Busca:

Cláudio Fontana


14/6/1945 São Luiz, MA

Dados Artísticos

Começou a carreira artística em São Luiz, no Maranhão, ao participar de programas infantis e ganhar concursos de canto. Apresentou, ao lado de Leonor Filho, o programa "Bar de melodias", exibido entre 1963 e 1964 pela TV Difusora do estado do Maranhão. Na época, cantava bossa nova. No Rio de Janeiro, conheceu e mostrou seu trabalho para pessoas como Carlos Imperial, Wilton Franco, então produtor da TV Excelsior, e Osmar Navarro, então produtor da gravadora Phillips, entre outros. Em 1967, ao apresentar-se no programa "Festa do Bolinha", apresentado por Jair de Taumaturgo, na TV Rio, foi ouvido pelo empresário Genival Melo, que gostou da composição "Doce de coco", e a levou para ser gravada pelo cantor Wanderley Cardoso, então em grande sucesso. Essa composição foi lançada em compacto duplo por Wanderley Cardoso e logo se tornou um sucesso nacional. O sucesso de "Doce de coco" foi tão grande que permaneceu longo tempo como epíteto de apresentação do cantor Wanderley Cardoso. Em 1968, teve as composições "Aliança de brinquedo" e "Pequenina lágrima", parcerias com Wanderley Cardoso, gravadas por este último em LP, pela Copacabana. No mesmo ano, mudou-se para São Paulo, onde gravou seus dois primeiros discos pela Gravadora Copacabana. Foram dois compactos simples com as músicas "Alegria da volta"; "Ninguém me fará desistir de gostar de você" e "A chave", com Wanderley Cardoso, e "A irmã da minha namorada", de sua autoria. Sua carreira consolidou-se de vez quando começou a participar do quadro "Os galãs cantam e dançam", dentro do prgrama Sílvio Santos, na TV Globo, do qual participavam nomes como Paulo Sérgio, Antonio Marcos, Wanderley Cardoso, Tony Angely, Ary Sanchez, Djalma Lúcio, Jerry Adriani, Arturzinho e Paulo Henrique, entre outros. Em 1969, Antônio Marcos gravou "Vieram me dizer", em seu primeiro LP, pela RCA. No mesmo ano, fez grande sucesso com a balada "Adeus ingrata", de Geraldo Nunes, que ficaria marcada como grande sucesso popular, em disco que incluiu ainda as músicas"Ninguém me fará desistir de gostar de você", com Wanderley Cardoso, e "A irmã da minha namorada" e "Esta noite vou fazer o que eu quiser", de sua autoria. O compacto duplo com "Adeus ingrata" vendeu mais de 100 mil cópias e lhe valeu o "Troféu Viola". Ainda por conta do sucesso de "Adeus ingrata", recebeu no Programa do Chacrinha, em dois programas, a 14 de maio no Rio de Janeiro, e em 15 de maio em São Paulo, o diploma de "Ídolo da Juventude". Ainda em 1969, gravou seu primeiro LP, que contou com o acompanhamento do grupo Os Impossíveis, e no qual interpretou as músicas "Estou Amando Uma Garota de Cor", de sua autoria; "Não Lhe Telefono Mais", de Carlos César e Queiroz; "Diga Tudo Que Você Quiser", de Fernandes; "O Mundo Dá Muitas Voltas" e "Adeus Ingrata", de Geraldo Nunes; "Ouvindo Nossa Canção", de César e Alexandre Cirus; "Menina de Trança", de Antônio Marcos; "Eu Penso Sempre Em Você", de Nelson Ned; "Fim De Baile", de Ricky Ricardo e Paulo Roberto; "Nem Pelo Amor de Deus", de Carlos César e Antônio Queiroz, e "Você Bem Sabe Por Que Choro", de Geraldo Nunes e Alockson Dik, além de um pot-pourri com as músicas "Aliança de Brinquedo" e "Doce de Coco", com Wanderley Cardoso; "O Canudinho", com Robert Livi, e "Pra Ver o Mundo Cantar", com Antônio Marcos. Em 1970, compôs "Homem de Nazaré", que se tornaria grande sucesso, em 1973, na voz de Antônio Marcos. Nesse mesmo ano, Antônio Marcos gravou "Sozinho", em LP lançado pela RCA e "Minha amiga, minha namorada", parceria com Antônio Marcos. Em 1972, sua música "Mi amor es más joven que yo " foi gravada por Julio Iglesias, e tornou-se sucesso internacional. Nas décadas de 1970 e 1980 fez sucesso como compositor além de participar de Festivais Internacionais. Em 1973, participou do Festival Internacional de La Cancion, de Piriápolis, no Uruguai com a composição "Se Jesus fosse um homem de cor", defendida pelo cantor Tony Tornado. No mesmo ano, lançou LP pela Copacabana, com seu nome como título, e no qual interpretou as músicas "Meu Novo Amor"; "São Luis, Ilha Do Amor"; "Minha Família e Meus Amigos Que Vão Pro Inferno Eu Fico Contigo"; "Baby, Meu Amorzinho" e "Quando Alguém Está Ausente Tú És Minha e Eu Sou Teu", de sua autoria; "Meu Bem (Hey Girl)", de Philips e Duncan, versão de Marcelo Duran; "Clair", de Gilbert O'Sullivan, versão de Walter Marques; "Aniversário do Meu Bem", de Roberto Carlos; "O Tempo Me Traiu (Listen To The Music)", de Tom Johnston, versão de Dino Rossi; "A Carta", de Geraldo Nunes; "Quem Foi (Who Was It)", de Raymond O'Sullivan, versão de Nazareno de Brito, e "Faz de Conta", de Reynaldo Rayol e Rossini Pinto. Em 1974, atingiu a primeira posição nas paradas de sucesso latino-americanas, com a musica de sua autoria "Feliz Cumpleãnos, Querida Mia", gravada por Nelson Ned e Claudio Roberto. Em 1975, voltou a participar do Festival Internacional de La Cancion, de Piriápolis, no Uruguai obtendo o quarto lugar com a composição "Amor pela primeira vez", com Antonio Marcos, defendida pelo cantor Claudio Roberto. Com o declínio do movimento da Jovem Guarda, começou a compor músicas para artistas sertanejos. No mesmo ano, lançou LP pela gravadora Copacabana interpretando as músicas "Brasil Tropical"; "Minha História"; "Você Me Iludiu"; "Meu Desejo" e "Como É Que Eu Posso Ser Feliz Sem Você", todas de sua autoria; "Você Marcou Demais a Minha Vida", com Walter D'Ávila Filho; "Problemas", com Turibio Alencar; "Recordações de Ypacarai (Recuerdos de Ypacaraí)", de Zulema de Mirkin e Demetrio Ortiz, versão de Juraci Rago; "Apaixonado", de J. Oliveira e Jean Pierre, e "É Aconteceu", de J. Oliveira. Em 1976, obteve o primeiro lugar no XI Festival Internacional de La Cancion Costa a Costa, com a música "Vamos caminhar juntos", defendido pela cantora Sonia Maia. Ainda em 1976, Carmen Silva apresentou sua composição "Que seas feliz", no I Festival da Canção do Panamá, obtendo o terceiro lugar. Em 1981, lançou, pela gravadora Copacabana, o LP "Parabéns, Parabéns Querida", com as músicas "Meu Amor É Mais Jovem do Que Eu"; "Quero o Seu Coração (Amigo Não)"; "Também Sou Filho de Deus (Em Cada Irmão Vejo Cristo)"; "A Moça Do Bandonion"; "Estamos Separados"; "Parabéns, Parabéns Querida"; "Cigana Bonita" e "Veja a Vida Como É", de sua autoria; "Nosso Sonho de Amor", com J. Oliveira; "Amor Perdido", de Pedro Flores, versão de Clóvis Mello; "Adeus, Mais Uma Vez Amor, Adeus (Good Bye, Amore Mio)", de Mario Balducci e Gianni Belfiore, versão de J. Oliveira, e "La Media Vuelta", de José Alfredo Jiménez. No começo dos anos 1980, lançou o livro "São Luis: Ilha do amor". Em 1982, lançou, pela West Side Latino Records, um LP em espanhol. Em 1984, Antônio Marcos gravou "Romântico", no LP "O sonho não acabou", lançado pela RCA. Em 1988 a dupla Lourenço e Lourival gravou "Separados". Nos anos 1990, foi líder do Grupo Chocolate ao lado da esposa Malu e dos dois filhos, apresentando-se em programas de televisão. Entre 1997 e 2001, apresentou um programa especial na Rede Vida de Televisão. Em 2000, lançou CD que incluía diversas composições próprias, inclusive  "O homem de Nazaré", que somou 42 regravações, por diversos artistas, não só em português, como também em inglês, francês e espanhol. Em 2007, foi atração especial no programa de Nerivan Silva, na Rede TV. Na ocasião, contou um pouco de sua trajetória e interpretou "Adeus ingrata" e "O homem de Nazaré". Ao longo da carreira, teve músicas gravadas por outros nomes, como Antonio Marcos, Agnaldo Timóteo, Jair Rodrigues,  Altemar Dutra, Originais do Samba, Eliana, João Mineiro e Marciano, Cascatinha e Inhana, Irmãs Galvão, Lourenço e Lourival, As Mineirinhas, Grupo Karametade, Mococa e Paraíso, Raimundo José, e Fat Family. Em 2012, apresentou-se no Programa do Gugu, na TV Record. Em 2013, apresentou-se cantando durante a Jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro. Em 2014, apresentou na Rádio 9 de Julho, de São Paulo, o programa "Devoto de Frei Galvão".

Mais visitados
da semana

1 Luiz Gonzaga
2 Festivais de Música Popular
3 Chico Buarque
4 Caetano Veloso
5 Dorival Caymmi
6 Música Sertaneja
7 Gonzaguinha
8 Hermeto Pascoal
9 Música Junina
10 Noel Rosa