Busca:

Dermeval Netto

Dermeval Coutinho Netto
10/6/1950 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Dirigiu diferentes documentários, séries de TV e vídeos. Em 1976, publicou, em co-autoria com Delfim Afonso Jr., O artigo "Cultura Popular na TV ou a Voz do Dono", no Jornal Movimento. Nesse ano, atuou como professor de "Cultura Brasileira" na Faculdade de Comunicação da Universidade Católica de Minas Gerais. Entre 1978 e 1980, participou de projeto de pesquisa sobre os efeitos da programação de TV junto ao público infantil, pela TV Educativa e INEP - MEC. Ainda em 1978, participou da projeto Pesquisa Nacional sobre Televisão, realizado pela Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa da Comunicação. Em 1980, escreveu a orelha para o livro "Ismael Silva: Samba e resistência", de Luiz Fernando Medeiros de Carvalho. De 1984 a 1988, dirigiu o "Evento Carnaval", série de programas especiais no período pré-carnavalesco na TV Manchete e cobertura do Carnaval com transmissão de Bailes e Desfiles das Escolas de Samba na mesma emissora. Entre 1985 e 1986, dirigiu, na TV E, o projeto "Eu Sou o Show", uma série musical em capítulos semanais, dedicada a vida e obra de diferentes músicos, entre os quais, Ivan Lins; Nana Caymmi; Blitz; João Nogueira; Jair Rodrigues; Alceu Valença; Geraldo Azevedo; Sérgio Ricardo; João Bosco; Golden Boys; Marcos Valle; Carlos Lyra e Paulinho da Viola. Em 1985, dirigiu o documentário "Depende de nós - Ivan Lins", que integrou a mostra competitiva do FEST Rio daquele ano. Em 1986, dirigiu o documentário "Poema de Pássaro - Alceu Valença", que fez parte da mostra competitiva do FEST Rio do mesmo ano. Entre 1987 e 1991, atuou como professor das disciplinas "Televisão Educativa" e "Comunicação e Educação", no Mestrado em Educação, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Em 1989, ano em que se comemorou o centenário da Abolição da Escravidão, dirigiu o documentário "Manoel Congo", sobre a História da insurreição negra e formação do quilombo de Paty do Alferes, no século XIX, e seu líder Manoel Congo. No mesmo ano, dirigiu, na TV E, o especial "Cantoras da Noite", uma crônica da boemia carioca, através das canções e das cantoras da noite. Suas produções, como diretor de projetos, ainda somam outros títulos: Em 1990, o documentário "Salgueiro no Parque", apresentado na TV E, sobre a criação estética do carnaval pela artista plástica e carnavalesca Rosa Magalhães. Em 1991, o documentário "Alvorada de Carlos Cachaça", apresentado na TV E, sobre compositor da Mangueira, focalizando seu mundo, suas memórias e sua obra. Em 1993, "Aliás, Grande Othelo", homenagem ao ator Grande Othelo. Em 1994, na TV E, as séries "Batacotô e Amigos", sobre a cultura popular afro  brasileira, com a banda Batacotô, e, "Batacotô e Amigos", sobre a música popular afro brasileira. No mesmo ano, o documentário "Especial Tom Jobim - sua música, seus parceiros, amigos e intérpretes", apresentado na TV E. Em 1997, a série especial de música instrumental "Pixinguinha 100 anos", em homenagem ao compositor. Atuou ainda na Gestão de Área de Produção e Desenvolvimento de Projetos. Entre 1994 e 1996, participou da implantação e gestão da Superintendência de Entretenimento Cultural na TV E, com a criação e desenvolvimento da grade de programas culturais e documentários nas áreas de música popular, música instrumental, jazz, cinema e artes cênicas. Participou da implantação e gestão da TV Estácio, na Universidade Estácio de Sá, entre 2003 e 2007. Como jornalista, atuou, entre 2002 e 2003, da equipe das entrevistas do Pasquim 21. Entre 2005 e 2006, integrou a esquipe de jornalistas das entrevistas do Caderno B, do Jornal do Brasil. Em 2007, dirigiu a produção do documentário "Darcy Ribeiro, o Guerreiro Sonhador". Entre 2009 e 2011, dirigiu a série de programas de TV "ABZ do Ziraldo".

Mais visitados
da semana

1 Chico Buarque
2 João Gilberto
3 Geraldo Pereira
4 Tom Jobim
5 Caetano Veloso
6 Pixinguinha
7 Música Sertaneja
8 Noel Rosa
9 Jackson do Pandeiro
10 Nelson Cavaquinho