Busca:

João Bosco e Vinicius



Dados Artísticos

Dupla sertaneja formada por João Bosco Homem de Carvalho Filho, nascido em 11/09/1981, em Rondonópolis-MT; e Vinicius Fernando Karlinke, nascido em 31/12/1980, em Naviraí-MS. Amigos de infância, começaram a carreira juntos, ainda na década de 1990, em Coxim-MS, onde deram seus primeiros passos participando de alguns festivais locais. Em 1994, venceram o festival de Alcinópolis-MS. A partir daí, foram proibidos de participar de competições do gênero, por serem já considerados profissionais. A dupla tocou durante alguns anos em barzinhos. Em 1999, João Bosco ingressou na faculdade de Odontologia; e Vinicius, na faculdade de Fisioterapia. A partir de então, o público da dupla adquiriu um perfil universitário. Em 2002, lançaram o primeiro CD, "Acústico no bar", que vendeu 40 mil cópias apenas em Mato Grosso do Sul. A partir de 2003, com o lançamento do segundo CD, "João Bosco e Vinicius", passaram a cantar também em Campo Grande, capital do estado. Em 2005, lançaram o terceiro CD, junto com o primeiro DVD, "Ao vivo 2005", com destaque para a canção "Quero provar que te amo". Dois anos depois, lançaram o quarto CD (segundo acústico), junto com o segundo DVD, "Acústico pelo Brasil". A música de maior destaque foi "Vou doar meu coração", que contou com a participação especial da dupla César Menotti e Fabiano. Em 2008, seus sucessos "Ah é?", de Flavinho Tinto, e "Vou doar meu coração", de Euler Coelho e César Menotti, gravado com a dupla César Menotti e Fabiano, foram incluídos na coletânea "O melhor do sertanejo universitário 2008", lançada pela Universal Music. Em 2009, assinaram contrato com a gravadora Sony Music Brasil e lançaram o CD Curtição. O álbum gerou uma turnê, produzida pelo diretor e empresário Euler Coelho, que passou por várias capitais brasileiras. O quinto CD da dupla consagrou músicas inéditas como "Sufoco" e "Ai que saudade me dá", além de releituras como as de "Coração só vê você", de Rick, César e Renner, que foi tema da novela "Paraíso", da Rede Globo de Televisão; e "Malícia de mulher", de Tivas e Peninha. Compositores como Daniel e Carlos Randall também tiveram músicas regravadas pela dupla. Entretanto, o maior sucesso do CD "Curtição" foi a música "Chora me liga", que foi a canção mais tocada nas rádios do país em 2009, conforme a Crowley e o Ecad, órgãos que aferem as audições das rádios brasileiras. "Chora me liga", líder de execuções entre as músicas nacionais, só ficou atrás da música "Halo", da cantora Beyoncé, no ranking geral, que inclui também as canções internacionais. Como consequência do sucesso, o CD foi indicado para o prêmio Grammy Latino desse ano, na categoria melhor álbum de música sertaneja, concorrendo com artistas como Bruno & Marrone, Edson & Hudson, César Menotti & Fabiano e Sérgio Reis. Outro marco do sucesso da música "Chora me liga" foi a fundação de um bloco carnavalesco na cidade do Rio de Janeiro com o seu nome. No Rio de Janeiro, onde a difusão do gênero sertanejo não é o forte, a música foi a sensação da festa "Quintanejada", evento que acontece na Zona Oeste da cidade. Ainda em 2009, tiveram uma participação especial no primeiro CD solo do ex-vocalista do Grupo Tradição, Michel Teló, na música "Ei, Psiu, Beijo Me Liga"; e no DVD  "Um Barzinho, Um Violão-Sertanejo", lançado pela Sony Music, cantando a música "Esperando Você Chegar". O show, gravado na Arena Country (SP), contou com artistas como Hugo & Tiago, Grupo Tradição, Fafá de Belém, Bruno e Marrone, Guilherme e Santiago, entre outros. No réveillon de 2009 para 2010, a dupla teve participação especial do programa "Show da Virada", da Rede Globo de Televisão. Em 2010, com o nome já consagrado, laçaram nova música de trabalho nas rádios: "Sem esse coração". A canção fez parte do sexto CD e terceiro DVD da dupla, "Coração apaixonou", lançado pela Sony Music Brasil. O álbum, gravado ao vivo em Ribeirão Preto (SP), para uma plateia de mais de 35 mil pessoas, teve 7 músicas inéditas. Em março de 2010, participaram da gravação do DVD "Direito de viver", no Credcard Hall, em São Paulo, em homenagem aos 10 anos do projeto do Hospital do Câncer, que leva o mesmo nome do disco. Da gravação, participaram artistas consagrados como Amado Batista, Ataíde & Alexandre, Bruno & Marrone, César Menotti & Fabiano, Cezar & Paulinho, Chitãozinho & Xororó, Daniel, Edson, Eduardo Costa, Fábio Jr, Fernando & Sorocaba, Gian & Giovani, Gino & Geno, Guilherme & Santiago, Hudson & Rolemax, Hugo & Tiago, Jorge & Mateus, Juliano César, KLB, Leonardo, Milionário & José Rico, Rick & Renner, Rionegro & Solimões, Roberta Miranda, Sérgio Reis, Teodoro & Sampaio, Victor & Leo e Zé Henrique & Gabriel. Em agosto do mesmo ano, apresentaram-se, em um show especial, no Jockey Clube do Rio de Janeiro, participando do festival "Rio Sertanejo", que tem como intenção promover nomes da música regional no Rio de Janeiro. No mesmo ano, receberam indicação na categoria Melhor dupla sertaneja, no Prêmio Multishow. Ainda em 2010, tiveram o sucesso "Curtição" (Elizandra) incluído na coletânea "Festa Sertaneja", lançada pela Som Livre, na qual foram registrados os maiores sucessos das principais duplas do Sertanejo Universitário daquele momento. Ainda no mesmo ano, tiveram o álbum "Coração apaixonou" indicado ao prêmio Grammy Latino, na categoria melhor álbum de música sertaneja. Em 2011, após de uma série de trabalhos ao vivo, voltaram a gravar em estúdio, e lançaram novo CD, pela Sony Music. O álbum, produzido por Dudu Borges, consagrou as músicas "Abelha", de Euler Coelho, que teve participação especial de Jorge & Mateus; e "Chuva" de Rulian e Marcos Paulo. A dupla Bruno & Marrone também teve participação especial, na faixa "Mais uma dose", de Chitãozinho, Kléber e Tonny. Ainda em 2011, apresentaram-se na 56a edição do Festival de Barretos. Na mesma edição do Festival também participaram artistas como Bruno & Marrone, Jorge & Mateus, Paula Fernandes, Eduardo Costa, Chitãozinho & Xoxroró, Milionário & José Rico, entre outros. No mesmo ano, com o CD "João Bosco & Vinicius", venceram o Grammy Latino, na categoria Melhor álbum de Música Sertaneja, batendo Roberta Miranda, Leonardo, Michel Teló e Paula Fernandes.  Ainda em 2011, tiveram participação especial na música de trabalho da dupla Kleo Dibah e Rafael, "Me beija".  Nesse mesmo período, realizaram também participações especiais em DVDs de artistas como Calcinha Preta e Marcos e Belutti. Em 2012, lançaram o CD “A festa”, pela Universal Music, com direção geral de Euler Coelho e produção musical e arranjos de Dudu Borges. O álbum mesclou músicas mais agitadas, como “Vou tocar o terror”, de Samuel Dali, Nando Marx, Flavinho Tinto e Douglas Melo, e “Já é”, de Rafael e Edilson Dibah, com outras mais tradicionais, como “Sem palavras”, de Alcino Alves e Rossi, “Uma vez por mês”, de Neuza Rodrigues, Barrerito e José Russo, e “Avião das nove”, de Addo e Praense. O CD teve participações especiais do grupo Aviões do Forró, na faixa “Colo, colo”, de Pedro Henrique, João Bosco e Vinicius, e da dupla Kleo Dibah e Rafael, na faixa “Essa noite”, de Rafael. Em 2014, lançaram o CD “Indescritível”, pela Universal Music, produzido pelos dois e por Ed Junior. O disco trouxe como principais músicas de trabalho “Sorte é ter você (Carolinas)”, de Euler Coelho, Rafael Oliveira, Diego Faria e Claudio Noam, “Eu vou morrer de amor”, de Luiz Akal e Tatyana, e “Girassol”, de Higor Mendes e Kleo Dibah, além de faixas como “Bom demais te amar”, de Euler Coelho, Diego de Souza e Juliano de Freitas, “Vai me ver sorrindo”, de Maiara, Maraísa, Dudu Borges e Euler Coelho, “Três pedidos”, de Bruno Caliman e Raymundi Bahia, e “84 Tempos”, de Fátima Leão, Waléria Leão e Vinicius. Na virada de 2014 para 2015, apresentaram-se no programa “Show da virada”, da Rede Globo de Televisão, ao lado de outros vários artistas consagrados nacionalmente. Em 2015, lançaram o CD “João Bosco & Vinicius e seus ídolos - Estrada de chão”, pela Universal Music. O disco, produzido por Dudu Borges, César Augusto e Ed Junior, passeou por canções clássicas da música sertaneja, e teve participações especiais de nomes que a dupla considera como inspiradores de sua formação musical: Zezé Di Camargo & Luciano, Chitãozinho & Xororó, Sérgio Reis, Bruno & Marrone, Leonardo, Roberta Miranda, Cezar & Paulinho, Rionegro & Solimões, Chico Rey & Paraná, Felipe & Falcão, Marciano, Matogrosso & Mathias e Alan & Alladin.
No mesmo ano, seu sucesso “Amiga linda” figurou entre uma das 20 músicas mais executadas em todo o país, segundo a aferidora Crowley. Na virada de 2015 para 2016, apresentaram-se como a principal atração da festa de réveillon oficial da cidade de Porto Velho (RO). Em 2016, com o disco "Estrada de Chão", foram indicados ao Prêmio de Música Brasileira, na categoria "Regional - Melhor Dupla". Em 2018, lançaram um projeto nas plataformas digitais e em DVD intitulado “Segura Maracajú”, pela Radar Records, com quinze faixas interpretadas de forma acústica e cujos clipes foram gravados em uma fazenda em São Paulo. O disco, produzido pela própria dupla, apresentou diversas regravações, como "Do Brasil à Argentina" e “Querendo te encontrar”, e o sucesso "Não era você", que ultrapassou, no ano de lançamento, 20 milhões de acessos no site Youtube.  

Mais visitados
da semana

1 Jorge Portugal
2 Renato Barros
3 Mayck e Lyan
4 Festival MPB 80 (Rede Globo)
5 Leo Canhoto e Robertinho
6 Noel Rosa
7 Tiee
8 Sivuca
9 Elizeth Cardoso
10 Renato e Seus Blue Caps