Busca:

João Carlos Assis Brasil

João Carlos Miranda de Assis Brasil
28/8/1945 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Em 1965, participou do Concurso Internacional Beethoven, realizado em Viena (Áustria). Classificou-se em 3º lugar, disputando com mais de 60 candidatos. Nessa capital, aprimorou seus estudos com Richard Hauser e Dieter Weber, e atuou como solista na Orquestra Filarmônica de Viena.

No ano seguinte, apresentou-se no Wigmore Hall (Londres), no Brahmsaal (Viena), no auditório da Família Meneghine (Milão) e no Teatro de Belgrado (Iuguslávia).

Em 1970, estudou com Ilona Kabos, em Londres.

Em 1975, apresentou-se na Universidade Católica em Washington.

Na década de 1980, formou, com Zeca Assumpção (baixo) e Cláudio Caribé (bateria), o João Carlos Assis Brasil Trio, que mais tarde contou com a participação de David Chew (violoncelo) e Idriss Boudrioua (sax). Apresentou-se, com o grupo, em vários concertos. Ainda nessa época, atuou como professor do Conservatório Brasileiro de Música e, durante cinco anos, como professor e diretor da Faculdade de Música da Universidade Estácio de Sá (RJ).

A partir de 1982, começou a desenvolver um trabalho com Clara Sverner (dois pianos e quatro mãos), gravando o LP "Clara Sverner e João Carlos Assis Brasil: Satie-Joplin", considerado um dos 10 melhores disco do ano pelas revistas "Manchete" e "IstoÉ".

Em 1985, atuou como membro do júri do Concurso Nacional de Piano Arnaldo Strela, realizado em Juiz de Fora (MG). Apresentou-se, nesse ano, novamente ao lado de Clara Sverner, no Teatro Cultura Artística (SP), em concerto gravado ao vivo e lançado no LP "Clara Sverner e João Carlos Assis Brasil: Gershwin-Fauré".

Mais tarde, apresentou-se no Rio e em São Paulo, em duo piano-oboé com Harold Emert, e em duo piano-violino com Oscar Lafer.

Atuou em inúmeros concertos com a Orquestra Sinfônica do Teatro Municipal, com a Orquestra Sinfônica Brasileira, com a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre e com a Orquestra Sinfônica de São Paulo, sob a regência de Eleazar de Carvalho e John Neschling, entre outros maestros.

Dirigiu a série "Concertos de Sábado", no Shopping Cassino Atlântico (RJ).

Atuou nos projetos "Metrô-Música" e "Rioarte instrumental" (RJ).

Acompanhou vários artistas, como Maria Bethânia, Zizi Possi, Alaíde Costa e Olívia Byington, entre outros, destacando-se por sua atuação, em 1987, no show "Pescador de pérolas", de Ney Matogrosso, com o qual viajou pelo Brasil e Portugal.

Em 1988, além de inúmeras apresentações em salas de concerto, gravou, com Ney Matogrosso e Wagner Tiso, e participação de Jaques Morelenbaum e Jurim Moreira, o disco "A Floresta Amazônica - Villa-Lobos".

Lançou dois discos sobre Villa-Lobos, o primeiro com a cantora Leila Guimarães, executando a Bachiana nº 5, e o segundo realizando a primeira gravação do 3º movimento da Bachiana nº 2.

Em 1989, apresentou-se, ao lado de Olívia Byington, no Rio de Janeiro (Rio Jazz Clube) e em outras capitais, em show que gerou um disco gravado ao vivo.

Lançou a seguir, o disco "Self portrait" sobre a obra de seu irmão Vitor Assis Brasil, com a participação de Zeca Assumpção (contrabaixo), Jurim Moreira (bateria) e Paulo Sérgio Santos (clarineta e sax).

Em 1992, apresentou-se, ao lado de Alaíde Costa, em show que originou a gravação de um CD.

De 1994 a 1997, idealizou e apresentou o programa "Instrumental informal", transmitido pela TVE.

Em 2000, dividiu o palco do Teatro Café Pequeno (RJ) com Claudia Netto e Claudio Botelho, no show "American concert", interpretando clássicos da canção norte-americana de autoria de George & Ira Gershwin, Irving Berling, Cole Porter e Rodgers & Hart, entre outros. Nesse mesmo ano, fez recital na Fundação Eva Klabin (RJ), ao lado de Clara Sverner, interpretando obras de Erik Satie, Villa-Lobos, Ernesto Nazareth e Ravel,

Apresentou-se, em 2001, na Série Instrumental da Sala Cecília Meireles (RJ), interpretando obras de Gershwin, Chiquinha Gonzaga, Nazareth, Cole Porter e do irmão Victor Assis Brasil.

Em 2004, gravou o CD "Todos os pianos". Fez show de lançamento do disco no Mistura Fina (RJ). Nesse mesmo ano, apresentou-se no tributo "Para Victor, com carinho", em homenagem a seu irmão Victor Assis Brasil, no espaço que leva o nome do instrumentista e compositor falecido em 1981, no Parque dos Patins, na Lagoa (RJ), do qual também participaram Nivaldo Ornellas e Luiz Avellar Trio.

Em 2005, apresentou-se, ao lado de Claudia Lira, no Café Teatro Arena (RJ), com o show "Chão de Estrelas - Uma homenagem à Era do Rádio".

Além de sua trajetória como pianista, atua como professor de piano.

Em parceria com o cantor Márcio Gomes, lançou, em 2013, o DVD "Música Popular In Concert", interpretando clássicos da música brasileira e da música internacional, com show no Theatro Net Rio (RJ).

Mais visitados
da semana

1 Jorge Portugal
2 Renato Barros
3 Mayck e Lyan
4 Festival MPB 80 (Rede Globo)
5 Leo Canhoto e Robertinho
6 Noel Rosa
7 Tiee
8 Sivuca
9 Elizeth Cardoso
10 Renato e Seus Blue Caps