Busca:

Joana Castiga

Joana Januária de Souza Bittencourt
Circa 1800 Pernambuco
Circa 1870 Pernambuco

Dados Artísticos

Foi uma das pioneiras na presença de artistas populares no teatro brasileiro. Não há notícia do início de sua carreira. A primeira vez que seu nome apareceu citado foi em 1824, quando se apresentou na Casa da Ópera, em Recife, em show para as tropas do batalhão do Imperador, que haviam sido enviadas para lá, a fim de combaterem os revolucionários republicanos da Confederação do Equador. Na ocasião, apresentou-se dançando e cantando, juntamente com um cômico e cantor de nome Francisco, e que era dono de um botequim na cidade do Recife. Nessa apresentação, cantou e dançou com sucesso um lundu que dizia: "Se quiser casar comigo/Hás de ter segredo em tudo...". Ao longo da apresentação, enquanto ela dançava o cômico Francisco estimulava dizendo: "Castiga, meu bem, castiga". Segundo informações do escritor Afonso Rui no livro "História do Teatro na Bahia", de 1936, o "chefe de polícia, desembargador Antônio Simões da Silva, determinou ao administrador do teatro Inácio Acioli de Cerqueira e Silva que cancelasse os entreatos da atriz Joana Castiga, pela grande popularidade adquirida na cançoneta brejeira "Castiga, meu bem castiga", quando aqueles entreatos constassem de lundus". Segundo consta, devido à grande popularidade da cantora e dançarina, o público reagiu deixando de ir ao teatro, o que levou o empresário a encerrar antecipadamente a temporada de apresentações. Embora não se tenham maiores informações sobre ela, consta que obteve sucesso em seu tempo, cantando e dançando em teatros de Recife e de Salvador.

Mais visitados
da semana

1 Festival da Música Popular Brasileira (TV Record)
2 Festivais de Música Popular
3 Sant'Anna
4 Nelson Cavaquinho
5 Noel Rosa
6 Hermeto Pascoal
7 Gilberto Gil
8 Caetano Veloso
9 Alcione
10 Tom Jobim