Busca:

Deny

José Rodrigues da Silva
25/4/ 1941 Santos, SP

Não deixe de ver:

Dados Artísticos

Iniciou a carreira artística no final da década de 1950, quando, em dupla com o cantor Décio Scarpelli, o Dino, formou a dupla  Os Boas Pintas e passou a se apresentar em programas de rádio e boates com repertório baseado no então nascente rock and roll. Em 1965, a dupla adotou o nome de Deny e Dino. No ano seguinte, gravaram o primeiro disco: um compacto duplo com as baladas "Coruja" e "O estranho homem do disco voador", ambas de autoria dele em parceria com Dino, que logo se tornariam sucesso, fazendo com que fossem convidados a se apresentar no programa Jovem Guarda, na TV Record. Ainda em 1966, apresentaram-se no programa do cantor Hugo Santana, e lançaram o primeiro LP, intitulado "Coruja" e que, além da música título e " O estranho homem do disco voador", trazia mais três parcerias suas com Dino: "Pare", "Só para não ver sofrer" e "Charada".  Em 1967, lançou com Dino o LP "Deny e Dino", com mais oito parcerias dos dois: "Por causa da garota"; "Já estou acostumado com você"; "Só restou saudade"; "Se eu partir"; "O ciúme"; "Infidelidade"; "O que há de mal em mim" e "Pra ver você chorar", além de "Agora é diferente" e "Como eu gosto de você", apenas de sua autoria.  Ainda em 1967, recebeu com Dino o Troféu Chico Viola, uma premiação organizada pela Associação dos Funcionários das Emissoras Unidas (AFEU), e exibida pela TV Record de São Paulo, pela vendagem da música "O ciúme". Em 1968, gravou com Dino, em compacto duplo, mais quatro composições de sua autoria: "Intenção"; "Coisas que acontecem sempre"; "O grande dia", e "Já posso imaginar", além de "Assim vai mal (Vou-me embora e tchau", lançado em compacto simples.  Em 1969, lançaram novo LP, que incluiu seis músicas de sua autoria: "Chega"; "Parece um sonho"; "Ri melhor quem ri no fim"; "Nem eu nem você"; "Eu não acredito", e "Não vou impedir", além de "Shut Up", com Dino, e "Arranje outro amor (Eu não presto pra você", com Luiz Wanderley. Em 1970, a dupla lançou compacto duplo com suas composições "Vamos tentar" e "Meu bem não vá", ambas com Dino, e "Atitude". Em 1973, a dupla transferiu-se para a gravadora Top Tape e, no primeiro disco lançado no novo selo, um compacto simples, teve incluída sua balada "Cantem comigo", com Dino. Em 1977, já na Continental, teve gravada pela dupla o rock "Tirando sarro", com Dino. Em 1982, ainda na Continental, a dupla Deny e Dino lançou seu último disco em sua formação inicial, um compacto simples, com duas composições da dupla "Não devo chorar" e "O amor é a vida". A dupla original Deny e Dino acabou em 1984, com um breve retorno entre setembro e dezembo de 1990. Antes desse breve retorno com o Dino original, retomou a dupla com a participação do cantor Gilberto Gonçalves Pereira, que tornou-se o Dino II, com o qual atuou até 1995, quando Gilberto Gonçalves Pereira faleceu repentinamente. Nesse período, gravaram um CD. Em 1996, juntou-se a Elliot (Elio de Souza Reis) e refez a dupla Deny e Dino, que atuou até 2012. Nesse período, gravaram apenas uma música juntos, "Asa Delta", incluída no CD "Rockomodo".Após o fim definitivo da dupla, passou a atuar sozinho, além de apresentar programas de rádio sobre o rock das décadas de 1950 e 1960. Ao longo da carreira, teve cerca de 30 músicas gravadas.

Mais visitados
da semana

1 Pixinguinha
2 Nelson Cavaquinho
3 Chico Buarque
4 Tom Jobim
5 Clementina de Jesus
6 Francisco Alves
7 Lupicínio Rodrigues
8 Caetano Veloso
9 Noel Rosa
10 Ary Barroso