Busca:

Claudio Lins

Cláudio Werner Vianna Lins
30/11/1972 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Ainda menino, participou de gravações em discos infantis, como integrante de coro. Aos 11 anos de idade, realizou sua primeira incursão em teatro, representando, cantando e dançando na peça infantil "Sapatinho de cristal". Participou, como solista, das gravações das trilhas sonoras de "Histórias do céu e da terra", de Ana Terra, "Passa, passa, passará", de Antônio Adolfo e "Sapatinho de cristal". Trabalhou, também nessa época, no musical infantil "Verde que te quero ver", de Edmundo Souto e Paulinho Tapajós.

Em 1990, atuou, como tecladista, no show "Ivan Lins 20 anos".

Dois anos depois, participou, como cantor, da trilha sonora da peça "A visita", de F. Durrenmat, com adaptação e direção de Bernardo Jablonski.

Em 1993, atuou na peça "O inimigo", de Rubem Fonseca, com adaptação e direção de Bernardo Jablonski.

No ano seguinte, participou do espetáculo "Terror na praia", sob a direção de Cláudia Borioni, Luca de Castro, Alexandre Régis e Anselmo Vasconselos, e cantou na trilha sonora da peça "Sexo", de Luiz Carlos Tourinho.

Em 1995, atuou na peça "Uma tragédia florentina", de Oscar Wilde, sob a direção de Tônio Carvalho.

Participou da novela "História de amor", de Manoel Carlos, com direção geral de Ricardo Waddington, exibida, em 1995 e 1996, pela Rede Globo. Nessa mesma época, atuou na peça infantil "Maria Minhoca", de Maria Clara Machado, dirigida por Marcos Moraes e Marcelo Serrado.

Em 1996, realizou uma participação no show "50 anos", de Aldir Blanc.

Apresentou-se, em 1996 e 1997, com o show "Claudio Lins e banda", sob a direção musical de Daniel Jobim. Nessa mesma época, atuou na novela "Perdidos de amor", de Ana Maria Moretzsohn, sob a direção geral de José Carlos Pieri, exibida pela Rede Bandeirantes. Em 1997, participou do disco "Tal pai tal filho", produzido por Paulinho Tapajós, gravando com seu pai a faixa "Lembra de mim" (Ivan Lins e Vitor Martins).

Atuou na novela "Terra-mãe", de Rui Vilhena, exibida em 1997 e 1998 (NBP-RTP-Portugal).

Participou, em 1998 e 1999, do espetáculo "Aldir Blanc, um cara bacana", de Claudio Tovar.

Em 1999, atuou na minissérie "Chiquinha Gonzaga", de Lauro César Muniz, com direção de Jayme Monjardim (Rede Globo), e no episódio "Numa e a ninfa", adaptação da obra de Lima Barreto, com direção de Luciano Sabino (programa "Você decide"/Rede Globo). Ainda nesse ano, gravou seu primeiro CD, "Um", produzido por Fernando Caneca e Daniel Jobim, registrando duas músicas de sua autoria: "Baião de Tarantino" e "Estética". O disco, contou com co-produção e arranjos de Fernando Caneca, arranjos adicionais de Carlos Almada e direção vocal de Cacala, além da participação de Arthur Maia, Jorginho Gomes, Cesinha, Fernando Nunes, Leonardo Reis, Marco Lobo, Willliam Magalhães e Eduardo Neves, entre outros músicos.

Em 2001, estreou, na TV E e Rede Brasil, o programa "A vida é um show", entrevistando personalidades conhecidas da MPB.

Integrou, em 2003 e 2004, o elenco da remontagem do musical "A ópera do malandro", de Chico Buarque.

Lançou, em 2009, o CD autoral “Cara”, contendo as canções “Cair e chegar”, “Teatrinho”, “Impaciência”, “Cupido”, “Lotação esgotada” (c/ Carlos Careqa), “Dois voando” (c/ Márcio Guimarães), “DDD”, “Bala meia volta”, “Cegueira”, “Ciúme” e “Por toda vida” (c/ Ivan Lins e Ronaldo Monteiro de Souza). O disco contou com a participação especial de Pedro Mariano (na faixa “Teatrinho”), Lucinha Lins (na faixa “Impaciência”) e Luciana Mello (na faixa “Dois voando”). Nesse mesmo ano, dividiu o palco do Teatro Rival Petrobras com Ivan Lins no show “1 + 1”. O espetáculo contou com a participação de Marcio Brito (teclados), Leonardo Amuedo (guitarra), Nema Antunes (baixo), Marcelo Martins (sax e flauta) e Téo Lima (bateria).

Mais visitados
da semana

1 Hermeto Pascoal
2 Caetano Veloso
3 Dorival Caymmi
4 Tom Jobim
5 Irmãs Galvão
6 Nelson Cavaquinho
7 Festivais de Música Popular
8 Luiz Gonzaga
9 Chitãozinho e Xororó
10 Beth Carvalho