Busca:

Dj Mam

Marco Aurélio Camarda Marinho
27/2/1974 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Começou a compor e a produzir festas na adolescência, tocando por toda parte do Rio de Janeiro e cidades vizinhas. Em 1998 apresentou o programa “Bond da Cidade”, na rádio Cidade FM, onde conheceu o músico Marcelo Yuka, com o qual criou em 2008 o programa radiofônico “Estudando o Som”, que foi o primeiro programa de rádio não transmitido ao vivo, para o qual convidaram músicos como B Negão, Rita Ribeiro, os MC’s Júnior e Leonardo, Carlos Malta, Marcos Suzano, Nicolas Krassik, Siri, Brazilian Lounge, Pandeiro Repique Duo, Dughetto e Sotaque Carregado, e receberam na plateia artistas como Marcelo D2, Robertinho Silva, Carlos Dafé, Chico Neves, entre outros. O projeto abriu espaço para novas bandas. Foi o criador do estilo musical “Brazilian Lounge”, ao lado de Rodrigo Sha e David Villefort, projeto que uniu música eletrônica com elementos musicais e instrumentos regionais tipicamente brasileiros. O trio, acompanhado pelo músico pernambucano Valdi Afonjah, lançou em 2002 o CD “Brazilian Lounge Rio”, pelo selo Sony Music, que foi trilha oficial do evento de moda Fashion Rio, nesse mesmo ano. O projeto virou editora, selo, espaços temáticos, show, e originou os programas “Estação Brazilian Lounge”, apresentado na rádio Globo FM e o “Brazilian Lounge MPB”, da rádio MPB FM. Nesses programas recebeu como convidados artistas como Elza Soares, Danilo Caymmi, Elba Ramalho, Emílio Santiago, Leo Gandelman, Filhos de Gandhy, Moska, Carlos Malta, Nicolas Krassik, Marcos Suzano, Pedro Luís, Paula Morelenbaum, Moraes Moreira, Alceu Valença, entre outros. Em 2003 participou da coletânea “Filtro Solar”, lançada pelo selo Sony Music, na qual foram incluídas as faixas “Mães (Gerações)” e “Estatuto do homem”, de sua autoria. Nos anos de 2003 e 2004 comandou a festa do “Prêmio Multishow de Música Brasileira. Em 2005 a música “Descarregue”, de sua autoria com Leo Tucherman, foi incluída na coletânea “Hotel Emiliano 4”, desenvolvida por Tony Montana com artistas da música mundial como Nina Simone, Sarah Vaughan, Coltrane Quartet, entre outros. Também participou da coletânea “O Boticário Brasilidades”, lançada pelo selo MCD World Music. Em 2007 criou o coletivo DJ Mam e Sotaque Carregado, ao lado Aleh, André Bala Bala, Bruno Abreu, Tiago Magalhães, Valdi Afonjah e Paulo Chiona. O coletivo foi vencedor do “Prêmio Conexão Vivo”, em 2009. Em 2008 compôs “Poção do amor” (c/ Cris Delano), que foi trilha sonora da campanha publicitária da marca de bebida Vodka Absolut Mango, com a participação da bateria da Mangueira. Nesse mesmo ano lançou, ao lado de Carlos Malta, o show “Pifes e Batuques” e o trio “MMC”, com Marcos Suzano. Em 2009 criou com a chef Ana Castilho o projeto “Casamento à Brasileira”, com a proposta de resgatar as festas acolhedoras e resgatar a cultura nacional.fabsolu Em 2010 foi uma das atrações do Palco Brasil, montado em Copacabana, no Rio de Janeiro, para as comemorações do Réveillon de 2011. Nesse mesmo ano se apresentou no evento Red Bull Air Race, na Praia de Botafogo, no Rio de Janeiro. Participou Festivais, em Nova Iorque e Buenos Aires; do Tim Festival, Skol Rio e Fashion Rio, no Rio de Janeiro. Apresentou-se ao lado dos argentinos do grupo Tanghetto, em uma homenagem póstuma ao compositor argentino Ramiro Musotto. Ainda em 2010 participou da coletânea dupla “Chill Brazil 6”, compilada pelo produtor Plínio Profeta e lançada pelo selo Warner, com vários artistas brasileiros, dentre os quais Seu Jorge, Bid, Tiê, O Rappa, Fino Coletivo, Maria Rita, Trio Mocotó. Foi uma das atrações da festa do “21º Prêmio da Música Brasileira”. Em 2011 a música “Redentor”, de sua autoria em parceria com Rodrigo Sha, foi escolhida a música tema dos 80 anos do Cristo Redentor, em concurso realizado no Rio de Janeiro pela Riotur. A música foi apresentada em show realizado no Monumento dos Pracinhas, no Aterro do Flamengo, que contou com a participação de vários artistas como Beth Carvalho, Roberto Menescal, Elba Ramalho, Sandy, Arlindo Cruz, Leila Pinheiro, Miúcha, Zeca Pagodinho, entre outros. O registro desse show foi gravado em CD/ DVD e distribuído mundialmente nos países católicos pela EMI. Produziu a faixa sonora para a campanha do 4º Congresso Internacional sobre Desenvolvimento Sustentável, que contou com a participação dos músicos Carlos Malta (flauta) e Dom Gravata (pandeiro). Incluiu a faixa “Três quartos do mundo” (c/ Rodrigo Sha) na coletânea japonesa Zomeki vol. 4, com artistas do mundo inteiro. Foi uma das principais atrações do “Palco Principal”, montado em frente ao hotel Copacabana Palace, no Rio de Janeiro, para as comemorações do Réveillon de 2013. Na ocasião, apresentou a música inédita “Cuzcuz de Canô”, que compôs em homenagem à Dona Canô, mãe de Maria Bethânia e Caetano Veloso, falecida seis dias antes. Em 2013 participou da “Semana Conexões”, dentro das comemorações do “Ano Brasil Portugal”, apresentando-se no Espaço Brasil, em Lisboa (Portugal). Foi uma das atrações do Palco Principal montado na Praia de Copacabana para as festividades do Réveillon de 2017. Em 2019 lançou o EP “Arraiá Remix”, com remixes de músicas tradicionalmente ouvidas nas festas juninas, dentre as quais “O canto da ema” (Alventino Cavalcanti, Aires Viana e João do Vale), interpretada pelo cantor Marcelo Mimoso, com quem fez em parceria uma letra secundária para essa versão.

Mais visitados
da semana

1 Lupicínio Rodrigues
2 Garoto
3 Elza Soares
4 Pixinguinha
5 Tom Jobim
6 Nalva Aguiar
7 Assis Valente
8 Caetano Veloso
9 Luiz Gonzaga
10 Dorival Caymmi