Busca:

Jones Johnson

Jones Phillips Johnson
24/6/1904 Cidade do Cabo, PE

Dados Artísticos

Aos 10 anos de idade assumiu a direção da Banda musical Jaraguá, em sua cidade. O maestro João Rabelo adoeceu e o jovem clarinetista, já respeitado por seus colegas, assumiu o posto. Em 1921, abandonou a Banda Jaraguá e mudou-se para Recife. Na capital pernambucana, passou a tocar clarinete no Café Radiante, situado no Pátio do Carmo. O Café Radiante era rival do Café Chic, que ficava na Rua das Trincheiras, e contava com excelente orquestra, com destaque para o clarinete de Teódulo Machado. Em pouco tempo, Johnson, com apenas 17 anos, superou o rival na clarineta e o Radiante tornou-se a nova atração. Pouco tempo depois, Ratinho, um dos nomes mais conhecidos da música pernambucana, viu sua atuação e falou dele a Nelson Ferreira, que, na época, dirigia a orquestra do Teatro Moderno. Nelson contratou Johnson e este passou a fazer parte da orquestra. Ainda jovem começou a participar do carnaval pernambucano, tendo tocado em diversas orquestras de agremiações carnavalescas. Com Felinto Morais, participou do conhecido Bloco Apois Fum. Fez parte também do conjunto Lira da Noite e do Bloco das Flores. Conhecido como Mestre Jones, foi ainda regente da Banda musical Revoltosa, de Nazaré da Mata. Em 1949 teve o frevo "Agora é que eu quero ver" gravado pela Orquestra Tabajara na Continental. Nos anos 60, passou a fazer parte da Orquestra Sinfônica do Recife, com grande destaque.

Mais visitados
da semana

1 Noel Rosa
2 Chitãozinho e Xororó
3 Tom Jobim
4 Bibi Ferreira
5 Hermeto Pascoal
6 Luiz Gonzaga
7 Caetano Veloso
8 Nelson Cavaquinho
9 Martinho da Vila
10 Cat Dealers