Busca:

Evandro Mesquita

Evandro Mesquita
19/2/1952 Rio de Janeiro, RJ

Não deixe de ver:

Dados Artísticos

Entreou em teatro aos 19 anos integrando o elenco da peça "Hoje é dia de rock", de José Vicente, no Teatro Ipanema, para onde havia sido levado por Rubens Corrêa, Ivan de Albuquerque e Klauss Vianna.
Começou a ficar mais conhecido do grande público quando, em 1977, passou a integra o grupo Asdrúbal Trouxe o Trombone (com Perfeito Fortuna, Regina Casé, Luís Fernando Guimarães, Nina de Pádua e Patrícia Travassos). O grupo, sob a direção Hamilton Vaz Pereira, montou diversos espetáculos com sucesso de público e crítica, entre eles "Trate-me leão" e "Aquela coisa toda".
Em 1980, com Ricardo Barreto (guitarra), William Forghieri (teclados), Antônio Pedro (baixo), Lobão (mais tarde substituído por Juba, bateria), Márcia Bulcão (voz e vocal) e  Fernanda Abreu (voz e vocal), formou a banda de rock Blitz, no Rio de Janeiro.
Em 1982, o grupo já se apresentava no Circo Voador, montado na praia do Arpoador, no Rio de Janeiro. Neste mesmo ano assinaram com a EMI-Odeon e lançaram um compacto com a música "Você não soube me amar", de sua autoria. Para a surpresa da gravadora, o disco vendeu 100.000 cópias em apenas três meses, chegando a vender no total 250.000 exemplares. O sucesso fez com que entrassem em estúdio para gravar o LP "As aventuras de Blitz". O disco teve duas músicas censuradas, que posteriormente seriam lançadas em compacto: "Ela quer morar comigo na lua" e "Cruel, cruel esquizofrênico blues". Apesar das duas faixas arranhadas e, portanto, inaudíveis, o disco vendeu 100.000 cópias. No ano seguinte, ainda fazendo parte do grupo, lançou o LP "Radioatividade", que contava com os sucessos "Weekend", de sua autoria, "A dois passos do paraíso" e "Betty frígida".
Já conhecida nacionalmente e um fenômeno de vendas, a banda passou um ano se apresentando pelo país. A turnê teve o seu ápice na temporada na cervejaria carioca Canecão sob direção de Patrícia Travassos (sua ex-esposa), sendo assistido por mais de 50.000 pessoas.
No ano de 1984, o grupo participou do especial infantil da Rede Globo, "Plunct Plact Zuuum II", com a música "A verdadeira história de Adão e Eva", parceria de Evandro e Barreto com o poeta Chacal. Ainda integrando o grupo Blitz, lançou também o terceiro disco, "Blitz 3", cujo maior sucesso foi "Egotrip".
Em 1985 participou do LP "O partido muito alto de Wilson Moreira & Nei Lopes", disco no qual interpretou "Fidelidade partidária", de Wilson Moreira e Nei Lopes. Neste mesmo ano, fazendo parte da banda Blitz, apresentou-se no "Festival Rock In Rio" e em Moscou no "12º Encontro Mundial da Juventude Democrática".  Porém, devido à super-exposição do grupo e aos compromissos profissionais estafantes, as relações entre seus integrantes foram se deteriorando, a tal ponto que em 1986, às vésperas de gravarem um novo disco, o grupo se dissolveu.
No ano de 1989 fez o primeiro papel em novela, quando atuou em "Top Model", da Rede Globo, interpretando o surfista "Saldanha".
Em 1995, a EMI lançou um disco ao vivo da Blitz e, em 1997, o grupo retomou as suas atividades com a formação original, excetuando-se Márcia Bulcão e Fernanda Abreu, que foram substituídas por Carla Morais, Eliane Tassis e Germana Guilherme. Lançaram, então, o CD "Línguas", que não obteve o mesmo êxito dos anteriores.
No ano 2002, o grupo se apresentou esporadicamente em vários shows pelo Rio de Janeiro. Neste mesmo ano foi lançado o livro "Driblando a censura - De como o cutelo vil incidiu na cultura", de Ricardo Cravo Albin, no qual consta o relato de uma composição de sua autoria, "Bete frígida", logo depois liberada pelo Conselho Superior de Censura, do qual o autor (Ricardo Cravo Albin) fazia parte.
No ano de 2003 a gravadora EMI reeditou os três discos, "As aventuras de Blitz"; "Radioatividade" e "Blitz 3". Ainda neste ano, Evandro Mesquita finalizou o primeiro DVD da banda, com gravação do show feito na Lona da Marina da Glória, na noite de révellion.
Junto com a Gang 90 & As Absurdettes, é considerado o grupo que ajudou a consolidar o rock brasileiro nos anos 80. Neste mesmo ano, já com nova formação, porém, liderada por Evandro Mesquita, a banda apresentou-se ao lado da cantora e compositora Isabella Taviani no projeto "Rio Música", na Praia do Leme, Zona Sul do Rio de Janeiro.
Em 2003 escreveu (em parceria com Mauro Farias) e atuou na peça "Esse cara não existe", que fez temporada no Teatro Leblon, no Rio de Janeiro. A peça ganhou o "Prêmio Shell" na categoria "Autor". Neste mesmo ano atuou, com Fernanda Torres, no filme "Os Normais - O Filme", de José Alvarenga Jr.
Em 2004 remontou a banda "Blitz", com a qual percorreu vários espaços no Rio de Janeiro.
Em 2006 atuou no seriado "A Grande Família", da Rede Globo. Gravou o primeiro DVD da Blitz intitulado "Blitz Ao Vivo".
Em 2007 participou como ator do seriado "Mandrake", baseado na obra de Rubem Fonseca, produzido pela multinacional a cabo TV HBO e levado ao ar para tada a América Latina.
No ano de 2011 apresentou-se no palco "RockStreet" do "Rock In Rio IV", dividindo o show com o grupo The Fabulus Tab.
No ano de 2013 comemorou 30 anos de carreira musical em show em show na Praia de Ipanema, no qal contou com as participações especiais de Rodrigo Sha (sax) e Ivo Meirelles e a Bateria da Mangueira. O espetáculo foi gravado para inclusão de cenas para o "DVD Ao vivo", em comemoração à data.

Mais visitados
da semana

1 Noel Rosa
2 Lupicínio Rodrigues
3 Nalva Aguiar
4 Garoto
5 Luiz Gonzaga
6 Pixinguinha
7 Assis Valente
8 Tom Jobim
9 Elza Soares
10 Nelson Cavaquinho