Busca:

Flávio Lima

Flávio Lima Ferreira
1955 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Em 1987, como cantor e compositor, passou a apresentar shows autorais em bares, teatros e Lonas Culturais do Rio de Janeiro, levando ao palco da ASSEAF-RJ o show "Quilombo Brasil". No ano seguinte, em 1988, em parceria com a produtora artística Massari Simões, criou o "Projeto Cantoria", no qual apresentava artistas independentes em vários bares e espaços culturais na Zona Norte do Rio de Janeiro. Neste mesmo ano criou a "Mostra de Músicos Independentes - Zona Norte", levada ao palco do Bar Feijão & Cia com diversos artistas, entre os quais Agenor de Oliveira, Tico da Costa, Antonio Carlos Mariano, Rosângela Corrêa, Ricardo Queiroz, Ari Menezes, Hygino, Coutinho, Lula Dimorais, Alexandre Rocha, André Henriques, Bombinha e Tobé Barbosa. Neste mesmo ano, 1988, dividiu o palco com o cantor e compositor Mongol, em show no bar Feijão & Cia, em Madureira, Zona Norte do Rio de Janeiro. No ano seguinte, em 1989, montou o espetáculo "Aberto Pra Balanço", com o percussionista Lula Dimorais, apresentado na cidade de Atibaia, em São Paulo. Em 1990 levou o show "Aberto Pra Balanço" para o Teatro Leopoldo Fróes, em Niterói, no Rio de Janeiro, desta vez acompanhado por uma banda composta pelo maestro Edson Soliva (teclados), Ari Menezes (contrabaixo), Thalis Agrícola (guitarra), Bombinha (bateria), Coutinho (percussão) e Lula Dimorais (percussionista), Áurea Miquelino e Rosângela Corrêa (vocal). Ainda neste ano o show "Aberto Pra Balanço", com banda integrada por Ari Menezes (contrabaixo), Coutinho (percussão) e Bombinha na bateria, foi apresentado no palco do Teatro SESC-Madureira. No ano posterior, em 1991, continuou a turnê do show "Aberto Pra Balanço" (com Jamaica e Lula Dimorais - percussionistas) apresentado na casa de shows Dourado’s, em Jacarepaguá, Zona Oeste da cidade. Em 1994 montou o espetáculo "Sinestesia", no qual contou coma participação especial do cantor e compositor Xandão Rodrigues, no palco do Bar Feijão & Cia. Dois anos depois, em 1996, foi convidado a voltar ao palco do Feijão & Cia para reapresentar o mesmo espetáculo. No ano de 1999, a convite da Oficina de Talentos do Festival Cria Rio, projeto do METRÔ/RJ, levou o show "Sinestesia" para a Quinta da Boa Vista, apresentando-se com os músicos Tatá Macário (bateria), Márcio Souza (guitarra e violão), Cláudio Souza (contrabaixo), Lula Dimorais (percussão) e Wander Timbalada, na percussão. No ano 2000 lançou o primeiro disco solo intitulado "Sinestesia", no qual interpretou de sua autoria as composições "Bandeirante", "Agreste", "Tributo à Rocinha", "Óculos Ray-Ban", "Cobras e lagartos", "Minha paixão", "Milagre comum - Estilingue de bichim", "Aberto pra balanço", "Quilombo Brasil" e a faixa-título "Sinestesia". O disco, com produção executiva de Massari Simões, contou com direção musical de Cláudio Souza, Dodô Moraes Flávio Lima, além dos músicos Márcio Souza (violão e guitarra), Zé Gomes (percussão), Tarcísio Macário (bateria), Dodô Moraes (teclados), Marcos Bonfim (sax), Lula Dimoraes (efeitos e percussão), Sidão Pires (bateria), Cacá Colón (bateria), Paulo Heleno (cavaquinho) e Cláudio Souza (baixo). O CD, com foto da capa de Emilsom Mendes, foi lançado em show no Teatro Rival BR/Petrobras com a participação dos músicos Dodô Moraes (teclado e acordeom), Zé Gomes (percussão), Paulinho Marques (violão de sete cordas), Márcio Souza (violão e guitarra), Lula Dimorais (percussão), Cláudio Souza (contrabaixo) e Tatá Macário na bateria. Por essa época, fez shows de lançamento do CD em espaços como Mistura Fina, na Lagoa; no FarUp, em Botafogo, e Lona Cultural João Bosco, em Vista Alegre, subúrbio do Rio de Janeiro. No ano posterior, em 2001, fez lançamento do CD "Sinestesia" na Lona Cultural João Bosco, com uma banda formada por Dodô Moraes (teclados e acordeom), Márcio Souza (guitarra e violão), Paulinho Marques (violão de sete cordas), Zé Gomes (percussão), Lula Dimorais (percussionista sonoplasta) e Tatá Macário (bateria), contando com a participação especial da cantora Luiza Dionísio.  Em 2002 o show "Sinestesia" foi levado ao palco do bar FarUp, em Botafogo, Zona Sul da cidade, e no ano seguinte, no palco do Mistura Fina na Lagoa/RJ, com as participações especiais de Willian Ferreira (repique e pandeiro) e Nei Dias (tantã). No ano de 2004, no Espaço Alma, no Centro do Rio de Janeiro, montou o "Toque O Show - Um Talk Show Diferente", com participação de Claudio Nucci, Wilson Rabelo (ator), Lúcio Sherman, André Henriques e Lula Dimorais. Neste mesmo ano montou os espetáculos "Comeu?! Tem Que Casarti", com Marcos Damag (violão) e Lula Dimorais (percussão) no Espaço CASARTI (Casa do Artista Independente), no bairro de Vista Alegre; "Rosa Dos Ventres", com a participação de Lula Dimorais (percussionista), no Espaço Alma, na Lona Cultural João Bosco e na Casa do Artista Independente (CASARTI). No anos de 2006 e 2007 "Toque O Show - Um Talk Show Diferente", com Lula Dimorais, foi a apresentado na CASARTI, e no palco do Café Com Mandinga (com Antônio Carlos Mariano e Maurício Café); na Casa da Mãe Joana, na Lapa e no CASARTI. Também recebeu o poeta Sergio Natureza, para o show "Natureza Das Mulheres - Uma homenagem ao poeta", com Áurea Miquelino, Bia Lopes (intérpretes), Antonio Carlos Mariano (violão), Wa Oliveira (contrabaixo) e Eurico Zen (percussão). Participação especial do poeta Sérgio Natureza (em duas edições), no CASARTI. Em 2008 montou o show "Flávio Lima Convida", levando ao palco da CASARTI, uma vez por mês, os seguintes artistas: Luiz França, Wilson Rabelo, Ronaldo Valentin, Alexandre Rocha, Áurea Miquelino, Antonio Carlos Mariano, André Henriques e Bia Lopes. Ainda em 2008 apresentou na Lona Cultural João Bosco o espetáculo "Rosa dos Ventres", com Wa Oliveira (contrabaixo), Gil Santos (percussão), Eliabe Acácio e a participação especial do guitarrista Avohai. Neste mesmo ano de 2008, no Clube Pau Ferro, no bairro do Irajá, subúrbio da cidade, montou o show "S.O.S. CASARTI - Luiz Carlos da Vila Convida", com a participação de Paulinho Marques (violão), Wa Oliveira (contrabaixo), Maurício Café (percussão) Willian Ferreira (percussão), Carlos Fragoso (cantor), Eurico Zen (percussão) e Bia Lopes (cantora). No ano de 2009 recebeu, no palco do CASARTI, o poeta Salgado Maranhão para o show "Encantos do Maranhão - Uma homenagem ao poeta", com Bia Melo (intérprete), André Henriques (violão), Wa Oliveira (contrabaixo) e Gil Santos (percussão). Neste mesmo ano reapresentou o show "Rosa Dos Ventres", desta vez com Wa Oliveira (contrabaixo), Gil Santos (percussão) e Liabe Acácio, na Casa do Artista Independente, em Vista Alegre. No ano de 2012 apresenta "Flávio Lima Convida", no palco da Casa do Artista Independente, recebendo os seguintes artistas: Tunai, Hyldon, Victor Biglione e José Araújo. Neste mesmo ano o show "Flávio Lima Canta - Sinestesia", com participação de Eliabe Acácio, foi levado ao palco do Bossa Nova Coisa & Tal, em Rio das Ostras. No ano de 2013 pelo projeto "M.A.I.S" (Movimento dos Artistas Independentes do Subúrbio", recebeu Valter Barbará (compositor e cantor), Lulu Bastos (percussionista), Eliabe Acácio (bateria), Gil Santos (percussão), Wa Oliveira (contrabaixista), Antonio Carlos Mariano (cantor e compositor), Bia Lopes (cantora) e André Henriques (cantor e compositor).  Nos anos de 2014 e 2015 criou o projeto "Causos Causas e Canções" com várias edições e participação de Antônio Carlos Mariano, Áurea Miquelino, William Ferreira, Velha Guarda Musical de Lucas e Dinho Fonseca (poeta e letrista) lançando seu livro "Verdade Noturna", na Lona Cultural João Bosco e na Casa do Artista Independente (CASARTI); participou de eventos em comemoração ao "Dia do Trabalhador", no palco da Lapa e, na Lona Cultural João Bosco. Ainda em 2015 foi um dos convidados especiais do evento em comemoração ao "Dia da Consciência Negra", na Arena Chacrinha, em Pedra de Guaratiba, Zona Oeste do Rio de Janeiro. No ano de 2018 Zezé Motta, no CD "O samba mandou me chamar", gravadora Coqueiro Verde Records, incluiu a sua composição "Samba da amizade".

Mais visitados
da semana

1 Tiee
2 Pixinguinha
3 Luiz Gonzaga
4 Eumir Deodato
5 Raul Seixas
6 Nelson Gonçalves
7 Garoto
8 Elza Soares
9 Dorival Caymmi
10 Caetano Veloso