Busca:

Ednaldo Lima

Ednaldo José de Oliveira Lima
10/9/1958 Recife, PE

Dados Artísticos

Começou a carreira no final da década de 1970, na cidade de Recife. No ano de 1989, com uma composição de sua autoria, foi o vencedor do "Festival Novos Talentos". Em 1992 lançou um compacto duplo, pela gravadora Rosemblit, com as faixas autorais "Pátria amada"; "Urbano suburbano pernambucano"; "Merengue do Cadengue" e "Libido", todas em parceria com Wilson Araújo. Em 1994, com outra música sua ganhou o primeiro lugar no "Festival Canta Nordeste", promovido pela Rede Globo Nordeste. Dois anos depois, em 1996 venceu o festival "Recifrevo", promovido pela TV Jornal do Comércio Recife. Neste mesmo ano lançou o EP intitulado "Arrasten", com as faixas "Toque de recolher" (c/ Wilson Araújo e Ivano Santos); "Lira dos 30" (c/ Valente Júnior) e "Danielle", em parceria com Cláudio Cacau Leal, além da composição "Nosso amor", somente de sua autoria.  No ano 2000 gravou o EP "Cabeça de galo" com as faixas "Cabeça de galo" (c/ Walgrene Agra) e "Bondinho de Santa Teresa", de sua autoria. No ano de 2008 o percussionista, cantor e compositor Reppolho lançou pelo Selo GJS o CD "Zabumbeat", no qual incluiu a composição "Olho de lince", de Ednaldo Lima e Ivano Santos. Em 2018 lançou o CD "Reppolho & Ednaldo Lima - Juntos", pelo Selo GJS. No disco, produzido em parceria com o compositor e percussionista Reppolho, interpretaram as faixas "África Brasil" (Reppolho e Ednaldo Lima); "Na Sombra do Baobá" (Ednaldo Lima); "Batá-Cotô" (Reppolho e Ednaldo Lima); "Amante de Bicicleta" (Ednaldo Lima); "Eternamente Clara / Tributo à Clara Nunes" (Ednaldo Lima) e "Pra Naná / Tributo a Naná Vasconcelos", parceria de ambos, acompanhados por Carlito Gepe, Emerson Mateus e Felipe Escovedo (baixos), Roberto Stepheson (sax tenor e pífanos), Márcio Souza e Naná Amâncio (guitarras), Leo Rugero (violino e viola), Vander (trumpete), Tuninho Villas (teclados e drum machine), Adriana Passos, Maria Tereza, Carolina Valverde e Morma Renia nos coros, além de Reppolho e Ednaldo Lima em seus respectivos instrumentos e na confecção dos arranjos.  Sobre o trabalho escreveu o jornalista e pesquisador Euclides Amaral: "Leão do Norte em dose dupla"   "E o que une estes dois? Com certeza os Maracatus de Baque Virado, os Caboclinhos, os Terreiros de Xangô (candomblé pernambucano de ascendência comum, jeje-nagô, aos da Bahia e do Rio de Janeiro) e as Troças da infância, no bairro de Água Fria, em uma Recife setentista, onde ambos começaram a carreira nos bares e festivais, sedimentando uma amizade e admiração mútuas pelo trabalho um do outro. O que os une, também, é a pluralismo sonoro, a diversidade harmônica e a mescla de gêneros, comuns em artistas inquietos e insatisfeitos com o mercado mainstream musical brasileiro, integrantes de uma cena artística da região que abriga as bandas Eddie, Nação Zumbi e Cumadre Fulorzinha, além de craques como Lenine e Orquestra Spock, herdeiros da poesia de Carlos Penna Filho e Seu Boi Sarapião. Enfim, a cultura pernambucana legada pela diáspora africana e com raízes ameríndias corre nas veias desses dois artistas, corroborando que o 'Leão' é do Norte-Nordeste, mas tem rugido universal."   O primeiro lançamento do disco ocorreu, neste mesmo ano, na cidade de Olinda, em Pernambuco, no Hostel Canto dos Artistas. Neste mesmo ano de 2018 fez show de lançamento do CD "Juntos" no Centro de Referência da Música Carioca Arthur da Távola, na Tijuca, Zona Norte do Rio de Janeiro, acompanhado por uma banda integrada por Vander Nascimento (trompete), Roberto Stepheson (sax), Carlito Gepe (baixo), Jó Reis (bateria) e Márcio Souza (guitarra), com participações especias de Leo Rugero (violino) e Felipe Escovedo (baixo), além Ednaldo Lima (violão e voz) e Reppolho (percussão e voz). Ainda em 2018, fez apresentação no palco do Gambalaia Espaço Artes e Convivência, no bairro Jarmim, em Santo André, São Paulo.

Mais visitados
da semana

1 Franco Scornavacca
2 Festivais de Música Popular
3 Lupicínio Rodrigues
4 Dorival Caymmi
5 Hermeto Pascoal
6 Assis Valente
7 Caetano Veloso
8 Clementina de Jesus
9 Daniela Mercury
10 Música Sertaneja