Busca:

Chapéu de Palha



Dados Artísticos

Grupo de samba e choro formado no Rio de Janeiro no ano de 1977 por iniciativa do poeta e letrista Hermínio Bello de Carvalho, na ocasião, diretor e coordenador do "Projeto Seis e Meia", do Teatro João Caetano, no Rio de Janeiro. Neste mesmo ano de 1977 o grupo lançou o primeiro LP. Integrado na  época, por Zé da Velha (trombone), Josias (flauta), Rubens (piston), Valdir (violão 7 cordas), Jairo (violão 6 cordas), Toco Preto (cavaquinho), Parada (surdo) e Jayme (pandeiro) o grupo lançou o LP "Chapéu de Palha", no qual foram incluídas as seguintes faixas: "Flor amorosa" (Joaquim Callado), "Ingênuo" (Pixinguinha e Benedito Lacerda), "Favela" (Roberto Martins e  W. Silva), "Maneiroso" (Geraldo Barbosa), "Chorinho apaixonado" (Neuza Paula), "Matuto" (Ernesto Nazareth), "Tema Chapéu de Palha" (Toco Preto), "Sofres porque queres" (Pixinguinha), "Gingandinho" (Toco Preto e Valdir), "Espinha de bagre" (Humberto Rubin), "Peça bis" (Toco Preto e Valdir) e "Proezas de Solon" (Pixinguinha). No ano de 1979 o grupo lançou, pela gravadora Copacabana Discos, o LP "Chapéu de Palha volume 2". Logo depois, em 1982 o grupo cessou as atividades em decorrência de um acidente com um dos seus fundadores, o violonista Valdir 7 Cordas. No ano de 1992 o grupo retornou às atividades artísticas. Com vários discos gravados, o grupo tem participado de programas de rádio e TV, além de shows e projetos culturais em todo o país e mesmo no exterior, apresentando-se no ano de 1997 no "Festival de Verão", no Central Park, em Nova York. Em 2002, já com uma nova formação e integrado por Valdir de Paula e Silva (Valdir 7 Cordas - cavaquinho e arranjos), Josias Nunes (flauta), Valter Sete Cordas (violão), Zé Mendes (sax soprano e sax alto), Luis Carlos (pandeiro) e Patrick Ângelo (violão), o grupo apresentou-se regularmente na "Roda de Choro do MIS" (Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro), projeto coordenado pelo violonista Luiz Otávio Braga. No ano de 2004 o grupo apresentou-se no Espaço J. Club, na Casa de Cultura Julieta de Serpa, com direção artística de Jorge Roberto Martins. Pelo Selo Rádio MEC BR o grupo lançou o CD "Sempre", com arranjos de Moisés Pedrosa. No disco foram incluídas composições de Pixinguinha, Altamiro Carrilho, Paulinho da Viola, Lupicínio Rodrigues e Alcides Nogueira, além da inédita "Tributo a Edson Sete Cordas", de José Siqueira, ex-integrante do grupo e que fez uma participação especial na faixa. O CD foi lançado no Espaço Urca, no Shopping Rio Sul. No ano de 2015, a convite do bandolinista Márcio Vinhas e da produtora Cenira Santos, organizadores do MCS (Movimento Choro Suburbano), o grupo participou da comemoração do "Dia Nacional do Choro", na Lona João Bosco, no subúrbio de Vista Alegre, em evento do qual também estiveram no palco diversos outros convidados ligados ao gênero, entre os quais Hamilton de Holanda, Joel Nascimento, Mestre Siqueira, Josimar Monteiro, Antônio Rocha, grupo Cordas Douradas, Choro Suburbano, Sombrinha, Déo Rian, grupo Entre Amigos, Euclides Amaral, Choro dos Pavões, Valdir Silva, Josias Nunes, Carlinhos Sete Cordas e Dorina.

Mais visitados
da semana

1 Mayck e Lyan
2 Gilberto e Gilmar
3 Adelmário Coelho
4 Aldir Blanc
5 Tiee
6 Rick e Renner
7 Hermeto Pascoal
8 Música Sertaneja
9 Cacaso
10 Noel Rosa