Busca:

Hélio Sindô

Hélio Rodrigues Sindeaux
7/10/1919 Senador Pompeu, CE
9/5/2005 São Paulo, SP

Dados Artísticos

Em 1944, iniciou a carreira de cantor gravando pela Continental os sambas "Divina Dama", de Raul Marques, Bucy Moreira e Henricão, homônimo do samba de Cartola, gravado onze anos antes por Francisco Alves, e "Vem Ao Rio Rita", de João Rosa, Antônio Ferreira Da Silva e Correia Filho. Teve suas primeiras composições gravadas em 1945, a marcha "Alô Mister Johnny", com Arlindo Pinto, e o samba "Vá Pela Calçada", com Vladimir De Melo, lançados pela dupla caipira Brinquinho e Brioso, pela Continental. No mesmo ano, o samba "Diga A Ela", com Arlindo Pinto, foi gravado na Continental por Valdemar Reis, enquanto  Raul Torres, na Victor registrou a marcha "Genoveva", com Hernâni Denardo. Também em 1945, gravou os sambas "O Costume Dela", com Arlindo Pinto, e "Grande Bahia", de Adoniran Barbosa e Avaré, e "Asa Negra", de Adoniran Barbosa, e a marcha "China Chou", com Jair Gonçalves. Em  1946, gravou pela  Continental os sambas "Boogie Woogie Não É Samba", de sua autoria, "Minha Promessa", de Boris e Soriano, "Porteiro De Cabaré", de Conde, Osvaldo França e B. França, e "É De Bangu", com Carlos Armando, e as maechas "Kikiricó", de Arlindo Pinto e Waldomiro Lobo, e "Marcha Do Tubarão", com Capitão Balduino. Em 1947, gravou os sambas "Vai Dormir Teu Sono", de Conde e Heitor de Barros, e "Quem É O Presidente", de Ciro de Souza, e a marcha "Italiana", de Ciro de Souza. No mesmo ano, Rubens Peniche gravou na Continental o samba "Beduína", com Moacir Braga.
Em 1948, lançou os sambas "Embrulho", de Djalma Mafra e Alvaiade, e "Falso Amigo", de Conde e Brioso. Em 1949, registrou os sambas "Falaram Tanto", com Conde, "Pobre No Pedir", de Djalma Mafra e Alvaiade, e "Cabocla", com Arlindo Pinto, e o balanceio "Sapato Custa Dinheiro", com Carlos de Souza. Em 1950, gravou as marchas "Arrebenta a Bexiga", de Arlindo Pinto e Mário Zan, e "Ó Nesta", de Ciro de Souza e Polera. Em 1951, registrou duas composições de sua autoria, os sambas "Vaca Malhada", com Ciro de Souza, e "Delator", com Reinaldo Santos. Em 1952, registrou a marcha "Cachopa de Branco", de Jucata, e os sambas "        Desapareceu", com Antônio Rago, "Triste Caboclo", de Paraguassu, e "Tenho Pena Dela", de Raguinho e José Saccomani. Em 1953, gravou o último disco pela Continental com o samba "É Fingimento", de Júlio Nagib e Reizinho, e a marcha "Amor De Palhaço", de Jucata e Orlando Monello. No mesmo ano, ingressou na Todamérica  e gravou os sambas "Gualicho Ganhou", de L. Ripoli Filho e J. E. Galvão De França, e "A Volta Do Dobrado", de Mário Vieira e Arlindo Pinto. Também em 1953,  Hebe Camargo lançou o samba "Eu Não", com Antônio Rago. Em 1954, Aracy de Almeida gravou na Odeon o samba "Eu Vou Chorar", com Júlio Nagib.
Em 1955, registrou os sambas "Veja Você", de Antônio Rago e Totó, e "Valete", de José Assad "Beduíno. No mesmo ano, o sanfoneiro Mário Zan, pela RCA Victor registrou a marcha "Casamento De Mariazinha", com Mário Zan.
Em 1961, pelo selo California registrou as marchas "Pepita", de José Assad "Beduíno", e "Menina Zezé", de Augusto Barbosa. Em 1962, seu samba-canção "E você...não dizia nada", parceria com José Saccomani e Jorge Matins foi lançado por Gilberto Alves no LP "Gilberto Alves de sempre" lançado pela gravadora Copacabana. Em 1963, gravou pela Chantecler os sambas "Eu Não Posso Acreditar", com Domingos Romanelli, e "Voltou o Pombo Correio", com Capitão Furtado. No mesmo ano, a dupla de palhaços de circo  Arrelia e Pimentinha registrou pela Copacabana a marcha "De Touca e Chupeta", com José Saccomani e Pimentinha, e o cantor  Francisco Carlos, no LP "O internacional  Francisco Carlos" da Chantecler registrou o samba-canção "E Você... Não Dizia Nada", com José Saccomani e Jorge Martins. Também no mesmo ano, a marcha "O Natal Chegou", com Osmar Mendes, na gravação de Noite Ilustrada, foi incluída no LP "Um Feliz Natal", da gravadora Philips. Gravou mais de vinte disco e teve composições gravadas por nomes como Hebe Camargo, Francisco Carlos, Mário Zan e Raul Torres, entre outros.

Mais visitados
da semana

1 Festivais de Música Popular
2 Luiz Gonzaga
3 Assis Valente
4 Chico Buarque
5 Caetano Veloso
6 Hermeto Pascoal
7 Tom Jobim
8 Dorival Caymmi
9 Nelson Cavaquinho
10 Música Sertaneja