Busca:

Ivan de Alencar

Ivan de Alencar
Circa 1920 Fortaleza, CE

Dados Artísticos

Estreou em discos em 1949, quando gravou, pela gravadora Star, com acompanhamento do Conjunto Star, "Paguei a promessa", samba de Peterpan e Ari Monteiro, e a marcha "Todo homem é palhaço", de Valdemar Silva e Maria Cândida. Em 1950, gravou, pela Todamérica, com acompanhamento de conjunto regional, a batucada "Ê, ê rapaziada", de Arnô Provenzano, Otolindo Lopes e Oldemar Magalhães, e a marcha "Levanta o véu", de Arlindo Marques Jr. e Roberto Roberti. Em 1951, foi contratado pela gravadora Sinter, na qual estreou registrando, com acompanhamento de conjunto e coro, o baião "De papo pro ar", de Joubert de Carvalho e Olegário Mariano, e o samba-canção "Meu mundo é você", de Ismael Neto e Nestor de Holanda. No mesmo ano, gravou, com acompanhamento de Conjunto de Boite, o beguine "Por que voltei?", de Haroldo Eiras e Victor Berbara, que fez relativo sucesso, e o samba "Noites cariocas", de Geraldo Queiroz e Anadion Glauco. Ainda em 1951, o beguine "Por que voltei?", foi incluído na coletânea "Parada de sucessos", da gravadora Sinter. Em 1952, gravou, com acompanhamento de orquestra e coro, os sambas "Sofri demais", de Erasmo Silva e Oldemar Magalhães, e "Marta", de Humberto Teixeira e Lauro Maia; as marchas "Esperem um pouco mais", de Heitor dos Prazeres e Victor C. Bodini, e "Papai voltou", de J. Cascata e Victor C. Bodini. Também no mesmo ano, gravou, com acompanhamento de Lírio Panicali e sua orquestra, o samba-canção "Um novo amor", de Lourival Faissal e Nelson Rivera, e, com acompanhamento de Conjunto de Boite, o beguine "Adeus meu amor", de Haroldo Eiras e Victor Berbara. Em 1953, com acompanhamento de conjunto e coro, lançou as marchas "Sinfonia dos gatos", de Floriano Faissal e Nelson Rivera, e "Espanhola divinal", de Bruno Gomes, Ivo Santos e Dedeco, além dos sambas "Desprezado sonhador", de Assis Valente, Júlio Zamorano e Osvaldo Gouveia, e "Inanição", de Rubens Soares e E. Frazão. Em 1954, transferiu-se para a gravadora Columbia, na qual estreou interpretando o beguine "Nos teus lábios", de Haroldo Eiras e Ataliba Santos, e o samba-canção "Só tu", de Renato César. No mesmo ano, sua gravação do beguine "Nos teus lábios", fez parte do LP "Poema dos olhos da amada", seleção romântica com diversos artistas da gravadora Columbia. Em 1955, gravou, com acompanhamento de orquestra, o beguine "Sorri", de Charles Chaplin, J. Turner e G. Parson, versão brasileira de Braguinha para a canção "Smile", do clássico filme "Tempos modernos", de Charles Chaplin, e o samba-canção "Dentro da noite", de Pedro Almeida e Rubens Silva. No mesmo ano, sua interpretação para o beguine "Sorri", foi incluída na coletânea "Lagoa azul", da Columbia, com diferentes intérpretes.  No final da década de 1950, sem data definida, gravou, pelo pequeno selo ESSE-EME, os boleros "Esperança", de Norma Ribeiro e Luiz Rocha, e "Quando a saudade passar", de Norma Ribeiro e René Bittencourt, e, pelo selo Trovador, o samba "Somente Deus", de Nilo Barbosa e Nahum Luiz, e a marcha "Prova de fogo", de Nilo Barbosa e Carlos Marques. Seu maior sucesso foi o beguine "Por que voltei?", de  Haroldo Eiras e Victor Berbara. Gravou obras de autores como Joubert de Carvalho, Assis Valente, Lauro Maia, Humberto Teixeira, João de Barro,  Haroldo Eiras e Victor Berbara, entre outros, e lançou discos pelas gravadoras Star, Sinter, Todamérica e Columbia.

Mais visitados
da semana

1 Chico Buarque
2 Hermeto Pascoal
3 Dorival Caymmi
4 Caetano Veloso
5 Música Sertaneja
6 Luiz Gonzaga
7 Tom Jobim
8 Nelson Gonçalves
9 Daniela Mercury
10 Paulo César Pinheiro