Busca:

G. R. E. S. União da Ilha do Governador



Dados Artísticos

Escola fundada a 7 de março de 1953 por Maurício Gazelle, Joaquim Lara de Oliveira (Quincas), Orphylo Bastos e mais 59 sócios, com sede localizada na Estrada do Galeão, 322, Ilha do Governador. Suas cores são azul, vermelha e branca. No dia 5 de março de 1953, desfilavam na Estrada da Cacuia, ponto central do carnaval da Ilha,  pequenas escolas e blocos de vários bairros da região. Maurício, Orphylo e Quincas sentiram a necessidade de fundar uma escola de samba da própria Cacuia. Passada a festa, o grupo se juntou aos rapazes do time de futebol União Futebol Clube e, no dia 7 de março, no armazém do Maurício, fundaram a escola. O autor do desenho do brasão da bandeira foi Édson Machado. A escola tinha o maior ganhador de sambas-enredos, Didi, pseudônimo do Procurador da República Adolfo de Carvalho de Baeta Neves. Didi ganhou um total de 24 sambas-enredos em várias escolas, seja assinando com pseudônimo ou simplesmente não assinando. Suas principais colocações nos grupos e seus respectivos enredos, segundo Hiram Araújo, no livro "Carnaval - Seis mil anos de história",  foram: 1990: sétimo lugar no Grupo Especial com o enredo "Sonhar com o rei dá João"; 1991: nono lugar no Grupo Especial com o enredo "De bar em bar, Didi um poeta"; 1992: décimo lugar no Grupo Especial com o enredo "Sou mais minha Ilha"; 1993: décimo primeiro lugar no Grupo Especial com o enredo "Os maiores espetáculos da terra"; 1994: quarto lugar no Grupo Especial com o enredo "Abrakadabra o despertar dos mágicos"; 1995: décimo primeiro lugar no Grupo Especial com o enredo  "Todo dia é dia de índio"; 1996: décimo segundo lugar no Grupo Especial com o enredo "A viagem da pintada encantada"; 1997: décimo segundo lugar no grupo Especial com o enredo "Cidade maravilhosa, o sonho de Pereira Passos"; 1998: nono lugar no Grupo Especial com o enredo "Fatumbi - Ilha de Todos os Santos"; 1999: décimo lugar com o enredo "Barbosa Lima, 102 anos do sobrinho do Brasil"; 2000: oitavo lugar no Grupo Especial com o enredo "Pra não dizer que não falei das flores"; 2001: Desfilou com o enredo "A União faz a força com muita energia". Em 2002 a escola classificou-se em 3º lugar no defile do Grupo de Acesso. No ano de 2006, tendo como presidente Giovanni Reinte, desfilou com o samba-enredo "As minas Del Rei São João", de autoria de Alberto Varjão, Muca, Carlinhos Danoninho, Adilson Cobra Criada, Bebeto do Arrastão, Pinto, Carlinhos Fuzil, Maurício Maia, Niva e Ricardo Grassano, tendo como puxador Ito Melodia. No ano de 2008 desfilou no Grupo de Acesso A, no qual se classificou em 5º lugar. Em 2009 a escola foi a vencedora do Grupo de Acesso A, retornando ao Grupo Especial no ano de 2010. Neste mesmo ano classificou-se em 11º lugar, no Grupo Especial, com o samba-enredo "Dom Quixote De La Mancha, O Cavaleiro dos Sonhos Impossíveis", de autoria dos compositores Grassano, Gabriel Fraga, Márcio André Filho, João Bosco, Arlindo Neto, Gugu das Candongas, Marquinho do Banjo, Barbosão, Ito Melodia e Léo da Ilha, puxado por Ito Melodia. Em 2011 a escola desfilou com o samba-enredo "O Mistério da Vida", de Gugu das Candongas, Marquinhus do Banjo, João Paulo, Márcio André Filho, Ito Melodia e Arlindo Neto, tendo como intérprete Ito Melodia. A União da Ilha, Acadêmicos do Grande Rio e Portela tiveram seus barracões destruídos por um grande incêndio ocorrido em fevereiro, na Cidade do Samba, poucas semanas antes do carnaval. Por decisão do Prefeito do Rio, Eduardo Paes, o secretário municipal de Turismo e presidente da Riotur, Antônio Pedro Figueira e a diretoria da LIESA em conjunto com os presidentes das Escolas de Samba do Grupo Especial, todas as três escolas prejudicadas desfilaram "hors concours", isto é, sem a avaliação dos julgadores.  No ano de 2012, no Grupo Especial do carnaval carioca, a escola classificou-se em 8º lugar com o samba-enredo "De Londres ao Rio: Era uma vez... Uma Ilha...", de Marquinhos do Banjo, Alberto Varjão, Eduardo, Alan das Candongas, Márcio André Filho, Carlinhos Fuzil, Fabiano Fernandes, Aloisio Villar, Cadinho e Roger Linhares. No ano de 2013 o G. R. E. S. União da Ilha do Governador classificou-se em 9º lugar no desfile do Grupo Especial do carnaval carioca com o enredo "Vinícius no Plural. Paixão, Poesia e Carnaval", do carnavalesco Alex de Souza, tendo como Diretor de Carnaval Márcio André; Diretor de Harmonia Almir Frutuoso; Mestre de Bateria Odilon e Riquinho; Rainha de Bateria Bruna Bruno; Mestre Sala Ubirajara e Porta Bandeira Cristiane Caldas, em samba-enredo composto por Ginho, Júnior, Vinícius do Cavaco, Eduardo Conti, Professor Hugo e Jair Turra, interpretado na avenida por Ito Melodia. No ano de 2014 a escola classificou-se em 4º lugar, no Grupo Especial, desfilando com o samba-enredo "É brinquedo, é brincadeira; a Ilha vai levantar poeira", de Paulinho Poeta, Régis, Gabriel Fraga, Carlinhos Fuzileiro, Canindé e Flávio Pires tendo como intérprete Ito Melodia. Destacamos também Márcio André (Diretor de Carnaval); Alex de Souza (Carnavalesco); Válber Frutuoso (Diretor de Harmonia); Thiago Diogo (Mestre de Bateria); Bruna Bruno (Rainha de Bateria); Márcio Siqueira (Mestre-Sala); Cristiane Caldas (Porta-Bandeira) e Jayme Aroxa (Comissão de Frente). No ano de 2015, tendo como presidente Sidney Filardi; carnavalesco, autor da sinopse e enredo Alex de Souza; vice-presidente e diretor de carnaval Márcio André; diretor de bateria Moacyr da Silva Pinto (Mestre Ciça) e seus assistentes Serginho, Romildo, Keko, Marcelo, Rodrigo, Marquinho, Marcelão, Kiko, Luciano, Wancleiton e Marco Russo; diretor de evolução Valber Frutuoso; 1º Mestre-Sala Marcio de Oliveira Nascimento Siqueira (Marcinho) e 1ª Porta-Bandeira Christiane Caldas, a escola desfilou com o samba-enredo "Beleza Pura?", de autoria de Djalma Falcão, Carlos Caetano, Beto Mascarenhas, Gugu Das Candongas, Marco Moreno, Roger Linhares, Marquinhos do Banjo e Leozinho, tendo como puxador oficial Ito Melodia, auxiliado por Doum Guerreiro, Marquinhos do Banjo, Flávio Martins, Nando Pessoa, Róger Linhares e Júnior Nova Geração. A escola classificou-se em nono lugar no desfile do carnaval carioca. No ano de 2016 a agremiação classificou-se em 11º lugar no desfile do Grupo Especial, desfilando com o samba-enredo "Olímpico por natureza. Todo mundo se encontra no Rio" ,de Marquinhos do Banjo, Cap. Barreto, Miguel, Roger Linhares, Paulo Guimarães, Dr. Robson, Jamiro Faria e Gugu das Cadongas, tendo como carnavalescos Jack Vasconcelos e Paulo Menezes; Diretor de Carnaval Márcio André; Diretor de Harmonia Válber Frutuoso, e Ito Melodia como intérprete, além de Mestre Ciça como mestre de bateria; Rainha de Bateria Bianca Leão; Mestre-Sala Marcinho; Porta-Bandeira Shayene e Comissão de Frente de Patrick Carvalho. Na ocasião a escola era presidida por Sidney Filardi. No ano de 2017 a agremiação classificou-se em 8º lugar do Grupo Especial com o samba-enredo "Nzara Ndembu - Glória ao Senhor Tempo", dos compositores Marinho, Lobo Junior, Felipe Mussili, Beto Mascarenhas, Dr. Robson, Rony Sena, Marcelão e MM. No ano de 2018 a Escola classificou-se em décimo lugar no Grupo Especial do carnaval carioca, comandada pelo carnavalesco Severo Luzardo, desfilando na Marquês de Sapucaí com o samba-enredo "Brasil bom de boca", dos autores Ginho, Marcelão da Ilha, Flavinho Queiroga, Júnior, Thiago Caldas, John Bahiense, André de Souza e Prof. Hugo, tendo como puxador Ito Melodia.

BIBLIOGRAFIA CRÍTICA:
ALBIN, Ricardo Cravo. Dicionário Houaiss Ilustrado Música Popular Brasileira - Criação e Supervisão Geral Ricardo Cravo Albin. Rio de Janeiro: Edição Instituto Antônio Houaiss, Instituto Cultural Cravo Albin e Editora Paracatu, 2006. AMARAL, Euclides. Alguns Aspectos da MPB. Rio de Janeiro: Esteio Editora, 2008. 2ª ed. Esteio Editora, 2010. 3ª ed. EAS Editora, 2014. ARAÚJO, Hiram. Carnaval - Seis milênios de história. Rio de Janeiro: Editora Gryphus, 2000.

Mais visitados
da semana

1 Luiz Gonzaga
2 Eumir Deodato
3 Chico Buarque
4 Assis Valente
5 Noel Rosa
6 Dorival Caymmi
7 Tom Jobim
8 Lupicínio Rodrigues
9 Caetano Veloso
10 Romildo