Busca:

Dudu Marote



Dados Artísticos

Seu primeiro trabalho, como produtor musical, foi no disco "Hip Hop Cultura de Rua", em 1988, primeiro disco do hip hop brasileiro, no qual assinou a produção de metade das faixas.

Produziu, no ano seguinte, o disco "MCJack, Código 13".

Em 1990, realizou um remix para a canção "Garota de Ipanema" (Tom Jobim e Vinicius de Moraes), na interpretação de Marina Lima, lançado na estréia da MTV do Brasil.

Em 1991, assinou a produção do álbum "Que fim levou Robin?", do grupo homônimo, formado pelos DJs Mauro Borges e Renato Lopes, um dos marcos do início da cultura club e dance no país.

Em 1993, foi responsável pelo remix jungle feito para "Baixada News", do Skank.

Ainda na década de 1990, assinou a produção musical dos discos "Calango" (1994, 1,2 milhões de cópias vendidas) e "O samba poconé"(1996, 1,8 milhões de cópias vendidas), ambos do grupo Skank, "J. Quest" (1995, 100 mil cópias vendidas) e "De volta ao planeta" (1997, 600 mil cópias vendidas), ambos do grupo Jota Quest, e "Televisão de cachorro" (1998, 100 mil cópias vendidas, do grupo Pato Fu, além de trabalhos de Wilson Sideral e Maurício Manieri.

Em 1999, começou a trabalhar com DJs de música eletrônica como Marky, Mau Mau, Patife e Renato Cohen. Ao lado de Daniela Mercury, foi responsável pelo trio eletrônico com DJs que a cantora baiana colocou no carnaval desse ano, em Salvador.

Em 2000, assinou a produção musical dos discos "A fórmula certa", de Patrícia Coelho, "Isopor" (150.000 cópias vendidas), do grupo Pato Fu, "Público" (600.000 cópias vendidas), de Adriana Calcanhoto, "Mallokeragem Zona Leste", do grupo Doctor MCs, "Nova Cara", do grupo AfroReggae, e "Vou ser feliz e já volto", de Paulo Miklos. Na área da música eletrônica, produziu também um remix house para uma música de Adriana Calcanhotto, "Remix século 20 - o remix", junto com o DJ Mau Mau, "Montezuma", com o DJ Marky, uma trilha drum’n’bass para um clip interativo da MTV e uma versão drum’n’bass para "Made In Japan", do Pato Fu.

Em 2001, produziu o primeiro vinil lançado pelo Screw, selo techno de sua propriedade. Ainda nesse ano, assinou a produção musical do CD "Ruído rosa", do grupo Pato Fu. Com o apelido de Esom, tirado das iniciais de seu nome, estreou, ainda em 2001, como artista/produtor de drum’n’bass, junto com Marky e Patife, no single da faixa "Só tinha que ser com você", lançado na Inglaterra, incorporada nos álbuns de mixagem dos dois DJs.

É proprietário do selo Muquifo Records, especializado em compilações de música eletrônica.

Mais visitados
da semana

1 Isolda
2 Luiz Gonzaga
3 Noel Rosa
4 Eumir Deodato
5 Dorival Caymmi
6 Geraldo Pereira
7 Chico Buarque
8 Lupicínio Rodrigues
9 Pixinguinha
10 Música Sertaneja