadora Columbia, incluiu suas gravações dos boleros "E agora (Et maintenant)" e "Sou louco (El loco). Ainda nesse ano, gravou as baladas " Ave Maria", de Paulo Borges, e "Sou louco", de V. Cordeiro e A. Bourget. Em 1963, gravou pela CBS o LP "Boleros inesquecíveis" no qual cantou versões de boleros famosos: "Palavras de mulher (Palabras de mujer)", de Agustin Lara, versão de Francisco Bezerril; "Novamente virás (Se muy bien que vendras)", de Antônio Nuñez, versão de Manolo Silva; "Minha carta de Amor (Mi carta)", de Mário Clavell, versão de Genival Melo; "Agora seremos felizes (Ahora seremos felices)", de Rafael Hernandez e Francisco Ávila; "Traiçoeira (Traicionera)", de Gonzalo Curiel e Juraci Rago; "Verdade amarga (Verdad amarga)", de Consuelo Velasquez, e "Três palavras (Três palabras)", de Osvaldo Farrés, em versões de Clóvis Mello; "Outrora (Nosotros)", de Pedro Junco, e "Santa", de Agustin Lara, em versões de Haroldo Barbosa; "Teu preço (Tu precio)", de Pablo Longo, e versão de Mar Amir; "O Relógio (El reloj)", de Roberto Cantoral, versão de Nely B. Pinto, e "Miseria", de Miguel Angel Valladares, para o qual fez uma versão o compositor Hubaldo Silva. Também no mesmo ano, registrou os boleros "Palavra de mulher", de A. Lara e F. Bezerril, e "Três palavras", de Osvaldo Ferrés e versão de Clóvis Melo. Em 1964, sua gravação de "O bom Miguel", versão de Rossini Pinto, para o sucesso "Michael", de Trini Lopez foi incluída no LP "As 14 mais - VOL. XIV" da CBS.  Seguiu gravando compactos e fazendo apresentações e tendo suas interpretações constantemente incluídas na série "As 14 mais" da CBS, uma das coletâneas de maior sucesso na década de 1960. Assim, em 1965, sua gravação da balada "Solidão (Mr Lonely)", de Vinton e Allen, em versão de  Rossini Pinto, fez parte do volume XVI da referida coletânea, que apresentava então presença majoritária de artistas que ficariam consagrados como integrantes da Jovem Guarda. No mesmo ano, gravou a marcha "Um beijo a mais", de Norival Reis e Célio Ferreira, incluída no LP carnavalesco "Baile do diabo - Carnaval /Rio" do selo Albatroz. Em 1969, foi relançado o LP "Boleros inesquecíveis" agora com o título de "A época de ouro do bolero" pelo selo Okeh/CBS. Em 1975, fez parte da  coletânea "Boleros para curtir a dois" da Okeh/CBS com as interpretação do bolero "Três palavras". Ao longo da carreira lançou LPs, compactos e discos em 78 rpm principalmente pela Columbia, além de ter gravações incluídas na legendária série "As 14 mais".

Mais visitados
da semana

1 Agnaldo Timóteo
2 Claudio Cartier
3 Tiee
4 Sivuca
5 Noel Rosa
6 Vinicius de Moraes
7 Tom Jobim
8 Gonzaguinha
9 Luiz Gonzaga
10 Caetano Veloso