Busca:

Francisco Libânio Colás

Francisco Libânio Colás
circa 1830 São Luís, MA
9/2/1885 Recife, PE

Dados Artísticos

Compôs, segundo o padre Jaime C. Diniz, uma vastíssima obra (principalmente peças religiosas e operetas), infelizmente perdida. Sabe-se que compôs muitas peças populares, principalmente polcas. Em 1854, após ligar-se à atriz Carmela Adelaide Lucci, era tido como o melhor arranjador dos teatros de São Luís. Nesse época, regeu diversas óperas italianas. Regeu a orquestra do Teatro São João de Salvador, entre os anos de 1874 e 1875. Nesse período, estreou com sucesso sua opereta "Uma Véspera de Reis", com texto de Artur Azevedo e tendo no papel principal o famoso intérprete Xisto Bahia. Segundo Cernicchiaro, o compositor escreveu 4 operetas: "Meus olhos! Meu nariz! Minha boca!", a já citada "Uma Véspera de Reis", "Sete passos" e "Viveiro do Frei Anselmo". Renato Almeida acrescentou uma: "Horas de humor", com texto de Artur Azevedo. Suas obras populares mais importantes são o "Tango do Clube do Junco", a polca "Os Reis da Lapinha" (sobre motivos populares de Salvador) e "Crioula", uma quadrilha-lundu-tango que o maestro Guerra Peixe gabava-se de possuir em seus arquivos. Sabe-se que teve, em Recife, trabalhos publicados por Victor Prèalle. No capítulo VII (p. 142, Ed. Ouro) do romance "O mulato", de Aluízio Azevedo, há uma referência ao compositor: "Entraram todos em casa, numa desordem, acossados pela música que atropelava uma polca de Colás...".

Mais visitados
da semana

1 Noel Rosa
2 Lupicínio Rodrigues
3 Garoto
4 Nalva Aguiar
5 Pixinguinha
6 Tom Jobim
7 Elza Soares
8 Luiz Gonzaga
9 Assis Valente
10 Caetano Veloso