Busca:

Grupo Nosso Canto



Dados Artísticos

Grupo de samba e choro surgido nos anos 90 em Duque de Caxias, umas das treze cidades da Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro. Integrado por André Luiz Lopes Vianna (14/2/1966, Duque de Caxias/André Vianna: cavaquinho e voz); João Bosco Cândido da Costa (1/12/1967, Duque de Caxias/João Bosco: flauta); Paulo Roberto Teixeira Lopes (12/2/1952, RJ/ Beto Cavaco: violão e voz); Silvio Luís dos Santos (19/10/1952, RJ/Luizinho Brieba: pandeiro); Gilson Carlos de Sá (1/3/1959, Duque de Caxias/Gilsinho: surdo) e César Augusto Mendonça (14/6/1953, RJ/César Cuíca: cuíca e percussão). Do grupo também fez parte o cantor e compositor Jorge Macarrão (Jorge de Almeida - 29/11/1945 RJ - 17/7/2003 Idem), que chegou a participar de dois discos do grupo. Em 1996, ainda com o nome de Grupo Novo Canto, classificou-se em primeiro lugar no "Festival 20 anos do Projeto Seis e Meia", no Teatro João Caetano. Com a composição vencedora "Mordomia com Teresa", de autoria de Beto Cavaco, Jair Lobo e Jorge Macarrão, participou do CD homônimo do festival, lançado pelo Museu da Imagem e do Som (MIS), com patrocínio da BR-Petrobras e direção de Albino Pinheiro. Em 1998, já com o nome modificado para Grupo Nosso Canto, lançou o CD "Grupo Nosso Canto", no qual foram incluídas diversas composições de integrantes do grupo, entre as quais "Mordomia com Tereza" (Jorge Macarrão, Jair Lobo e Beto Cavaco); "Arte de compor" (Jorge Macarrão, Beto Cavaco e Ica); "Milagre do amor" (Romildo Bombeiro, Jorge Macarrão e Beto Cavaco); "Porta bandeira" (Jorge Macarrão, Beto Cavaco e Ica); "Iaiá mandou" (Jorge Macarrão, Beto Cavaco e Ica); "Me lembro bem" (Jorge Macarrão, Beto Cavaco e Ica) e "Legal de gandaia" (Jorge Macarrão, Bira da Vila e Fidélis), além de composições de autores do Rio de Janeiro, Niterói e Baixada Fluminense: "Cobra que mordeu Caetano" (Elias Bililico e Jaime Bahia); "Confirmação" (Clayton Vabo e Jaime Costa); "Vou trabalhar" (Chiquinho Maciel e Ramiro Lopes); "Doce lembrança" (G. Martins); "Bem querer" e "Luz divina", ambas de Arthur Santos e ainda "Existe um lugar" (Clayton Vabo), com participação especial de Luiz Carlos da Vila. O disco contou com produção musical e arranjos de Paulão Sete Cordas. Por essa época, o grupo apresentou-se em diversos espaços culturais e casas de shows na cidade do Rio de Janeiro, entre elas Sala Funarte Sidney Miller, Emporium 100, Arco da Velha, Espaço Cultural do BNDES, Estrela da Lapa e Museu da Imagem e do Som. Em 2006, pela gravadora ZFM Records, lançou o CD "O samba é a nossa paixão", no qual foram incluídas várias composições de integrantes do grupo, entre elas "Caindo no samba" (André Vianna e Beto Cavaco); "Casa aberta" (Jair Lobo, Jorge Macarrão e Beto Cavaco), além da faixa-título "O samba é a nossa paixão", de autoria de André Vianna e Beto Cavaco. No disco, produzido por Paulão Sete Cordas, também foram incluídas composições inéditas de Dona Ivone Lara, Nélson Rufino, Cláudio Jorge, Paulo César Pinheiro e Trio Calafrio (Barberinho do Jacarezinho, Marcos Diniz e Luiz Grande) e ainda regravações de Délcio Carvalho, Wilson Moreira e Nei Lopes, destacando-se as faixas "Um vento de paz" (Cláudio Jorge, Agrião e Luiz Felipe de Lima); "Canto de amor" (Delcio Carvalho e Barbosa da Silva); "Orgulho do rei" (Nelson Rufino); "Lenha na fogueira" (Mauro Duarte e Paulo César Pinheiro), "Seu dono da gente" (Wilson Moreira e Nei Lopes); "Amor antigo" (Ivanísia e Rildo Pereira); "Nem sempre" (Jair Lobo e Jorge Macarrão); "Centelha de emoção" (Dona Ivone Lara e Bruno Castro); "Família unida (Marcos Diniz, Luiz Grande e Barbeirinho do Jacarezinho) e ainda um pout-porr em homenagem a Hélio Cabral com as composições "Maria Imaculada", "Boêmio fracassado" e "Semente do samba", todas de Hélio Cabral). O CD contou com participação especial de Martinho da Vila na faixa "Parei na sua" (Martinho da Vila), que ainda escreveu o texto de apresentação, no qual dizia: "Nosso Canto... Um grupo formado por artistas conscientes: André Vianna, Beto Cavaco, João Bosco, César Cuíca, Gilsinho e Luizinho Brieba. São oriundos de Caxias, saudosos dos Cartolinhas, do União do Centenário e simpatizantes da Grande Rio, mas também são de Vila Isabel... A competente, educada e afinada rapaziada do NOSSO CANTO canta samba de primeira, por amor ao canto, em qualquer lugar... desde que haja uma platéia de bom gosto. Vamos ouví-los!". Entre os shows do grupo, destacam-se os que fez na Casa da Mãe Joana, no qual recebeu como convidados Monarco e Nei Lopes; no bar Arco da Velha, no qual o grupo desenvolveu o projeto "Canções do Arco da Velha". Outro projeto do grupo foram as apresentações nas quadras das Escolas de Samba do Rio de Janeiro, nas quais homenageou, na própria quadra, às Velhas-Guardas da Portela, Mangueira, Imperatriz Leopoldinense, Beija-Flor, Estácio de Sá, Grande Rio e Salgueiro. Apresentou-se também na Gafieira Estudantina, na qual promovia uma roda de samba recebendo diversos convidados, entre eles Monarco, Ataulfo Alves Jr., Délcio Carvalho e Élson do Forrogode.

Mais visitados
da semana

1 Pixinguinha
2 Ricardo Cravo Albin
3 Geraldo Pereira
4 Luiz Vieira
5 Tom Jobim
6 Caetano Veloso
7 Nelson Cavaquinho
8 Dorival Caymmi
9 Hermeto Pascoal
10 Raul Seixas