Busca:

Fredera

Frederico Mendonça de Oliveira
20/5/1945 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Iniciou sua carreira profissional em 1968. Nessa época, tornou-se amigo de Milton Nascimento, Wagner Tiso e Marilton Borges, com quem viria a fazer parte do Clube da Esquina.

Atuou em alguns momentos da carreira com o nome artístico de Frederyko.

Em 1968 e 1969, integrou, juntamente com Nonato Buzar, os músicos Edinho Trindade, Camarão, José Roberto Bertrami, Alexandre Malheiros, Victor Manga, Marcio Montarroyos, Ion Muniz, Raul de Souza e Tartaruguinha, e as cantoras Regininha, Dorinha Tapajós e Málu Ballona, o conjutno A Turma da Pilantragem, com o qual lançou os LPs "A Turma da Pilantragem" (1968), "A Turma da Pilantragem" (1969) e "A Turma da Pilantragem Internacional" (1969).

Na década de 1970, fez parte do grupo Som Imaginário, com o qual se apresentou em shows, e lançou os LPs "Som Imaginário" (1970), "Som Imaginário" (1971) e "Matança do porco" (1973). O grupo registrou as seguintes composições de sua autoria: "Pantera" (c/ Fernando Brant), "Sábado" e "Nepal", no LP "Som Imaginário", de 1970; "Gogó (O alívio rococó)" e "A nova estrela", ambas com Wagner Tiso, "Cenouras", "Ascenso" (c/ Fernando Brant), "Salvação pela macrobiótica" e "Xmas blues", no LP "Som Imaginário", de 1971. Também com o grupo, acompanhou Milton Nascimento em vários discos e shows nacionais e internacionais.

Em 1981, lançou o LP "Aurora vermelha" (Som da Gente), contendo suas composições "Aurora vermelha", "Músico viajante-revelações", "Um bolerésio (Para Tenório Jr, no céu)", "Clara, cheia de luz", faixa que contou com a participação de Gonzaguinha, "Pequeno poema libertário (Para guitarra, cuíca e piano acústico)" e "O horizonte nos olhos de Manu".

Em 1984, mudou-se para Alfenas, onde passou a atuar também nas áreas de artes plásticas, literatura e o jornalismo.

Ao longo de sua trajetória, atuou com vários artistas, como Gilberto Gil, Raul Seixas e Ivan Lins.

Tem canções gravadas Marcos Valle ("Paisagem de Mariana", no LP "Vento sul"/1972), Maricenne Costa ("É paciência é tentação", no LP "Maricenne Costa"/1980) e Roupa Nova ("Sábado", no LP "Roupa Nova"/1982).

Mais visitados
da semana

1 Durval e Davi
2 Tiee
3 Vinicius de Moraes
4 Martha Rocha
5 Gilberto Monteiro
6 Festivais de Música Popular
7 Creone e Barrerito
8 Alceu Valença
9 Mayck e Lyan
10 Luiz Gonzaga