Busca:

Dani Black



Dados Artísticos

Em 2001, foi contemplado com o prêmio de Melhor Intérprete no Festival de Boa Esperança (MG), com sua composição “Beije-me”, eleita como Melhor Música pelo júri popular. Atuou em turnês de shows pelo país como guitarrista da banda de Tetê Espíndola. Em 2005, passou a se apresentar semanalmente em um bar paulistano. Venceu, em 2008, o festival universitário Fun Music, com sua canção “Espera”. Em 2011, lançou seu primeiro CD, Dani Black, acompanhado por Adriano Magoo (teclados e acordeom), Marcelo Ribeiro (baixo) e Sandro Moreno (bateria). No repertório, “Pega de jeito”, “Miragem”, “Devagarinho”, “Como as coisas são”, “Juntos outra vez”, “Aurora”, “Comer na mão”, “Vem”, “Me enlouquece”, “Brincadeira”, “Era você”, “Deixar o barco ir” e “Vocês”, todas de sua autoria. O disco contou com a participação de Pedro Altério na faixa “Vem”. É integrante da banda 5 a Seco, juntamente com Pedro Altério, Pedro Viáfora, Tó Brandileone e Vinicius Calderoni. Tem canções gravadas por vários artistas de sua geração, entre os quais Dani Gurgel, Maria Gadú e Pedro Mariano, entre outros. Participou da gravação do CD e DVD “Aos Vivos Agora” (Biscoito Fino, 2012) de Chico César, como guitarrista, violonista e cantor nas faixas “Dança” e “À primeira vista”. Em 2013 lançou o EP “EP SP Dani Black ao vivo”, que seria inteiramente autoral se não fosse a regravação de “Comer na mão” (Chico César). O disco contou com a participação dos músicos Sandro Moreno (bateria), Adriano Magoo (teclado e acordeom) e Serginho Carvalho (baixo). Participou do disco “Coitadinha bem feito – As canções de Ângela Ro Ro”, produzido pelo DJ Zé Pedro, para o qual gravou “Tola foi você”. Em 2014 lançou na internet o clipe da inédita autoral “Seu gosto”, com participação do guitarrista Conrado Goys. Em 2015 lançou o CD “Dilúvio”, produzido por Conrado Goys, responsável também pelos arranjos do disco, que contou com onze faixas inéditas e autorais, dentre as quais “Maior”, com participação de Milton Nascimento. Apresentou o show de lançamento do CD "Dilúvio" no Teatro Net Rio, no Rio de Janeiro, acompanhado dos músicos Zé Godoy (teclados) e Sandro Moreno (bateria), com participação da cantora Zélia Duncan. Em 2016 a música “O trono do estudar”, que compôs em homenagem ao movimento de ocupação das escolas paulistas, foi gravada para clipe com adesão de artistas como Chico Buarque, Dado Villa-Lobos, Paulo Miklos, Pedro Luís, Zélia Duncan, Tiê, Arnaldo Antunes, Lucas Silveira, Lucas Santtana, Fernando Anitelli, Kassin, Tetê Espíndola, Helio Flanders, Tiago Iorc, entre outros.

Mais visitados
da semana

1 Luiz Gonzaga
2 Assis Valente
3 Nelson Gonçalves
4 Caetano Veloso
5 Dorival Caymmi
6 Nelson Cavaquinho
7 Chico Buarque
8 Tom Jobim
9 Noel Rosa
10 João Gilberto