Busca:

Denise Studart

Denise Studart
21/2/1963 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Como cantora apresentou--se com os maestros Júlio Moretzshon, Paulo Malaguti Pauleira e Celso Branco. Em 2011 montou o show Show "Denise canta Drexler", no Espaço Ecosom, em Botafogo, no qual foi acompanhada por André Siqueira (violão e direção musical), Thiago Calderano (percussão) e Fábio Girão (baixo), interpretando composições do uruguaio Jorge Drexler, em versões para o portuiguês feitas pela própria cantora, destacando-se "Segundos de oscuridad" (Doze segundos de escuridão); "Todo se transforma" (Tudo se transforma); "Guitarra y vos" (Minha guitarra e você); "Fusion" (Fusão); "Horas" (Horas); "Inoportuna" (Inoportuna); "Vaivén' (Vai e vem); "Era de amar (Tempo de amar); "La huella de tu mirada" (O brilho do teu olhar); "Al outro lado del rio" (Na outra margem do rio); "Don de flui"r (Dom de fluir) e "Zamba del olvido" (Balada do esquecimento). No ano seguinte, em 2012, apresentou-se no projeto "Prata da Casa",  na Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ), tendo como músicos acompanhantes Paulo Malaguti (teclado) e Fabiano Salek (percussão). No ano de 2015, no Espaço Moviola Bistrô, no bairro de Laranjeira, apresentou-se com o espetáculo "Noite de Choro, Bossa e Samba", sendo acompanhada por uma banda integrada por Junho Francisco (voz e violão), Carlito Gepe (baixo) e Georgia Câmara (percussão). No ano posterior, em 2016, lançou o CD "Joia rara", produzido pela própria cantora, no qual interpretou composições de Sandor Buys, entre as quais "Peço licença", "Dois a um", "Assim como as canções", "Atravessou o meu samba", "Moro em Paquetá", "Velhos ranchos", "Agora tem tanta coisa que não tinha", a faixa-título "Joia rara" (Sandor Buys, Eduardo Calil e Jorge Nessimian), além de "Mar vermelho" (Sandor Buys e Romão Silva) e "Toque de classe", parceria de Sandor Buys, Eduardo Calil e Jorge Nessimian. No disco, contou com as participações dos músicos Alexandre Maionese (flauta), Denize Rodrigues (sax), Ivan Machado (baixo), Jayme Vignoli (cavaquinho), Kiko Horta (piano), Leandro Vasques (baixo), Lucas Porto (violão de 7 cordas), Luiz Flavio Alcofra (arranjo e violão), Marcílio Lopes (bandolim), Marcos Sacramento (voz), Netinho Albuquerque (percussão), Pedro Aune (contrabaixo), Rodrigo Scofield (bateria) e Rui Alvim (clarinete), além dos coralistas Alessandra Bax, Fá Teixeira, Ricardo Freire e Welida Barbosa, e os regentes de coral Ignez Perdigão e Ruy de Oliveira. O CD foi lançando em show no espaço Solar de Botafogo, no bairro de Botafogo, Zona Sul do Rio de Janeiro, com direção cênica de Marco Aurélio Hamellin; direção musical de Luiz Flavio Alcofra (violão), Jayme Vignoli (cavaquinho), Alexandre Romanazzi (flauta/flautim), Pedro Aune (contrabaixo), Netinho Albuquerque (percussão), André Boxexa (bateria) e Kiko Horta (piano), além das participações especiais de Marcílio Lopes (bandolim), Marcos Sacramento (voz), Alan Rocha (voz e dança).

Mais visitados
da semana

1 Luiz Grande
2 Leão Leibovich
3 Leo Canhoto e Robertinho
4 Noel Rosa
5 Festival da Música Popular Brasileira (TV Record)
6 Nelson Cavaquinho
7 Chitãozinho e Xororó
8 Hermeto Pascoal
9 Chico Buarque
10 Caetano Veloso