Busca:

Duhbai

Marcos Antônio Chagas e Albuquerque
14/4/1959 Salvador, BA

Dados Artísticos

Em 1983, fundou os grupos Bandos de Ganja (de reggae) e Garotos do Gueto (de blues).

Como percussionista, tocou com Cátia de França, Carlos Dafé, Sonia Santos, Luiz Melodia, Suely Mesquita e Raimundo Sodré.

Trabalhou também com Miele, Wanda Sá, Roberto Menescal e Peri Ribeiro.

Em 1991, ao lado do também cantor e compositor Guto Resende, apresentou-se no "Projeto Bossa Nova" no América F. Clube, com roteiro e direção de Ronaldo Bôscoli. No mesmo ano, apresentou outro show, "Encontro da luz", no Teatro Ziembinski, ao lado de Guto Resende, também com direção de Ronaldo Bôscoli.

Em 1992, voltou ao teatro Ziembinski, apresentando o show "Partículas que fazem rima", com roteiro e direção de Ronaldo Bôscoli. Naquele mesmo ano, participou do "Projeto Revelações" do Teatro Gonzaguinha.

Em 1993, participou do projeto "Encontro nas Praças", apresentado-se em várias praças da zona oeste do Rio de Janeiro.

Em 1999, fez a abertura do show "Acústico", de Luiz Melodia, no Teatro Rival do Rio de Janeiro. Sua performance chamou a atenção da crítica, sendo comentado em matérias dos grandes jornais do Rio de Janeiro.

Em 2000, lançou seu primeiro disco, "O mundo é demais", no qual gravou várias composições de sua autoria, como "Quase novo", "Maracas de Dubhai" e "Guerreiro neon". No mesmo ano, passou a abrir regularmente o show "Acústico", de Luiz Melodia, que percorreu alguns teatros da cidade. Ainda em 2000, apresentou-se ao lado de Carlos Dafé e Wagner Aguiar no show "Trindade", na Lona Cultural Gilberto Gil, em Realengo, subúrbio do Rio de Janeiro.

Mais visitados
da semana

1 Creone e Barrerito
2 Trio Parada Dura
3 Noel Rosa
4 Tiee
5 Caetano Veloso
6 Cacaso
7 Bruno e Marrone
8 Gonzaguinha
9 Paulinho da Viola
10 Samara