Busca:

Cláudio Roberto

Claudio Roberto Andrade de Azevedo
1952 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Um dos principais parceiros de Raul Seixas. A primeira composição dos dois ocorreu em 1976, no LP "Novo Aeon", da gravadora Philips, na música título que contou ainda com a participação de Marcelo Motta. Um tempo depois, foi procurado em sua casa por Raul Seixas que o convenceu a dedicar-se apenas às composições. Retomaram a parceria em 1977 no disco "O dia em que a terra parou", de Raul Seixas, para o qual compuseram as músicas "Tapanacara", "No fundo do quintal da escola", "Eu quero mesmo", "Sapato 36", "Você", "Sim", "Que luz é essa?", "De cabeça pra baixo" e "O dia em que a terra parou", além do sucesso "Maluco beleza", que se tornou uma espécia de identificação do cantor Raul Seixas e um dos seus maiores êxitos. Este disco, inclusive, foi o único da carreira de Raul Seixas no qual todas as composições são feitas com um mesmo parceiro. Em 1980, retomou a parceria com Raul Seixas no LP "Abre-te sésamo", lançado por Raul Seixas pela CBS e no qual aparecem as seguintes parcerias dos dois: "Abre-te Sésamo", "    Aluga-se", "    Ângela", "Rock das Aranhas",  "Baby", "É Meu Pai" e "À Beira do Pantanal", além de "Só Pra Variar", que contou também com a parceria de Kika Seixas. Um de seus maiores sucessos com o roqueiro baiano presentes neste disco foi o "Rock das "aranha", proibido pela censura federal e liberada mediante a intervenção do escritor e crítico musical R. C. Albin, não podendo no entanto, ser executada publicamente. Em 1983, a balada "Coisas do coração", com Raul Seixas e Kika Seixas, foi registrada por Raul Seixas em LP do selo Eldorado. Em 1984, teve a música "Meu Piano", com Raul Seixas e Kika Seixas, registrada por Raul Seixas no LP "Metrô Linha 743", da gravadora Som Livre. Em 1987, foi parceiro de Raul Seixas nas composições "Cowboy Fora da Lei", um dos maiores sucessos de Raul Seixas, "Gente", e "Cantar", além de "Quando Acabar o Maluco Sou Eu", "Paranóia II (Baby, Baby, Baby)" e "    Loba", que tiveram a participação de Lena Coutinho, todas do disco "Uah-bap-lu-bap-lah-béin-bum!", da gravadora Copacabana. Segundo ele, em depoimento ao livro "O Raul que me contaram", de Tiago Bittencourt, a música "Cowboy Fora da Lei" ficou dez anos sendo burilada antes de ser gravada. Ainda em 1987, o rock "Aluga-se", com Raul Seixas, foi registrado no LP "Duplo sentido" lançado pela banda Camisa de Vênus pela WEA. Em 1990, o country "Cowboy Fora da Lei", com Raul Seixas, foi gravado por  Neymar Dias, no LP "O sucesso sertanejo - Neymar Dias e Sua Guitarra Havaiana", da gravadora Copacabana. Em 2003, foi lançado o CD "Anakilópolis", com gravações de Raul Seixas e que incluiu a inédita "Anakilópolis (Cowboy Fora Da Lei No 2)", com Raul Seixas e Silvio Passos. Em 2005, o rock "Aluga-se", com Raul Seixas, foi gravado pela banda Titãs no CD "MTV ao vivo - Titãs" da gravadora Sony BMG Music. Em 2017, a cantora Diana Pequeno, no CD independente "Signo", gravou a balada "As Coisas do Coração", com Raul Seixas e Kika Seixas.

Mais visitados
da semana

1 Durval e Davi
2 Tiee
3 Gilberto Monteiro
4 Teresa Cristina
5 Alceu Valença
6 Creone e Barrerito
7 Festivais de Música Popular
8 Gilberto Gil
9 Noel Rosa
10 Luiz Gonzaga