Busca:

Demósthenes Gonzalez

Demósthenes Gonzalez
1918 Porto Alegre, RS
Circa 1998 Porto Alegre, RS

Dados Artísticos

Como jornalista atuou em jornais e Rádios de Porto Alegre e em jornais do Rio de Janeiro, cidade na qual ajudou a fundar a Revista do Rádio. Teve sua primeira composição gravada em 1958, quando o Conjunto Melódico Norberto Baldauf no LP "A hora de dançar" da Odeon registrou o samba "Louca". Em 1960, teve o xote "Baile de Lampião" e a toada "Noite escura" gravados no LP "Baile no galpão", lançada pela dupla campeira Oswaldinho e Zé Bernardes. No mesmo ano, o samba "Louca" foi gravado por Leo Romano no LP "Lua Azul" da gravadora Odeon. Ainda em 1960, o samba "Garota", com Aécio Kauffman, foi gravado na Continental por Jair Humberto. Em 1961, seu samba-canção "Uma tal de mimosa" foi gravada pela cantora Marta Mendonça no LP "Marta Mendonça Maravilhosa" da gravadora Chantecler. No mesmo ano, teve a toada "Noite escura" gravada por Ademar Silva no LP "Um gaúcho forasteiro" da gravadora Philips. Essa toada ficou em catálogo por mais de vinte anos. Em 1962, a dupla Norinho e Ediles Nunes no LP "Viver cantando", da gravadora RCA Camden, lançou o samba "Nunca brigamos". Em 1963, seu samba "Não quero intruso no meu samba", com Jorge Costa, foi gravado pelo sambista gaúcho Caco Velho no LP "O comendador da bossa nova". No mesmo ano, Ademar Silva gravou pela RCA Candem os sambas "Amargo fim", com Leopoldo; "Eu quero ver", com Jorge Costa, e "Chuva do bem", enquanto o cantor Gilberto Braga lançou pela Continental o samba-canção "Bar doce bar". Também em 1963, teve a toada "Por que será que não vem" gravada por Teixeirinha no LP "Teixeirinha interpreta músicas de amigos" da Chantecler. Em 1964, o samba "Prazer de boêmio", com Jorge Costa, e registrado na voz do cantor Osvaldo Rodrigues foi incluído no LP "Carnaval - VOL. 1" da gravadora Philips com a participação de inúmeros intérpretes, e a toada "Saudade passarinho" foi incluída no LP "Saudades do meu amor" que a RCA Victor lançou com gravações do cantor Ademar Silva. Em 1966, a toada "Se eu pudesse" foi gravada por Mary Terezinha no LP "Valsa das rosas" da gravadora Sertanejo/Chantecler. Em 1974, a Dupla Mirim no LP "Outra barbaridade" do selo Sabiá/Copacabana gravou as toadas "Cansei de viver", com Leopoldo, e "Não tenho ninguém". Em 1978, o cantor Antônio Lemos no LP "Samba total" registrou o samba "Louca". Em 1979, publicou em duas edições do Caderno de Sábado do extinto jornal Correio do Povo sua monografia sobre a vida e a obra de Lupicínio Rodrigues. Em 1980, montou e dirigiu no Teatro Teresa Raquel no Rio de Janeiro o espetáculo musical "Roteiro de um boêmio" sobre a vida e a obra de Lupicínio Rodrigues e que ficou em cartaz durante três meses. Em 1989, seu "Hino da Legalidade", com Lara de Lemos e Paulo César, foi gravado por Beth Carvalho no LP "O Grande Presidente" lançado por ela e João Nogueira com músicas em homenagem ao Presidente Getúlio Vargas. No mesmo ano, teve o xote "Por dentro da baixaria", com Berenice Azambuja, gravado pela cantora Berenice Azambuja em LP lançado pela Chantecler. Em 1990, seu "Samba da criança", com Jorge Costa, foi gravado pelo conjunto vocal paulista Demônios da Garoa no LP "Esses divinos Demônios da Garoa" da gravadora Copacabana. Teve grande atuação política e boêmia na cidade de Porto Alegre. Juntamente com nomes como Lupicínio Rodrigues, Caco Velho, Hamilton Chaves, Nei Orestes, Alcides Gonçalves, Boquinha e Marino, formou o grupo da chamada Velha Guarda da música gaúcha.

Mais visitados
da semana

1 Creone e Barrerito
2 Trio Parada Dura
3 Noel Rosa
4 Tiee
5 Caetano Veloso
6 Cacaso
7 Bruno e Marrone
8 Paulinho da Viola
9 Gonzaguinha
10 Samara