Busca:

Geraldo Santana

Geraldo Santana
1930 Coronel Pacheco, MG
19/10/2011 Juiz de Fora, MG

Dados Artísticos

Iniciou a carreira artística em 1945, quando cantou num baile de carnaval do Clube Volante Futebol Clube, em Juiz de Fora, o samba "Rosalina", de Haroldo Lobo e Wilson Batista. Em 1946, ingressou como ritmista, cantor e compositor na turma do bloco Quem Pode Pode. Pouco depois passou a cantar sambas na Rádio PRB-3, em Juiz de Fora. Em 1950, estreou profissionalmente como cantor ao ser contratado pelo Elite Clube Mineiro, em Juiz de Fora. Em 1953, ingressou na Associação de Compositores Musicais de Juiz de Fora. Nesse período, fez músicas para campanhas políticas de Getúlio Vargas, Juscelino Kubitschek, Olavo Costa, Wandenkolk Moreira e outros. Ainda em 1953, mudou-se para o Rio de Janeiro. Em 1963, gravou o samba "Vou bater tambor". Entre 1965 e 1970, participou, no Rio de Janeiro, de inúmeros concursos de músicas carnavalescas. Em 1970, gravou, na Tapecar, um compacto simples com o samba-hino "Avante Botafogo". Ainda em 1970, apresentou, na Rádio PRB-3, de Juiz de Fora, o programa "Manchester Arte", divulgando artistas de Juiz de Fora. Nesse período, continuou a cantar na noite de Juiz de Fora. Em 1973, passou a atuar em casas noturnas no Rio de Janeiro. Em 1974, integrando o conjunto de Ministrinho, fez aberturas de shows de Paulinho da Viola, no Cine Teatro Central, em Juiz de Fora. No mesmo ano, gravou um compacto simples com o samba "Chica da Silva e a emancipação da mulher brasileira". A partir de 1976, trabalhando no Botafogo de Futebol e Regatas, gravou novamente a marcha "Avante Botafogo", dessa vez, com o coral do grupo As Gatas e a bateria da Portela, com direção de Norival Reis. Participou de excursões com o time do Botafogo, e criou juntamente com Walter Alfaiate, Mauro Duarte e Vavá, o conjunto Samba Fogo. Cantou em programas da Rádio MEC e da Rádio Globo, e na TV Rio. Em 1979, juntamente com o maestro José Apolinário, foi idealizador e fundador da orquestra Cassino Royalle. Em 1980, gravou em compacto simples, a marcha "Menino, natal e carnaval". Em 1981, participou do LP "Música Popular em Juiz de Fora", e, no ano seguinte, do LP "Samba enredo em Juiz de Fora". Em 1984, seu choro "Jadaíba", com Gilberto Freire, foi gravado por Waldir Silva, no LP "Cavaquinho para todos", do selo Bemol. Nessa época, fez shows integrando o conjunto de Waldir Silva. Em 2001, gravou o CD "Batuque de negro". Em 2012, foi lançado pela FUNALFA, o livro "Geraldo Santana - Sonho, música e realidade", de Wanderley Luiz de Oliveira, no qual é relatada sua vida e obra.

Mais visitados
da semana

1 José Camillo
2 Rodrigo Vellozo
3 Mayck e Lyan
4 Caetano Veloso
5 Clara Nunes
6 Sivuca
7 Moreno Veloso
8 Tiee
9 Noel Rosa
10 Wilson e Soraia