Busca:

César Nunes

César Nunes
18/1/1867 Belém, PA
Circa 1940 Rio de Janeiro, RJ

Dados Artísticos

Iniciou a carreira artística na cidade de Belém em 1884, atuando como ator em operetas. De volta a Portugal na mesma época, deu continuidade à carreira de ator estreando na opereta "Os sinos de Corneville" apresentado pela Companhia de Operetas Taborda. Atuou em seguida em outras companhias apresentando-se nas cidades de Lisboa e Porto. Passou a atuar então como cançonetista possuindo um vasto repertório de canções. Apresentou-se também na Espanha. Em 1907, retornou a Belém do Pará, e continuou a atuar como cançonetista. Em 1908, resolveu mudar para o Rio de Janeiro, e passou a atuar na Companhia Cinira Polônio. Retornou ao Pará no mesmo ano, e apresentou-se no teatro Chant Noir cantando cançonetas. Em 1909, voltou ao Rio de Janeiro e nessa época gravou na Casa Edson as cenas cômicas "Manifestação do regedor" e "Uma madrugada na roça", de sua autoria. Nessa última, fazia também imitação de animais. Em seguida gravou "Batuque de pretos", de sua autoria na qual fazia a imitação de um batuque de pretos, segundo o selo do disco, e a canção portuguesa "O mangerico", do folclore português que foi gravada em dueto com a atriz Berta Santos, que passou a ser sua companheira. Em 1912, gravou quatro cançonetas de sua autoria: "Esteja quieto", "Mas agora viras tu", "Toma lá cerejas" e "A Rizota". Por essa época, gravou ainda na Columbia registrando as cançonetas "Agora viras tu", "Sempre feijões", e "Na estação". Por volta de 1915, gravou pela Victor "Imitação de um batuque africano" e a "Imitação da chegada e partida dum trem". Continuou atuando como cançonetista em teatros e chopes cantantes e em 1922, voltou a gravar na Odeon registrando as chulas "A mulher e o relógio" e "Uma novena na roça", provavelmente de sua autoria. Em seguida, gravou as cenas cômicas "Sermão do Frei Hilário", "Fugindo de um samba", "Gargalhada musical" e "O foot-ball", sendo esta última um dos primeiros registros musicais tendo por tema o futebol. Tinha um forte sotaque português devido ao longo tempo que morou em Portugal e fez bastante sucesso em sua época, tendo gravado disco na Columbia, Victor em Odeon.

Mais visitados
da semana

1 Durval e Davi
2 Tiee
3 Gilberto Monteiro
4 Vinicius de Moraes
5 Creone e Barrerito
6 Martha Rocha
7 Festivais de Música Popular
8 Teresa Cristina
9 Luiz Gonzaga
10 Alceu Valença